Assista a incrível explosão de uma estrela registrada pelo Hubble

O Telescópio Espacial Hubble observou a estrela V838 Monocerotis por quatro anos, e o resultado mostra algo incrível!

A estrela variável V838 Monocerotis é diferente das outras, não só por sua beleza como também por sua atividade incomum.


V838 Monocerotis continua deixando os astrônomos com a "pulga atrás da orelha". Essa estrela sofreu uma explosão no início de 2002, momento em que aumentou temporariamente seu brilho tonando-se 600.000 vezes mais luminosa que o nosso Sol. A luz dessa súbita explosão está iluminando a poeira interestelar que cerca a estrela, produzindo o mais espetacular "eco de luz" da história da astronomia.




A estrela V838 Monocerotis é uma estrela hiper gigante vermelha, que está a aproximadamente 20.000 anos-luz da Terra, localizada na constelação de Monoceros.




O Telescópio Espacial Hubble da NASA/ESA tem observado a explosão da grande V838 Monocerotis e seu eco de luz. A cada observação feita, a poeira estelar ao redor da estrela ganha uma forma diferente.



Como a luz da erupção se propaga para todas as direções, e a estrela está cercada de poeira, toda a região ao seu redor fica iluminada. Tanto a luz direta da explosão quanto a luz difusa da poeira iluminada chegaram aqui na Terra. Esse "eco de luz" pode ser exemplificado como o próprio eco sonoro, quando uma pessoa faz um barulho muito alto em uma região montanhosa (por exemplo), e continuamos escutando esse som mesmo após alguns segundos... com a luz acontece a mesma coisa, e é isso que foi observado nessa belíssima estrela.

Este vídeo em time-lapse foi feito a partir de imagens agrupadas de várias observações feitas entre 2002 e 2006. Existem algumas teorias para explicar essa explosão repentina. Uma delas é que essa seria uma fusão de duas estrelas, ou então, que trata-se de uma captura planetária, quando uma estrela engole um de seus planetas gigantes gasosos. Mas mesmo assim, a causa da explosão de V838 Monocerotis ainda é desconhecida.

Créditos: ESA / Hubble
05/02/15

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

17 comentários:

  1. Deixa eu ver se entendi. Esse efeito de crescimento da explosão não é a matéria da estrela que está sendo expulsa para fora, mas apenas um efeito visual do avanço da luz emitida pela estrela, a medida que avança pelo espaço interestelar e ilumina a poeira que se encontra pelo caminho?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade, parte de sua matéria está sendo ejetada, e essa matéria é iluminada pela luz emitida pela própria estrela...

      Excluir
  2. Isso aconteceu a 20 mil anos atrás e só hoje estamos vendo. Pode nem existir mais essa estrela. Fascinante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A internet de lá é Velox por isso demorou..

      Excluir
  3. aconteceu a 20 mil anos atrás - a imagem chegou agora à Terra - explosão de uma estrela jovem

    ResponderExcluir
  4. A maioria das coisas que vemos hoje, no espaço, já aconteceram há vários séculos. Algumas, o homem sequer andava pela Terra. Maravilhoso isso!

    ResponderExcluir
  5. parece estranho mas essa velocidade com que as entranhas da estrela espalha parece viajar pelo espaço mais rapido do que a velocidade da luz..

    ResponderExcluir
  6. Me parece ser falso, porque nao há nenhum único movimentos nas estrelas de fundo, e sabemos que as estrelas cintilam, e neste vídeo elas estao completamente paradas como em uma foto de papel de parede. Pra mim isto é uma falsificaçao barata

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Este vídeo em time-lapse foi feito a partir de imagens agrupadas de várias observações feitas entre 2002 e 2006."

      Excluir
    2. as estrelas não sintilam ... apenas parece isso por causa da atmosfera da terra

      Excluir
    3. as estrelas não "cintilam", infelizmente rsrsrs :)

      Excluir
  7. Me parece ser falso, porque nao há nenhum único movimentos nas estrelas de fundo, e sabemos que as estrelas cintilam, e neste vídeo elas estao completamente paradas como em uma foto de papel de parede. Pra mim isto é uma falsificaçao barata

    ResponderExcluir
  8. Está me cheirando a computação gráfica!

    ResponderExcluir
  9. Um filme feito com fotos (animação) pode ter segundos, minutos, horas, dias, meses ou até anos de intervalo entre cada uma das fotos....

    ResponderExcluir
  10. Muito falso mesmo isso! Olha a imagem! A Nasa como sempre alienando os ateus e quem acredita na ciência. Só não percebe quem é cego mesmo e fica preocupado em dizer que Deus e o criacionismo é mentira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deixando claro que eu acredito na ciência em várias coisas. Só não me é muito confiável a Nasa.

      Excluir
    2. Este é um site de ciência, se não estiver satisfeito, simplesmente saia.

      Excluir