Urano está 'vazando' gás e encolhendo, revela NASA

Urano está vazando gás e encolhendo
55% da camadas externa de gases já pode ter sido perdida


Em 1977, a sonda Voyager 2 lançada ao espaço e agora, já no meio interestelar, conseguiu chegar a apenas 80 mil quilômetros de Urano. Suas observações, estudadas até hoje, podem revelar detalhes imprevisíveis, como é o caso dessa nova revelação feita pela NASA - Urano está encolhendo, e só agora percebemos isso.


O "vazamento" da atmosfera de Urano passou despercebido por décadas, mas agora, os cientistas perceberam que a nave Voyager 2 passou por cerca de um minuto numa bolha de gás chamada "plasmoide". Essa anomalia detectada há anos, mas só percebida agora, nos mostra que Urano está de fato encolhendo.

Plasmoides gerados pela perda de atmosfera já foram detectados em outros planetas do Sistema Solar, mas no caso de Urano, se esse vazamento de atmosfera estiver ocorrendo na mesma velocidade de quando foi detectado, cerca de 55% dessas camadas de gases já não estão mais presas ao planeta.




O dossiê foi enviado pela Voyager 2 e agora analisado pelos pesquisadores DiBraccio e Gershman. Segundo eles, "este é o formato típico de plasmoides nascidos de lançamentos de atmosfera para o espaço". A descoberta foi publicada na revista Geophysical Research Letters.

tempestades em Urano
Tempestades em Urano registradas pelo Telescópio Espacial Hubble.
Créditos: NASA

Recentemente, outro estudo revelou porque Urano é tombado, nos mostrando que sua inclinação gigantesca se deve não apenas à uma possível colisão com um objeto gigante, mas também pela presença de um sistema de anéis espesso no passado remoto.




Claro que não há muito a ser feito com o que foi visto num rápido encontro entre Voyager 2 e Urano. "Imagine se uma nave passa pelo quarto de uma casa e tentam descrever a Terra inteira a partir dessa observação. Obviamente as informações não vão mostrar coisa alguma sobre como é o Deserto do Saara ou a Antártica", diz DiBraccio. "É por isso que amo astronomia planetária. Você sempre vai a algum lugar sem saber o destino".



Imagens: (capa-NASA) / NASA / Hubble / divulgação / YouTube / Galeria do Meteorito
27/03/2020


Gostou da nossa matéria?
Inscreva-se em nosso canal no YouTube
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no Facebook, YouTube, InstagramTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.

8 comentários:

  1. Respostas
    1. Seu Bé Zonifácio, para como o Sr vai mudar o nome disso que está acontecendo com Urano? Seria um ENCHIMENTO INVERSO QUÂNTICO DA 3a DIMENSÃO NA 7a ESFERA ULTRASSOLAR DO 3o CÍRCULO EXTRAJUPITERIANO?

      Ou poderia ser também um ESVAZIAMENTO ATÔMICO-ATMOSFÉRICO AZUL-ESVERDEADO DO 2o CORPO ANTIORDINAL DA ORDEM INVERSA?

      O Comandante Ashtar falou que prefere falar que Urano tá murchando. Ele falou que acha mais simples.

      Excluir
  2. Está diminuindo em atmosferas mas não em massa? Quais seriam as consequências disso?
    =/

    ResponderExcluir
  3. Ahhh... obrigado por me dizerem o termo correto! Estes dias eu espirrei dentro do ônibus e todo mundo ficou me olhando com uma cara de plasmóide. Saquei!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por estes dias vi um filme que um cara morria por ter sacado mais tarde que outro cara, era um filme de faroeste e era um duelo de pistoleiros.

      Excluir
  4. 23600km de raio incluindo a atmosfera
    de espessura aprox 300km
    55% de 300km é 165km então:
    23600km - 165km = 23 435km
    de raio agora. Numa casca esférica
    de 165km de espessura, em 34 anos,
    a vazão será (4*3,142*165^3)/(102)
    que dá cerca de 553428,4 km³/ano
    de perda de gás.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O resultado dessa conta não seria 553500,26?

      Excluir