Risco de explosões solares e apagões de rádio a qualquer momento

Gigantesca mancha solar reaparece no lado leste do Sol, e seu poder preocupa cientistas



Uma antiga mancha solar está crepitando novamente, e ganhando a atenção de meteorologistas espaciais mais uma vez. A mancha AR2192 ficou famosa por produzir 6 explosões no final de outubro, e agora, ela voltou a acrescer a já representa uma ameaça de novas gigantescas erupções solares. Apenas no último fim de semana, a região ativa já produziu uma série de intensas explosões solares de classe M (moderada), de acordo com o Observatório Solar Dynamics da NASA.

A explosão solar que essa mancha produziu no último dia 16 de novembro às 17h48 UTC causou um blecaute de rádio HF no lado diurno da Terra, que durou pouco menos de uma hora. Esses apagões são tipicamente observados por operadores de rádio, navegadores e aviadores próximos das rotas polares.


E pra ficar ainda mais "emocionante", a mancha solar AR2192 tem um campo magnético "beta-gama-delta" que abriga energia suficiente para explosões de classe X, que são 10 vezes mais fortes do que as de classe M que estamos tendo no momento. Meteorologistas da NOAA estimam uma chance de 25% para uma explosão solar de classe X para as próximas 24 horas, e para explosões de classe M, as estimativas apontam para uma chance de 65%. Dentro de algumas horas, a mancha estará "cara a cara" com a Terra, e nesse momento, se ocorrerem explosões solares ou Ejeções de Massa Coronal (EMC), blecautes e tempestades solares poderão atingir a Terra.




A mancha solar AR2192 está fazendo sua segunda viagem ao redor do Sol, e a tradição de nomenclaturas diz que se a mancha reaparece após uma volta completa, ela deve ser renomeada. Nesse caso, a antiga mancha solar AR2192 reapareceu, e seu novo nome é AR2209.

A renomeação (ou renumeração) de manchas solares é um resquício dos séculos anteriores, quando apenas um lado do Sol era visível. Quando os astrônomos percebiam que uma mancha solar reaparecia no lado leste do Sol, eles não podiam ter certeza se era ou não a mesma mancha, e por isso, eles davam um novo nome à toda e qualquer mancha que aparecesse no Sol. Atualmente, os meteorologistas espaciais contam com uma série de observatórios solares que permitem o acompanhamento de toda a superfície solar ao redor de toda sua circunferência. Ou seja, apesar de sabermos que essa mancha AR2192 seja (muito bem) conhecida por nós, ela recebe um novo número de qualquer maneira.

Fiquem ligados. Traremos mais informações a qualquer momento.

Fonte: Spaceweather / NOAA / NASA
Imagens: SDO / SOHO / NOAA
18/11/14

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related 

Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 comentários:

  1. Realmente são bem perigosas essa explosões solares.
    Poderemos até sofrer sérias queimaduras ou até pior que isso! Porque?
    A uns 100.000 anos atrás este nosso planeta Terra sofreu as radiações extremamente fortes de uma imensa explosão solar e tudo foi literalmente torrado!
    Por isso eu sempre reafirmo. Existem um número muito grande de raças diferentes neste planeta porque naquela época, depois de 3000 anos de radiação constante e que dizimou a tudo o que era vivo na terra, foram trazidos à Terra novamente todo tipo de vida, inclusive as pessoas. Mas, a primeira raça que se estabeleceu aqui não gostou da atmosfera que ainda não tinha se recomposta a contento e foi embora. mais adiante outras humanidades mandaram para cá vários grupos humanos, mas só enviaram pessoas que não aceitavam "AS LEIS UNIVERSAIS DO AMOR", ou seja, os rebeldes, os criadores de problemas. Após muitas desavenças, conseguiram se acertar os povos aqui da Terra e reinou um bom tempo de paz... Essa foi a raça ATLANTE. Mas, de repente alguns caíram no erro novamente e as desgraças novamente vieram a acontecer. A Atlântida no final foi afundada e com seus habitantes, mas os bons conquistaram um outro planeta para prosseguirem sua evolução... o planeta Ophir..., maravilhoso hoje! Os que conseguiram um certo grau de consciência, os realmente arrependidos e que mostraram isso com fatos, foram levados por Noé ao planalto central do Tibete. E não houve a Arca física, mas sim só a Arca do Amor. Os casais que praticavam o Amor casto e se arrependeram fortemente de seus erros foram salvos. Os que viviam já a mais tempo... milhares de anos dentro das Leis Universais do Amor, foram ao planeta Ophir.
    Essas informações são principalmente do Mestre Samael Aun Weor, Mestre Rabolú e dos 3 extraterrestres daqui do sistema solar, Vênus, Marte e Saturno, que se apresentaram a George Adasmki.
    de coração

    ResponderExcluir