Bola de fogo vista no céu da Paraíba pode ter sido a queda de um meteorito

meteoro meteorito Paraíba
O meteoro foi seguido de uma explosão, além de ser visto também no Rio Grande do Norte e Pernambuco


O sistema da Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros (Bramon) registrou um grande meteoro em uma região remota de João Pessoa, na Paraíba. O bólido, que foi visto por grande parte da população local, riscou o céu da região no dia 20 de abril. "As pessoas relataram um clarão no céu, seguido de uma explosão", comentou Marcelo Zurita, astrônomo membro da Associação Paraibana de Astronomia (APA) e do projeto BRAMON.

Segundo Marcelo, o meteoro, de tamanho e brilho acima do normal (bólido ou bola de fogo), não pertence a chuva de meteoros Líridas, que ocorre entre os dias 16 e 25 de abril. Devido a intensidade do fenômeno, acredita-se que o fragmento responsável pela bola de fogo tenha resistido a entrada na atmosfera da Terra, e provavelmente chegaram a atingir o solo. Pesquisadores e especialistas estão tentando conseguir o maior número de imagens possível, a fim de identificar a região em que o provável meteorito se encontra,

As câmeras de monitoramento da BRAMON em João Pessoa, pôde registrar parte do evento, e com isso, foi possível perceber que o meteoro seguiu para oeste. Para se ter uma ideia da intensidade do fenômeno, alguns observadores do Rio Grande do Norte e de Pernambuco também relataram o avistamento do grande meteoro.

meteoro meteorito Paraiba
À direita. parte do meteoro registrado por Marcelo Zurita.
Créditos: BRAMON

A maior parte dos fragmentos que entram na atmosfera da Terra acabam sendo desintegrados, não por conta do atrito (que é mínimo), mas sim por conta de sua velocidade. Normalmente, os fragmentos espaciais entram na atmosfera a uma velocidade média de aproximadamente 40.000 km/h, comprimindo todo o ar a sua frente, o que cria o rastro de luz que ganha o nome de meteoro, popularmente conhecido como "estrela cadente".

Para fragmentos maiores, a energia gerada é tão grande que acaba provocando uma grande explosão, que geralmente ocorre a uma altitude média de 10 km. O que se observa em solo é um grande clarão, seguido de um som de explosão, que pode levar alguns segundos ou minutos para ser ouvido, e por isso as pessoas geralmente acabam não relacionando o grande barulho ao meteoro observado.




Se você observou esse grande evento, envie um e-mail para bramon@bramon.org . Cientistas da APA e da BRAMON acreditam que o meteorito pode ter caído na Paraíba, e pede ajuda da população, que ao fornecer imagens de câmeras de segurança, por exemplo, podem facilitar as buscas do fragmento especial.





Fonte: Bramon
Imagens: (capa-ilustração/divulgação) / Bramon
27/04/15

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um comentário:

  1. Víxi... Encontrei meu jégue partido em dois... e um baita buracão no chão. Ai meu santo santí Padri Cíço quim é qui vai puxá minha carroça di jaca i caju pra cidádi agora??

    ResponderExcluir