Encontrado um sistema planetário semelhante ao nosso

No momento, este é o sistema planetário com o maior número de planetas conhecido



Uma equipe de astrofísicos europeus descobriu o mais extenso sistema planetário até o momento, que orbita a estrela KOI- 351, com sete planetas, mais do que em outros sistemas planetários conhecidos. E não pára por aí. Esses sete planetas estão arranjados em uma forma similar aos oito planetas do nosso Sistema Solar, com pequenos planetas rochosos próximos da estrela-mãe e planetas gigantes gasosos em distâncias maiores. Embora o sistema planetário de KOI -351 seja ajeitado de maneira mais compacta, ou seja, a proximidade entre os planetas é maior do que em nosso Sistema Solar, "Não conseguimos enfatizar o quão importante é essa descoberta. É um grande passo na busca de um "gêmeo" do Sistema Solar, e assim também na busca de uma segunda Terra ", disse Juan Cabrera, astrofísico do Instituto de Pesquisa Planetária DLR em Berlim, Adlershof.

Ilustração do sistema planetário KOI-351 e da órbita de seus planetas.
Clique na imagem para ampliar.

KOI é a abreviação de 'Kepler Objetct of Interest', ou "Objeto de Interesse de Kepler" em português, o que significa que a estrela foi observada pelo telescópio espacial Kepler, da NASA. Essa observação ocorreu entre 2008 e 2013. No momento, KOI -351 é a estrela com a maior quantidade de exoplanetas já observada, e sua distância é de 2.500 anos-luz.

Astrofísicos de todo o mundo estão à procura de um sistema planetário semelhante ao nosso, já há um bom tempo. Agora, a equipe liderada por Juan Cabrera deu um grande passo nessa busca. Três dos sete planetas em órbita em torno da estrela KOI -351 foram descobertos nos últimos anos, e têm períodos de 331 , 211 e 60 dias, semelhantes aos planetas Mercúrio, Vênus e Terra.

Os planetas descobertos por Juan e sua equipe estão ainda mais próximos da estrela e têm períodos orbitais de 7, 9, 92 e 125 dias. O planeta mais externo orbita a estrela a uma distância de cerca de 150 milhões de quilômetros, ou cerca de uma unidade astronômica (UA), de modo que todo o sistema planetário é comprimido em um espaço correspondente à distância entre a Terra e o Sol.

"O período orbital do planeta KOI- 351g tem variações de cerca de um dia entre trânsitos consecutivos, disse Rudolf Dvorak , da Universidade de Viena. "Perturbações desse tipo têm sido observadas anteriormente, mas até agora, apenas com desvios máximos de alguns minutos."

Após 2 excelentes telescópios de busca de exoplanetas terem sido 'aposentados' este ano (CoRoT e Kepler), os astrônomos estão ansiosos para saber sobre a missão PLATO. PLATO utilizará as experiências anteriores dos telescópios espaciais CoRoT e Kepler e será um novo meio de detectar exoplanetas que orbitam estrelas próximas. Com ele, será possível determinar o diâmetro de exoplanetas, bem como a massa e suas composições. Futuramente, deverão ser feitas observações a fim de examinar a atmosfera dos planetas desse sistema, assim como de outros, e verificar a indicação de atividade de organismos vivos, caso eles existam por lá.

Até agora , 771 estrelas com planetas foram identificadas. No entanto, a maioria dos exoplanetas descobertos até agora são "solitários". Somente 170 estrelas são conhecidas por terem mais de um planeta ao seu redor.

No momento, apenas alguns sistemas com pelo menos cinco planetas foram confirmados, incluindo o planetas KOI- 351b e 351c. Eles são apenas 31% e 19% maior do que a Terra. Para detectar esses planetas pequenos, um algoritmo especial foi desenvolvido por Juan Cabrera. Além do tamanho destes planetas, o que é notável é a ressonância orbital de 5:4. No tempo que o planeta b leva para completar cinco órbitas, o planeta c completa exatamente quatro órbitas. Ressonâncias semelhantes são encontradas nas luas interiores de Júpiter.

O planeta KOI- 351D já era conhecido. Tem um período orbital de 60 dias. Seu diâmetro é de 2,9 vezes maior do que o da Terra. Portanto, é provável que seja uma "super-Terra" ou um "mini- Netuno". Como sua massa não é conhecida, ainda não é possível classificar este planeta.

O planeta KOI-351E também é uma nova descoberta e tem mais ou menos o mesmo tamanho que KOI-351D (2,9 vezes o diâmetro da Terra). Nós sabemos que os planetas vizinhos em sistemas planetários têm tamanhos semelhantes, como vemos no Sistema Solar (Netuno e Urano, ou Vênus e Terra). Isto já foi observado pela primeira vez em exoplanetas, e nos mostra a semelhança deste sistema com o nosso.

Os gigantes gasosos KOI-351g e 351h (cerca de 8 a 11 vezes o diâmetro da Terra) são planetas exteriores e têm longos períodos orbitais (211 e 331 dias). Como comparação, os dois gigantes gasosos do Sistema Solar, Júpiter e Saturno, têm diâmetros de 10 e 8 vezes maiores que o da Terra.

Fonte: Dailygalaxy /The Astrophysical Journal / Instituto de Pesquisa Planetária DLR
04/12/13

24 comentários:

  1. algum desses planetas encontra-se em zona habitável? ja da pra saber?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o planeta H esta na zona habitavel

      Excluir
    2. Não sabemos se o planeta "H" está na zona habitável.Ele é bem maior que a Terra e alguns kilômetros à mais estão mais próximos da Estrela que podem impedir a vida no tal planeta.

      Excluir
    3. o H parece ser Gigante Gasoso pelo que diz na matéria.Se estiver em zona habitável não adianta muito.

      Excluir
    4. Se for rochoso e com água , seríamos esmagados por sua gravidade , ninguem merece.

      Excluir
  2. O sistema Klepper já não tem mais segredo !!
    Tem vida civil !!

    ResponderExcluir
  3. OLOCO!!!, eu mal acabo de ler uma matéria e já vem outra!, nem preciso ler mais livros, pelo tanto que leio aqui se é loco kkk

    Ótimo trabalho, e excelente site! .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Fantasy! Ficamos muito felizes pelo seu reconhecimento e participação! Obrigado!

      Excluir
  4. Mesmo que o sistema Klepper seja uma zona Habitável, levaríamos 2500 anos luz pra descobrirmos, a não ser que a vida lá seja alguns milhares de anos mais avançada do que a da terra e possam possuir naves na velocidade da luz, ou se for mais primitiva do que a terra não receberiam um sinal de rádio se nós emitíssemos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles levariam 2500 anos SE* a vida lá possuísse naves na velocidade da luz.

      Excluir
    2. Rodrigo santos,
      a ciência usa a velocidade da luz pra determinar distâncias, não para descobrir coisas...

      Excluir
  5. Sobre o povo que pergunta se algum dos planetas está na zona habitável, vale lembrar que cada estrela tem sua massa e raio, portanto estar na mesma distancia da terra em relação ao Sol nao significa nada lá. Porém essa estrepa é do tipo do Sol, levemente maior e mais massiva, portanto a zona habitável deve ser um pouco mais distante em relação a nossa do Sol. O planeta H deve estar na zona habitável, se alguma das luas dele forem massivas o suficiente e terem atmosfera pode ser que seja uma lua habitável.

    ResponderExcluir
  6. o que os estudos mostram a respeito da distância entre o planeta H e a terra? já temos alguma conclusão disso?

    ResponderExcluir
  7. Não sei se pode postar link de outro site aqui, mas nesse site tem informações como: zona habitável, tamanho da estrela e planetas, temperatura, etc.http://www.openexoplanetcatalogue.com/bubblechart.html
    pra quem gosta de exoplanetas, vale a pena dar uma olhada.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    2. Por favor, Guilherme Melo e Anônimo, para que nosso site seja isento de questões religiosas e tenha seu foco exclusivamente relacionado a ciência, não é permitido debater temas religiosos. Leiam os Termos de Uso do site para que vocês entendam as regras e não violem os termos descritos. Continuem participando, e sintam-se livres para debater e discutir qualquer assunto ligado diretamente a ciência. Abraços, e um bom fim de semana!

      Excluir
  9. Por que aqui na terra não se faz uma nave super potente para averiguar algo concreto...se fala que leva 2500 Luz então não existe nada confirmado, deveria ver q criação de algo sustentável para não ficar só em anos luz ...eu adoro esses comentários sobre planetas...... será que existe vida fora do nosso sistema solar ? Hum mundo tão rico deveria ver isso primeiro?

    ResponderExcluir
  10. Planetas gigantes gasosos têm luas... ou tupiniquim não conhece o filme Avatar????

    ResponderExcluir
  11. E por favor comprem livros de Astronomia antes de fazerem comentários assim tão sem nexo.

    ResponderExcluir