Ouça o estranho som de Júpiter gravado pela sonda Juno

estranho som de Júpiter
Poucos dias antes do grande encontro, a sonda Juno deu de cara com a magnetosfera monstruosa do maior planeta do Sistema Solar



Após quase 5 anos de jornada espacial, a sonda Juno chegou em Júpiter no dia 04 de julho. Tudo correu como planejado, e a sonda conseguiu entrar em órbita ao redor do maior planeta do Sistema Solar. Mas mesmo antes do grande encontro, algo curioso (pra não dizer bizarro) foi registrado pela sonda Juno.




Um estranho som foi gravado pela sonda Juno, e enviado de volta pra Terra. De acordo com especialistas, o som misterioso foi um boom sônico, registrado pela sonda ao encontrar a magnetosfera de Júpiter. O "choque de arco" ocorreu poucos dias antes do grande encontro, e como Júpiter é o maior planeta de todo o Sistema Solar, este é o maior choque de arco já registrado em toda a história da exploração espacial. Se quisermos ver algo maior do que isso, devemos cruzar o campo magnético de outro planeta maior do que Júpiter, em outro sistema...


Se o campo magnético de Júpiter fosse visível, seria possível enxergá-lo daqui da Terra, a olho nu, e teria o dobro do tamanho da Lua Cheia no céu noturno.




A NASA decodificou os dados registrados durante a entrada na magnetosfera de Júpiter. e os transformou em áudio e gráfico, que pudemos ver no vídeo acima. A agência espacial norte-americana chamou a transição do vento solar para a magnetosfera de Júpiter de "assinaturas estranhas."




Juno passará pelo menos 20 meses orbitando o gigante gasoso, e para evitar danos causados pela radiação de Júpiter, a espaçonave possui uma proteção anti-radiação de titânio, que deve proteger os instrumentos que serão usados para ver além das nuvens densas do planeta. A sonda será atingida por uma radiação muito alta, equivalente a 60 milhões de raios-x (dentários) durante sua missão. Mas claro que não iríamos nos esquecer da parte boa: Juno registrará as melhores imagens de Júpiter, com a maior resolução da história! Todo o risco vale muito a pena...




Imagens: (capa-ilustração/divulgação) / NASA / JPL
06/07/16


Gostou da nossa matéria?
Curta nossa página no Facebook
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

19 comentários:

  1. Respostas
    1. Lógico que é só isso, besta! So poderemos ver as primeiras imagens e as primeiras análises feitas pela Juno nos próximos meses, devido a grande distância que as informações precisam percorrer para chegar até o nosso planeta.

      Excluir
    2. Lógico que é só isso, besta! So poderemos ver as primeiras imagens e as primeiras análises feitas pela Juno nos próximos meses, devido a grande distância que as informações precisam percorrer para chegar até o nosso planeta.

      Excluir
    3. As primeiras imagens só serão captadas em outubro, pelo que sei. Nos próximos meses os equipamentos da sonda serão testados e ajustados. Como Jupiter é um planeta muito hostil para qualquer equipamento eletrônico que esteja em suas proximidades, a Nasa está sendo cuidadosa com a sonda Juno, para que o equipamento não se danifique. Então tenham paciência, pois só daqui alguns meses teremos imagens de Jupiter.

      Excluir
    4. Pareceu barulho de ventos ingual os da terra

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. REALMENTE JÚPITER JÁ COMEÇOU A MOSTRAR SUA FORÇA. A SONDA JUNO VAI NOS MOSTRAR DETALHES INÉDITOS DO PLANETA, MAS TAMBÉM VAI SOFRER BASTANTE COM A RADIAÇÃO, TOMARA QUE ESSA MISSÃO CORRA TUDO BEM, PARA QUE POSSAMOS APRENDER MAIS SOBRE O NOSSO GUARDA-COSTAS. VOU ACOMPANHAR SEMPRE A MISSÃO JUNO AQUI NO GALERIA DO METEORITO.\o/

    ResponderExcluir
  5. "La ofensiva galáctica del General Bel Riose ha ido tan bien como 'la música de las esferas'..." (Isaac Asimov, "Fundación e Imperio") Ahora sabemos lo que Asimov quería decir hace más de 75 años... Un genio.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Incrível!!!! Nossa... o universo é fantástico!

    ResponderExcluir
  8. Pessoal, só pra deixar mais claro: a NASA converteu as informações registradas antes e depois do choque de arco, interpretando-as em sons e gráficos.

    O primeiro ruído, mais baixo e suave são as oscilações do vento solar e do plasma, e o ruído alto e intenso representa o momento em que a sonda Juno cruza os limites do campo magnético de Júpiter.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Queria saber quando irão liberar as prmeiras imagens, plutão que é bem mais distante, a sonda new horazion liberou imagens em algumas horas.

    ResponderExcluir
  10. Queria saber quando irão liberar as prmeiras imagens, plutão que é bem mais distante, a sonda new horazion liberou imagens em algumas horas.

    ResponderExcluir
  11. Que nada , isso é uma queimada de pneu da Juno na freada quando deparou com o gigante kkk

    ResponderExcluir
  12. atençao eu posso ter apenas 10 anos mas eu sei de algo nas publicaçoes sobre o universo em 2030 alem de o sol ter uma ibernaçao os eua vao vicar en baixo de muita neve o equivalente a um predio de 45 andares junto com a europa asia e oceania mas a africa e america do sul vao ficar mais instaveis

    ResponderExcluir
  13. Esse barulho que Apareceu no Final Parece o de uma Nave Pousando, Bom, é oque eu Acho!

    ResponderExcluir