Tudo sobre o Eclipse Solar de 29 de abril de 2014

Eclipse Solar 29 de abril de 2014
O "estranho Eclipse Solar" que acontece no final de abril de 2014 é o segundo do ano


No dia 29 de abril de 2014, acontece um Eclipse Solar Anular que será visível em uma pequena região em forma de D, ao longo de 500 km de largura, na Antártida.

Este será o segundo eclipse de 2014 (o primeiro foi o eclipse lunar total 15 de abril), e será o primeiro eclipse solar do ano, marcando o fim da primeira temporada de eclipses de 2014, que tem o número mínimo de eclipses possíveis em um ano, com quatro: dois Solares parciais e dois Lunares totais. Apesar de ser visível em somente algumas partes do mundo, teremos a transmissão ao vivo!



De onde o Eclipse Solar de abril será visível?

Alguns locais poderão observar parte do Eclipse Solar de 29 de abril. Várias ilhas do Oceano Índico Sul assim como toda a Austrália irão testemunhar um pouco desse próximo Eclipse Solar.

A Antártida tem as melhores circunstâncias, mas novamente, a visão "anular" aparecerá em uma área desabitada entre Dumont d' Urville e Concordia, regiões atualmente ocupadas pela França ... ou seja, apesar de ter as melhore condições de observação, não será na Antártida que este Eclipse Solar será observado...

Algumas ilhas no sul do Oceano Índico verão cerca de 55% do Sol eclipsado. Na Austrália, mais especificamente em Perth, 55% poderá ser observado, e em Sydney, 50%.

Visibilidade do Eclipse Solar de 29 de abril de 2014 em Perth, Sydney e Darwin.
Créditos: Universetoday / D. Dickinson

Em Darwin (Austrália), Bali (Indonésia) e ilhas vizinhas poderão ver a Lua cobrir somente 20% do disco solar.

Observadores em Sydney e leste da Austrália, tomem nota: o Eclipse ocorrerá abaixo do horizonte, a oeste após o pôr do Sol, e vai oferecer aos fotógrafos a oportunidade de registrar o Eclipse Solar com objetos em primeiro plano.

         Assista a transmissão ao vivo do Eclipse Solar de abril de 2014 aqui mesmo em nosso site


Um pouco mais sobre o Eclipse Solar de 29 de abril de 2014

O Eclipse Solar deste mês é também um evento muito raro, pois o centro da sombra da Lua, conhecido como antumbra, vai passar a quilômetros acima do continente antártico.

Visibilidade do Eclipse Solar de abril de 2014
Animação do Eclipse Solar - 29 de abril de 2014
Créditos: NASA / GSFC / A.T. Sinclair

Esse Eclipse Solar é chamado de " não-central, com um limite ", pois o centro da umbra ou antumbra da Lua só vai 'perder' a Terra em uma das pontas.

Jean Meeus e Fred Espenak verificaram que de 3.956 Eclipses Anulares que ocorrem desde o ano 2.000 aC até o ano 3.000 dC, apenas 68 (1,7%) são da variedade não-central.

Um Eclipse Solar Anular ocorre quando a Lua está na distância quase exata, mas sem cobrir todo o disco solar, resultando em um "anel brilhante" ou "anel de fogo". Um bom exemplo de Eclipse Anular é o Eclipse que ocorreu na Austrália no ano passado, no dia 10 de maio de 2013.

Embora nenhum olho humano poderá testemunhar a visão anular deste Eclipse, o satélite PROBA 2 da Agência Espacial Europeia poderá testemunhar alguns segundos da visão anular no dia 29 de abril.

Nota: Observar qualquer tipo de Eclipse Solar requer proteção adequada para os olhos. O método mais seguro para ver um Eclipse Solar é através de projeção, e isso pode ser feito usando um telescópio (note que telescópios Schmidt-Cassegrain são uma péssima escolha para este tipo de observação, pois eles aquecem rapidamente! ).

E não se esqueça! Teremos a transmissão ao vivo do Eclipse Solar de 29 de abril! Para não perder esse e outros eventos astronômicos, siga nosso site (à direita), e receba atualizações diárias em seu e-mail! 

Fonte: Universetoday / NASA
Imagens: NatGeo / B. Marquez / Universetoday / D. Dickinson / A.T. Sinclair / GSFC
22/04/14

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

19 comentários:

  1. gente mi diz vai da pra ver aqui em natal? de que horas vai ser? posso velo com oculos escuro??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rosa!

      Como diz na matéria, esse eclipse só poderá ser visto de algumas poucas regiões, e infelizmente, não poderá ser visto do Brasil, mas teremos a transmissão ao vivo!

      Ah, e nunca observe um eclipse usando apenas óculos escuros, isso pode causar danos irreversíveis em sua visão.

      Abraços, e bons céus!

      Excluir
    2. querida pq vc não leu :/ kkk da BR não vai dar para ver

      Excluir
    3. nao da para ver em natal e nenhum canto do brasil no ano passado dia 3 de novembro teve um eclipse nem todo eclipse da para ver no brasil vou te explica compare o sol com uma bola de futebol ea terra com a cabeça de um alfinete ea lua como um pequeno grao d areia e inposivel um eclipse da a volta a terra e raro ter eclipse no brasil a sombra da lua sempre passa por baixo ou por cia da terra te expliquei um pouco do que eu sei

      fonte da inteliguencia eu mesmo

      resultado nao da para ver em natal e nem no brasil

      Excluir
    4. Para ver um eclipse solar, quando tivermos um visível do Brasil use um filtro próprio, tipo os usados em marcara de solda.

      Excluir
    5. Natal fica pertinho da Antártida, bem pertinho, rsrsrs

      Excluir
    6. fica bem pertinho da pra ir de pé mano

      Excluir
  2. afffffffffffffffffffffffff queria verrr :(

    ResponderExcluir
  3. Daqui a pouco aparece um crente dizendo que são as profecias bíblicas sobre o apocalipse se cumprindo...

    ResponderExcluir
  4. Respostas
    1. cara no Brasil não vai ser possível ver, então no Rio Grande do Sul muito menos animal kkk

      Excluir
  5. Olá gostaria de saber que horas vai ser a transmissão? Seguindo o fuso horário , seria lá pelo 1 hora de madrugada ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Larissa!

      Sim, será na madrugada de segunda pra terça às 03h00 pelo horário de Brasília. O link já está disponível em nosso site!

      Um grande abraço!

      Excluir
  6. katia alves 29 de abril as 12:55. em itororo ba deu pra perceber 1 pouco menos de minuto

    ResponderExcluir