AO VIVO: Chuva de meteoros Quadrantideas (reprise)




O ano mal começou e já teremos o privilégio de contemplar uma das maiores chuvas de meteoros. Entre os dia 03 e 04 de Janeiro acontece a anual chuva de meteoros Quadrantídeas. Assista aqui em nosso site, a transmissão ao vivo!

Apesar do nome, Quadrantídeas tem sua radiante (local de onde os meteoros parecem se originar) na constelação de Böotes (Boieiro em português), bem próxima da constelação de Ursa Maior, ou seja, pra quem se encontra no hemisfério sul, é quase impossível observá-la a olho nu.

Diferente de outras chuvas de meteoros, como a Geminídeas por exemplo, cujo pico dura 2 dias, a chuva de meteoros Quadrantídeas pode durar apenas algumas poucas horas, porém, os meteoros são intensos. Espera-se que no ápice da chuva seja possível observar entre 80 e 120 meteoros por hora, isso se o tempo permitir, é claro.


O projeto Slooh fará a cobertura da chuva em tempo real, e você pode assistir aqui mesmo em nosso site, na janela abaixo.

O evento está programado para ter início no dia 03 de janeiro, a partir das 20h00 BRT (sem contar com horário de verão).

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.


Observação a olho nu - hemisfério norte

Pra você que se encontra no hemisfério norte, o melhor momento para observar a chuva será no dia 03 de janeiro, a partir das 23h00. Olhe para o quadrante nordeste do céu, entre as constelações de Boieiro, Dragão e Ursa Maior, pois é la que se encontra a radiante da chuva. O melhor momento pra se observar uma chuva de meteoros é sempre quando a radiante (local de onde os meteoros parecem se originar) está no seu ponto mais alto do céu, o que seria antes do amanhecer, porém, como foi dito anteriormente, o pico dessa chuva dura apenas algumas horas, e isso pode acontecer a qualquer momento. Nesse caso, observar a partir das 23h00 do dia 03 é a melhor opção.

Veja na imagem abaixo o local da radiante da Quadrantídeas. A imagem foi baseada em um observador situado em Lisboa, Portugal, porém, essa chuva poderá ser vista de qualquer região do hemisfério norte.

Créditos: Stellarium      /      Clique na imagem para ampliar


Uma constelação que não existe mais

A maioria das chuvas de meteoros recebem o nome correspondente a constelação onde se encontra sua radiante, assim como aconteceu com a Quadrantídeas, porém, sua constelação não existe mais. Não, ela não 'desapareceu do céu'. Para entender o caso, temos que voltar para o ano de 1795, quando o astrônomo francês Jerome Lalande nomeou a constelação de "Quadrans Muralis", que se localizava entre as constelações Boieiro e Dragão. Em 1825, o italiano Antonio Brucalassi reportou que a atmosfera da Tera estava sendo atingida por corpos luminosos, conhecidos como 'estrelas cadentes'. Em 1839, Adolphe Quetelet, do Observatório de Bruxelas, na Bélgica, assim como Edward C. Herrick, em Conecticut, EUA, independentemente propuseram que a Quadrantídeas era uma chuva anual.

Em 1922, UAI (União Astronômica Internacional) dividiu o céu em 88 constelações, cuja lista foi inaugurada em uma Assembleia Geral em Roma, na Itália, em Maio de 1922. A constelação de "Quadrans Muralis", assim como algumas outras, não estava inclusa nessa nova lista, porém, a chuva de meteoros "Quadrantídeas" permaneceu com o nome da antiga e obsoleta constelação.


Origem misteriosa

Os meteoros Quadrantídeos não possuem uma origem definida. Em 2003, o astrônomo Peter Jenniskens tentou identificar o objeto responsável pela chuva Quadrantídeas como o asteróide 2003 EH1.

Há cerca de 500 anos, astrônomos chineses, japoneses e coreanos observaram o cometa C/1490 Y1, que poderia ser o "pai" da chuva Quadrantídeas. Esse cometa, pode ainda ser o mesmo objeto avistado pelo astrônomo Peter Jenniskens,  que ele avaliou como asteróide. Até o momento, a origem dos fragmentos que resultam na anual chuva de meteoros Quadrantídeas ainda é desconhecida.

Fonte: earthsky.org
Créditos: Slooh
Imagem: Stellarium
02/01/14

20 comentários:

  1. Maravilha!Não vou perder!

    ResponderExcluir
  2. uma pergunta quem estiver no norte e nordeste do brasil poderá observar? ouvi dizer que aqui no brasil era observada na madrugada do dia 03/01 me expliquem isso por favor!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Olá Julio! Veja que a radiante dessa chuva fica entre as constelações Draco, Ursa Major e Böotes, o que só pode ser visto com excelência no hemisfério norte. Em locais bem ao norte / nordeste do Brasil, como Fortaleza-CE por exemplo, a constelação de Böotes só é visível um pouco antes do amanhecer, e por pouco tempo... e quando ela ficar alta no céu, já estará de dia... ou seja, pra não dizer que é "impossível", é pelo menos muito, muito difícil.

    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  4. Boa noite! Será possível ver a chuva de meteoros do sudeste, mais precisamente manhuaçu mg , zona da mata... Desde já agradeço pela atenção!

    ResponderExcluir
  5. Ola!!!Obriga por vcs sempre estarem postando coisas de universo.Gostaria de saber se Barretos SP e possível ver a que horas? Obrigada!!! Marina

    ResponderExcluir
  6. e de minas gerais ao norte será q consegue???

    ResponderExcluir
  7. Vai dar para ver no piaui? que horas? Obrigada

    ResponderExcluir
  8. E no ceara vai da pra ver ne pq fica no nordeste

    ResponderExcluir
  9. Galera, a resposta pra todas essas perguntas é a mesma, só ler ali em cima o comentário da Redação :D

    ResponderExcluir
  10. Olá, ostaria de saber se é isso mesmo ou meu player travou, estou a uns vinte minutos e ateh agora nao vi nada, a nao ser o ceu parado… e acho que esse áudio se repete depois de uns tempos…

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O player não parou, e está ao vivo. o áudio é gravado sim, ele se repete, mas o video tá ao vivo..a qualquer momento pode começar a ter os meteoros.

      Excluir
  11. EU Estou no DF, será possível vê-lo??? ME EXPLICAAAAAAA

    ResponderExcluir
  12. É Ao-Vivo mesmo? Me parece meio estranho!

    ResponderExcluir
  13. do pará sera possível ver ?

    ResponderExcluir
  14. http://m.ustream.tv/channel/nasa-msfc
    Aqui a musica ta melhor e a imagem também

    ResponderExcluir
  15. Ai gente, o céu desnublou vou tentar ver hoje *-*

    ResponderExcluir
  16. eu consegui ver ao amanhecer 2 na sexta e 2 no sabado, ja quase com o sol nascendo, obrigado aos adm do site pela informação, caso contrario eu nem ia saber disso, vlw

    ResponderExcluir
  17. Terá uma chuva de meteoros dia 6 à 8 se não me engano e outra no dia 24 à 26 (não sei se será em todos esses dias) queria saber se de Formiga Minas Gerais será possível ver

    ResponderExcluir
  18. gente leia a materia no hamisfeerio sul nao da pra ver significa so e visivel do mexico pra la ok

    ResponderExcluir