NASA divulga um fantástico mapa geológico do grande asteróide Vesta, e descobre detalhes importantes sobre sua história

Imagens da missão Dawn possibilitaram a criação de um mapa sem precedentes de um dos asteróides mais enigmáticos do Sistema Solar


Utilizando imagens da missão Dawn da NASA, os cientistas conseguiram criar um mapa geológico incrível, que nos mostra detalhes em alta resolução do grande asteróide Vesta, revelando a variedade de características em sua superfície.

O mapeamento geológico é uma técnica usada para revelar a história geológica de um objeto planetário a partir da análise detalhada de sua morfologia de superfície, a topografia. O mapeamento da superfície de Vesta foi feito por uma equipe de 14 cientistas liderados por três cientistas da NASA: David A. Williams da Universidade Estadual do Arizona, Tempe; R. Aileen Yingst do Instituto de Ciência Planetária em Tucson, e Brent W. Garry do Goddard Space Flight Center da NASA.




A campanha responsável pela criação do mapa geológico de Vesta levou cerca de dois anos e meio para que ele fosse concluído. Os resultantes permitiram reconhecer uma escala de tempo geológica de Vesta que pôde ser comparada com outros planetas.

Os cientistas descobriram através deste mapa que os impactos de vários grandes meteoritos moldaram a história do grande asteróide Vesta. Asteróides grandes como Vesta são restos da formação do Sistema Solar, o que dá aos cientistas um vislumbre de como foi o início de tudo. Os asteróides também podem abrigar moléculas que são os blocos de construção da vida, e revelar pistas sobre as origens da vida na Terra.

mapa de vesta
A cor marrom representa a superfície mais antiga, com mais crateras. Cores roxas no norte e azul claro representam terrenos modificados pelos impactos Veneneia e Rheasilvia, respectivamente. O roxo mais claro e o azul escuro abaixo do equador representa o interior das bacias Rheasilvia e Veneneia. Verdes e amarelos representam deslizamentos de terra mais recentes, e outros materiais de movimentação por conta de impactos, respectivamente. Este mapa unifica 15 quadrângulos individuais publicados esta semana em uma edição especial de Icarus. O mapa é centrada em 180 graus de longitude usando o sistema de coordenadas de Dawn Calduia. Créditos: NASA / Dawn / JPL-Caltech / ASU
Clique na imagem para ampliar

A escala de tempo geológica de Vesta é determinada pela sequência de eventos de grandes impactos, principalmente os impactos Veneneia e Rheasilvia no início da história de Vesta, e o impacto Marcia ocorrido mais recentemente. A crosta mais antiga de Vesta, por exemplo, não mostra que o impacto de Veneneia havia ocorrido.




"Esse mapeamento foi crucial para obter uma melhor compreensão da história geológica de Vesta, bem como o fornecimento de informações de sua composição", disse Carol Raymond do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA em Pasadena, Califórnia. "Esse mapa é uma peça crucial para o entendimento das grandes rochas espaciais, e também para a compreensão de todo o Sistema Solar".

Fonte: NASA / JPL / Dawn
Imagens / NASA / JPL-Caltech / ASU
24/11/14

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um comentário: