NASA lança hoje o OCO-2: conheça 5 fatos interessantes sobre essa missão pioneira

É o primeiro satélite do tipo desenvolvido pela agência!




O Orbiting Carbon Observatory 2 (OCO-2) será o primeiro satélite da NASA voltado inteiramente para o estudo sobre o dióxido de carbono na atmosfera terrestre. O satélite OCO-2, como é conhecido, está programado para ser lançado hoje, dia 01 de julho, a partir da Base da Força Aérea de Vandenberg, na Califórnia.

Além disso, OCO-2 verificará as principais alterações dos gases do efeito estufa que são produzidos pelo homem em que são depositados em nossa atmosfera.


OCO-2 se prepara para o lançamento. Créditos: NASA/U.S. Air Force 30th Space Wing


Veja 5 fatos interessante sobre a nova missão da NASA que irá estudar a nossa atmosfera:

1 - Os seres-humanos liberam cerca de 40 bilhões de toneladas de dióxido de carbono na atmosfera anualmente. A quantidade varia de nação para nação, mas atinge cerca de 5,5 toneladas por pessoa. A superfície da Terra e do oceano absorve cerca de metade dessas emissões. Medições do satélite OCO-2 irão mostrar aos cientistas as fontes do dióxido de carbono, e onde ele é absorvido pela atmosfera.

2 -O campo de visão do OCO-2 é de apenas cerca de três quilômetros quadrados (menor do que o Central Park de Nova York). Por que tão pequeno? Para esquivar as nuvens. Nuvens cobrem regularmente cerca de dois terços da Terra, o que poderia comprometer as medições.

3 - O satélite OCO-2 estuda o dióxido de carbono através das cores (comprimentos de onda) da luz solar, que absorve dióxido de carbono. Para identificar alterações muito pequenas nos comprimento de onda, o instrumento de OCO-2 separa a luz em várias bandas estreitas de comprimento. Em três regiões de comprimentos de onda, que representam apenas uma pequena parte do espectro, ele pode medir mais do que 3.000 bandas individuais. Uma câmara convencional divide a mesma gama de comprimentos de onda em apenas três cores.

4 - O OCO-2 irá recolher 24 medições por segundo, totalizando cerca de um milhão de sondagens a cada dia. Destes, os cientistas esperam que cerca de 100 mil deverão estar livres de nuvens, e poderão fornecer dados altamente utilizáveis sobre o dióxido de carbono. O melhor satélite de observação de dióxido de carbono atualmente em órbita leva 4 segundos para fazer uma sondagem e coleta menos de 20.000 dados por dia, e cerca de apenas 500 dados são realmente úteis.

5 - O observatório terá uma oportunidade de apenas 30 segundos para ser lançado. O momento tem que ser tão preciso porque OCO-2 irá juntar-se a uma trilha de satélites de observações da Terra que orbitam muito próximos uns dos outros, a fim de fazer medições quase simultâneas de nosso planeta. Se o satélite não for lançado nessa janela de 30 segundos que está prevista para hoje (1 de Julho), ele só poderá ser lançado novamente na noite seguinte, em um outro período de 30 segundos.

Atualização - 01/07/14 às 17h20

O lançamento do satélite OCO-2 foi adiado por conta de um problema técnico. Segundo a NASA, o lançamento deverá ocorrer no dia 2 de julho, amanhã.

Fonte: NASA
Imagens: NASA/U.S. Air Force 30th Space Wing / OCO-2 Mission / JPL-Caltech
01/07/14

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um comentário:

  1. Humm, achei essa matéria bem importante, interessante e engraçada;
    Importante - Porque embora um pouco tarde, o homem se preocupa e quer recuperar o que estragou;
    Interessante - Porque isso mostra a todos como que a nossa tecnologia está se desenvolvedo e hoje já podemos fazer esse tipo de medição, claro que na idéia é algo simples, pois ele apenas irá comparar uma amostragem com um padrão esperado para se ter os dados atualizados;
    Engraçado - Porque isso mostra como que nós humanos conseguimos destruir e acelerar ainda mais um evento que em tese acontece a cada ciclo: o efeito estufa para depois entrar no efeito de congelamento global!
    Talvez eu não tenha usado as palavras corretas mas é mais ou menos assim que eu penso :D

    ResponderExcluir