Buzz Aldrin está vindo ao Brasil, e fala novamente sobre polêmicas da missão lunar

Buzz Aldrin está vindo ao Brasil e fala sobre polemicas da missão lunar
"Para sempre eu serei conhecido não como o primeiro ou o último, mas o segundo homem..." - Buzz Aldrin



No dia 20 de julho de 1969, o módulo lunar da Apollo 11 realizou o histórico pouso no Mar da Tranquilidade. Junto com Buzz Aldrin estava Neil Armstrong, o primeiro a pisar em solo lunar. Neil faleceu em 2012, mas Aldrin, com seus quase noventa anos ainda está na ativa!

Uma entrevista com Buzz Aldrin sairá na edição de agosto da revista "Audi Magazine". Buzz está vindo para a Olimpíada no Rio, em agosto, através da empresa Omega (fabricante de relógios e cronometrista oficial dos jogos Olímpicos).




"Para sempre eu serei conhecido, não como o primeiro ou o último, mas o segundo homem. Eu gosto de prata, mas...", brincou Aldrin, referindo-se ao fato de ter sido o segundo homem a pisar na Lua, logo após seu colega de tripulação, Neil Armstrong.

Buzz Aldrin na Lua
Astronauta Buzz Aldrin em sua primeira caminhada em solo lunar, em 1969.
Créditos: NASA         Clique na imagem para ampliar

Segundo Aldrin, houve algumas discussões sobre quem deveria dar o famoso "pequeno passo para um homem, e o gigantesco salto para a humanidade", mas pensando bem, ele afirma que tudo ocorreu como deveria ser. "Não seria correto se eu estivesse na frente e tivesse visto Neil na janela, observando minha descida. Ninguém teria ficado feliz."


Polêmicas da missão Apollo 11

Buzz Aldrin relembrou novamente o fatídico avistamento de uma luz que acompanhava a nave antes de chegar na Lua, logo após a separação do terceiro estágio do foguete Saturn V. "Nós três sabíamos que era um dos painéis, mas talvez não era... Existe uma chance em um bilhão de ter sido um alienígena,"

Buzz Aldrin - modulo lunar
Buzz Aldrin em módulo lunar. Créditos: NASA

Ao ser questionado sobre o que ele achava que era a estranha luz, ele cita uma frase de Carl Sagan que diz: "afirmações extraordinárias exigem evidências extraordinárias". E continua: "É muito fácil dizer que avistamos um OVNI fora da janela, mas isso não é uma evidência extraordinária, mas sim uma afirmação incomum."

Além da estranha luz, Buzz Aldrin também revelou detalhes sobre um ritual feito por ele mesmo ao chegar na Lua. Apesar de ter sido "o segundo", Aldrin é considerado o astronauta mais público e entrevistado do planeta... pelo menos até agora.




E se você estiver no Rio de Janeiro em agosto para assistir aos jogos Olímpicos, não custa ficar atento. Quem sabe você não dá a sorte de encontrar com Buzz Aldrin pessoalmente?! Uma foto ao lado do segundo homem a pisar na Lua seria memorável...



Imagens: (capa-divulgação) / NASA
21/07/16


Gostou da nossa matéria?
Curta nossa página no Facebook
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

9 comentários:

  1. Nada rendeu tanto a um ser humano, quanto essa viagem a Lua rendeu a Buzz Aldrin. Até hoje ele viaja de graça, come de graça nos lugares onde vai, e ainda ganha dinheiro contando a mesma história de 45 anos atrás. Isso sim que é ganhar na loteria. ( ¬‿¬)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkkkkkk Pior que é verdade né. Fazer o que, ele foi na lua :v

      Excluir
    2. Mero detalhe ( ・ิω・ิ)

      Excluir
  2. mermao é o seguinte vcs nao sabem mas teve outras missões a lua em segredo foi revelado ano retrasado e outra se eu ver esse cara logico que tiraria uma ft com ele pena que ele n vem a salvador, se existe algo na lua... deve existir algo la sim que a NASA n quer revelar.

    ResponderExcluir
  3. Também apenas cito Carl Sagan: "Afirmações extraordinárias requerem evidências extraordinárias".

    ResponderExcluir