Névoa misteriosa é vista em Marte, e cientistas ficam intrigados

nuvem misteriosa em marte
"Algumas descobertas trazem mais perguntas do que repostas" - Antonio Garcia Muñoz, cientista da Agência Espacial Europeia 


O que alguns astrônomos amadores têm visto em Marte está intrigando cientistas de todo mundo. Uma espécie de névoa que parece orbitar o Planeta Vermelho foi registrada pela primeira vez em março de 2012, no hemisfério sul do planeta, e agora, ela parece ter voltado.

Os cientistas da Agência Espacial Europeia (ESA) foram os primeiros a analisar as imagens, e perceberam que a estranha neblina se estende por mais de 1.000 km sobre o planeta. O assunto gerou tanta polêmica que ganhou destaque na famosa revista Nature, que disse que a neblina misteriosa poderia ser uma grande nuvem, ou até mesmo uma aurora excepcionalmente brilhante, porém as duas hipóteses não foram confirmadas.




Segundo Antonio Garcia Muñoz, cientista da ESA, esse é o tipo de descoberta que traz mais perguntas do que respostas... e não é difícil concordar com ele.

estranha nuvem em marte
Misteriosa pluma em Marte. A imagem superior está
com o hemisfério sul para cima. As outras quatro fotos
mostram detalhes da névoa em 21 de março de 2012.
Créditos: W. Jaeschke and D. Parker

Um dos primeiros astrônomos amadores a capturar imagens desse estranho fenômeno foi Damian Peach. "Quando notei essa formação que parecia sair do planeta, eu achei que era um problema com o meu telescópio, ou com a minha câmera", disse ele. "Mas assim que analisei as amostras com mais atenção, percebi que aquilo era real, e claro, foi uma grande surpresa!".

Quando vista pela primeira vez, a estranha névoa brilhante se desenvolveu em menos de 10 horas, e durou cerca de 10 dias. Após um mês, ela reapareceu novamente, ficando visível por outros 10 dias. Nenhuma outra formação desse tipo foi vista desde então.




Um hipótese para explicar esse mistério em Marte é que a névoa pode ser uma nuvem de dióxido de carbono ou partículas de água, mas o que faz com que o mistério se torne ainda maior é o fato de que a água já foi observada em Marte, mas nunca acima de uma altitude de 100 km.

Já a explicação das possíveis auroras também tem suas complicações. "Nós sabemos que nunca foram relatadas auroras nessa região de Marte", comenta Muñoz. "Além disso, a intensidade dessa névoa é muito maior do que qualquer aurora já vista na Terra ou em Marte".




Segundo os pesquisadores, se qualquer uma dessas teorias estiver certa, significa que a nossa compreensão atual da atmosfera de Marte está errada.

A intenção principal da publicação desse fenômeno, segundo Muñoz, é a de atrair a atenção de outros cientistas ao redor do mundo, e quem sabe, conseguir colaboração nos estudos e pesquisas. Se isso não acontecer a tempo, os astrônomos terão de esperar o retorno dessas névoas ao redor de Marte, se é que elas retornarão num futuro próximo. Os pesquisadores pretendem ainda utilizar dados de sondas e de telescópios que orbitam o planeta, afinal, qualquer informação adicional se torna uma peça importante para desvendar esse grande quebra-cabeças.

Fonte: BBC / ESA
Imagens: (capa-imagem original) / W.Jaeschke / D. Parker)
18/02/15

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

8 comentários:

  1. Por favor: Qual é a diferença desta névoa para as tempestades de areia globais ou ainda, para a pré-formação (inicio) de uma tempestade de areia? Como pode ser aurora se Marte tem um núcleo totalmente morto?? Será que os gigavulcões dissiparam todos os Fe, Ni, a ponto de reagir com o O2 atmosférico espalhando ferrugem mineral pela superfície? Há ainda um resquício de núcleo quente em Marte? Quem pode nos responder estas perguntas? E o que as sondas, como a MaVen, fazem por lá?????? Aí tem coisa... muita coisa... Ahhh NASA sinceramente... não comece a me esmaecer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nuvens de poeira não saem do planeta vagando a 100 km de altura...

      Excluir
    2. Depende, sabendo que em marte a atmosfera e a gravidade nao sao nei de perto como a da terra facilmente com uma expulsao de gases acomulados debaixo da manta de ferrugem mineral poderia ter criado este fenomeno. A diferenca entre nevoa e tempestade a nevoa e um acontecimento e a tempestade e causa natural, ate se saber exatamente o porque da razao da nevoa nao podemos garantir a diferenca, provavelmente ate pode ter sido um meteoro que culidio com o palneta e formou este efeito, recordando que na lua a pouco tempo aconteceu algo parecido, apenas visto de outro angulo

      Excluir
  2. esse site me ajuda mto, coisas complexas ficam simples... Melhor site de astronomia =D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Zeomu Spinari,
      Ficamos muito contentes com seu comentário! A intenção principal do Galeria do Meteorito, desde o início, era justamente apresentar a astronomia de uma maneira clara, direta e agradável. Muito obrigado pela sua participação! Um grande abraço

      Excluir
  3. Talvez seja algum tipo novo de vulcanismo

    ResponderExcluir
  4. eu tb acredito que possa ser um vulcão que entrou em erupção ,seria bom se os vulcões de Marte entrassem em erupção liberando grandes nuvens de cinzas porque essas nuvens poderiam servir com proteção da radiação solar fazendo que os organismos microbianos se desenvolve-sem com maior facilidade na superfice do planeta,mesmo que Marte tenha uma magnetosfera toda falha isso contribuiria para o desenvolvimento da vida poderíamos até semear essas áreas com algum tipo de planta que suporta se as condições severas.

    ResponderExcluir
  5. Qual a possibilidade de essa nuvem ser resultante de alguma colisão?

    ResponderExcluir