Tchau manchas solares... olá tempestade de radiação?




Hoje, as grandes manchas solares AR1967 e AR1968 estão se movendo para o limbo ocidental do Sol, quando se inicia o trânsito de duas semanas em que elas estarão 'escondidas' no lado oculto da nossa estrela. Ironicamente, isso poderia resultar em níveis elevados de radiação para o nosso planeta.

Apesar de não estarem mais apontadas para a Terra, na localização atual, as duas grandes manchas solares estão muito bem alinhadas com o nosso planeta através do campo magnético espiral do Sol. Quaisquer explosões que venham a acontecer hoje, se estas surgirem a partir das grandes manchas AR1967 ou da AR1968, elas poderiam canalizar partículas energéticas exatamente em nossa direção, e possivelmente, desencadear uma grande tempestade de radiação aqui na Terra.


Agitação magnética

A Terra ainda está enfrentando o impacto de uma Ejeção de Massa Coronal que ocorreu no dia 7 de fevereiro. A tempestade intermitente em torno dos pólos produziu auroras brilhantes em toda a Escandinávia, Islândia e também no Canadá.

Foto tirada no dia 08 de fevereiro de 2014, por Zoltan Kenwell, em Edmonton, Canadá.
Créditos: Zoltan Kenwell

"Eu estava voltando para casa, quando notei uma mancha verde escura no horizonte", diz Zoltan Kenwell de Edmonton, Canada. "Saí da estrada para ter uma visão melhor e, para minha surpresa, vi essa exuberante luz 'dançando' bem acima de mim".

As reverberações estão diminuindo agora, mas elas podem começar novamente neste domingo, quando um fluxo de vento solar é esperado para passar pela Terra. Os meteorologistas da NOAA estimam 45% de chance de tempestades geomagnéticas polares para os dias 09 e 10 de fevereiro. Observadores do céu em altas latitudes devem permanecer atentos para auroras.

Fonte: Spaceweather
09/02/14 

Gostou dessa notícia? Então envie para seus amigos! Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um comentário: