Marte terá anéis como os de Saturno, afirmam cientistas

Marte terá anéis como os de Saturno
O anel ao redor de Marte durará cerca de 100 milhões de anos!



A lua de Marte Phobos pode deixar um belo presente de despedida para seu "planeta mãe". Pelo menos é isso que mostra um novo estudo, publicado na revista Nature Geoscience. A lua condenada Phobos está com seus dias contados, suscetível a se fragmentar completamente antes de atingir a atmosfera marciana, criando um anel de detritos que cercará o Planeta Vermelho por milhões de anos.

O relatório publicado na revista informa que Phobos não está apenas perdendo altitude devido a gravidade de Marte, como também já está mostrando sinais de estresse estrutural de forças de maré.




"Phobos sobreviveu a um impacto gigante no início de sua história, mas os danos desse grande acidente deixaram o satélite natural fraco", disse Benjamin Black, e Tushar Mittal, cientistas planetários da Universidade da Califórnia em Berkeley.

Phobos, lua de Marte - anéis em Marte
Na imagem, a lua Phobos e a superfície de Marte ao fundo.
Créditos: Mars Express / G. Neukum / DLR / ESA

O estudo mostra que dentro de 20 milhões a 40 milhões de anos, Phobos vai se despedaçar, deixando uma nuvem de detritos que de forma relativamente rápida criará um anel em torno de Marte, parecido com o belíssimo anel de Saturno.

Inicialmente, o anel será tão denso quanto o de Saturno, e deve durar até cerca de 100 milhões de anos, mostra o estudo.




Para os cientistas, o desaparecimento de Phobos representa uma oportunidade única de estudar aquela que pode ser a última lua em transição do Sistema Solar. "Satélites interiores em migração, seja por quebra devido à forças de maré ou por colisões com outros objetos, são componentes muito importantes da evolução planetária", observam os autores. "Phobos está mostrando seu último vislumbre como satélite natural compacto".

Infelizmente nós não estaremos aqui para apreciar a grande beleza dos anéis de Marte, mas saber que isso um dia irá acontecer, e poder imaginar como será sua aparência já é algo fascinante!



Fonte: DSpace / Nature Geoscience
Imagens: (capa: ilustração/Galeria do Meteorito/Richard Cardial) / Mars Express / G.Neukum / DLR / ESA
24/11/15

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

15 comentários:

  1. Respostas
    1. Com o seu Espírito enclausurado dentro da matéria(corpo)não verá mesmo! Terá a melhor visão depois que abandonar a matéria que degrada e decai com o tempo material.

      Excluir
  2. Se acontecer mesmo, acho que já estarei aposentado pelas novas regras... será um lindo espetáculo... boa materia como sempre....

    ResponderExcluir
  3. Ahn... mais perguntas: 1. O campo gravitacional de 3,32m/s2 é suficiente para despedaçar uma lua do porte de Phobos, segundo o Limite de Rochier para o Efeito Maré?
    2. Se Phobos for predominantemente metálica, se impactará criando uma imensa cratera, em vez de anéis?
    3. Haverão chances de amplificar a rachadura Valle Marineris ou de abrir outra semelhante, tal a sismologia que este impacto produzir?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1. Ainda não. Mas a medida que a lua vem se aproximando, Marte terá força suficiente para isso. E o efeito maré já tem dado sinais de estresse na superfície de Phobos.
      2. Phobos não é metálica. Pelos calculos feitos no estudo, Phobos é um amontoado de escombros rochosos unidos apenas pela gravidade. Tanto é que a densidade da lua é quase a metade de Marte.
      Por não ser um corpo coeso, Phobos é facilmente influenciável pelas forças de maré de Marte, explicando as fendas (ou riscos) observadas na superfície do satélite. Por conta desse estresse, a tendência é que ocorra a ruptura da lua e sua fragmentação antes que ela caia em Marte.

      A única coisa que me chama atenção nesse estudo é o tamanho do anel que irá se formar. Me parece um anel muito grande, para uma lua tão pequena.

      Excluir
    2. Milton, isso é verdade. Nós fizemos a ilustração artística, mas realmente, esses anéis deveriam ser menores (mais finos). Verificamos a órbita de Phobos, a distância até a superfície de Marte, mas deixamos passar batido a largura dos anéis. Bem visto Milton! Obrigado pela participação! Abraços!

      Excluir
    3. Que forças de maré, se Marte não tem oceanos e seu interior é sólido?

      Excluir
  4. Boa! Pena que não estaremos aqui pra apreciar essa belezura!
    Abraço ao pessoal da GDM, todos os dias praticamente, estou aqui pra dar uma espiada.... PARABÉNS PELO TRABALHO!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Eder Augusto! Ficamos lisonjeados com sua visita diária! Um grande abraço! Obrigado!

      Excluir
  5. Vale lembrar que tritão, uma das luas de netuno terá o mesmo destino de phobos.

    ResponderExcluir
  6. Vale lembrar que tritão, uma das luas de netuno terá o mesmo destino de phobos.

    ResponderExcluir
  7. Não há, óxente! Oh não... anéis... como este... de Marte, bem grandão! Imaginem um casal de marcianos se enamorando à luz destes anéis! Deimos deu no pé, uma vez que ele está se afastando de Marte é é bem pequenininho. Se até lá a humanidade fez de Marte seu segundo lar... que baita ponto turístico! O segundo melhor e mais perto depois da Disneylândia.

    ResponderExcluir
  8. UAI E A LUA DE MARTE DEIMOS?????E A LUA DE NEPTUNO TRITÃO?

    ResponderExcluir
  9. Que forças de maré, se Marte não tem oceanos e seu interior é sólido?

    ResponderExcluir