AO VIVO: Chuva de meteoros Ursídeas 2013 (reprise)





Neste fim de semana, não perca a oportunidade de observar uma chuva de meteoros que muitas vezes é esquecida, principalmente pelos observadores do hemisfério sul.

O projeto Slooh fará a cobertura dessa chuva de meteoros, e todos poderão assistir aqui mesmo, em nosso site!


É importante enfatizar que a chuva Ursídeas não pode ser observada a olho nu pelos observadores do hemisfério sul do planeta. Como o próprio nome diz, 'Ursídeas' refere-se a chuva de meteoros na constelação de Ursa Minor, que é uma constelação que só pode ser contemplada do hemisfério norte. Muitas vezes, essa chuva também é chamada de 'Umids', para deixar claro que se trata da constelação de Ursa Minor, e não de Ursa Major. Para quem estiver no hemisfério norte, abaixo do vídeo mostramos como observar essa que é a última chuva de meteoros do ano.

A transmissão ao vivo da chuva de meteoros Ursídeas será exibida na janela abaixo, no dia 21 de dezembro a partir das 19h30 BRT (não contamos com horário de verão).

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.




Como observar a olho nu - hemisfério norte

Se você se encontra no hemisfério norte, veja a imagem abaixo que mostra o quadrante norte do céu às 17h30. A imagem foi baseada a partir de um observador de Lisboa, em Portugal.

Imagem mostra a radiante (local de onde os meteoros parecem se originar) da chuva de meteoros Ursídeas.
Com base nessa ilustração, qualquer observador do hemisfério norte poderá observar a chuva Ursídeas.
Créditos: STELLARIUM   /   Clique na imagem para ampliar

O melhor horário para se observar a chuva Ursídeas é logo após o entardecer, pois a Lua está no quarto minguante, nascendo por volta das 18h30. Assim que a Lua estiver no céu, ela ofuscará os meteoros de Ursídeas, dificultando bastante qualquer observação.

O pico da chuva acontece entre os dia 21 e 22 de dezembro, e são esperados cerca de 12 meteoros por hora, diferente da Geminídeas, que possui uma taxa de cerca de 120 meteoros por hora. Apesar de ser uma chuva relativamente fraca, para quem adora observar o céu, é uma excelente oportunidade de fechar o final de ano vislumbrando um belíssimo evento.


Origem da chuva

A chuva de meteoros Ursídeas acontece quando a Terra passa pelos fragmentos do cometa 8/P Tuttle, que ao entrarem em contato com a nossa atmosfera, criam o efeito luminoso conhecido como meteoro, ou 'estrela cadente'.

O cometa 8/P Tuttle é um cometa periódico, que visita o Sol a cada 13.6 anos, e o seu último periélio ocorreu há 8 anos.

Créditos: Slooh
Imagem: STELLARIUM
21/12/13

10 comentários:

  1. daora uhullllllllllllllllllllllllllllllllllllllll

    ResponderExcluir
  2. Vem que vem, faltam 7 min

    ResponderExcluir
  3. O céu está se abrindo!!!!!!!!! Lindo!!!!

    ResponderExcluir
  4. Eu estou em Londres, tem alguma diferença nesse mapa? Sou bem iniciante nisso, não manjo muito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo. O que muda pra você que está em Londres é que a constelação de Ursa Minor estará mais alta no céu do que mostra na foto, sendo um ótimo local para se observar a chuva Ursídeas, assim como para observar todas as constelações próximas do polo norte celeste. Um grande abraço!

      Excluir
  5. mais uma historinha pros otario fica vendo nada sasuhsauhuuhaa
    sai dessa vida e vao curti ela que passa rapido...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas se gostamos de assistir, esse pode ser um jeito de curtir a vida tbm. Não podemos generalizar, e achar que o nosso jeito é o certo...

      Excluir