Novas evidências sugerem que o Universo é curvo, contrariando a teoria aceita há décadas

Uma dupla de cosmólogos ousou contrariar uma teoria consolidada há décadas: a de que o Universo é plano



A pesquisa feita por Andrew Liddle e Marina Cortês, da Universidade de Cambridge, Inglaterra, sugere que o Universo é um ambiente curvo, com formato convexo, como uma ondulação.

O estudo é destaque no meio científico e nas páginas da mais recente edição do periódico Physical Review Letters.


Para comprovar sua tese, Liddle e Cortês analisaram evidências de um equipamento da NASA em 2004, que já mostrava uma assimetria no Universo.


À época da divulgação dos dados do equipamento, porém, especialistas duvidaram de sua veracidade, acreditando que um outro equipamento que viria a ser lançado pela Agência Espacial Europeia traria dados que comprovariam com um Universo plano. Porém os resultados do equipamento da ESA também apontaram para um modelo curvo.


Ao combinar os dados da Nasa aos da ESA, os pesquisadores passaram a afirmar que, sim, o Universo é assimétrico.


Segundo o estudo, a explicação para isso remeteria ao período que se sucedeu imediatamente após a formação do Big Bang.


Neste momento, o Universo teria se expandido em diferentes magnitudes e direções em uma fração de segundo, dando origem ao formato curvo que a dupla de cientistas alega ter descoberto. Liddle e Cortês se referem a esse período usando um desdobramento de uma teoria chamada "inflação cósmica".


Contudo, parte da comunidade científica duvida da recente descoberta, alegando que essa versão seria mais um acaso estatístico.


"Se as anomalias registradas em nosso estudo se comprovarem, elas podem oferecer um conhecimento sem precedentes e em grande nível de detalhes sobre o início do Universo", disse Liddle à revista Nature, uma das mais respeitadas no meio científico.


Os cientistas reconhecem que a descoberta ainda depende de mais medições para determinar se estamos em um Universo plano ou curvo.


Fonte: Physical Review Letters
26/09/13

12 comentários:

  1. Mas Einstein já não dizia isso?

    ResponderExcluir
  2. A teoria de Einstein dizia que o espaço de curva com o poder gravitacional dos corpos. Isso foi comprovado uma vez, inclusive no Brasil, ao observar um eclipse foi possível detectar a curvatura que um corpo (nesse caso o Sol) provoca no espaço. Essa teoria é diferente, pois ela diz que o Universo em sí é curvo.

    ResponderExcluir
  3. Querido anônimo acima, você foi preciso.

    ResponderExcluir
  4. Obrigado! Mas eu já não sou mais eu...

    ResponderExcluir
  5. Creio q agora sou um corpo quantico, logo posso ser qualquer um...

    ResponderExcluir
  6. O Anonimato é uma coisa interessante!

    ResponderExcluir
  7. Uma explosão... Big Bang, dificilmente produziria algo plano.... basta observar o resultado de QUALQUER uma.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso se deve ao fato de se pensar no Big Bang como uma explosão... o termo Big Bang foi um termo erroneamente usado e que pegou para se falar da teoria, mas, o Big Bang em si é uma expansão... o universo simplesmente começou a expandir em determinado momento, se a expansão aconteceu planamente, em diversas direções, assimetricamente ou simetricamente, como o texto diz, apenas com futuras pesquisas saberemos

      Excluir
    2. que mania que as pessoas tem de achar que o big bang foi uma explosao!

      Excluir
    3. Uma expansão, seja com que velocidade for, em diversas direções, é, sim, uma explosão.....
      Falta de cultura!!!!

      Excluir
  8. creio que mudei muito depois disso! ser anonimo faz toda diferença

    ResponderExcluir