Bizarra 'bola de cristal' sobrevive entrada na Terra e é encontrada intacta dentro de um meteorito

quasicristal
Como ela se formou? E como conseguiu resistir a entrada na atmosfera?


Um bizarro mineral tipo cristal foi encontrado recentemente em um meteorito que, segundo análises laboratoriais, caiu na Terra a cerca de 15.000 anos atrás. Essa nova descoberta suporta a ideia de que estruturas frágeis podem sobreviver encapsuladas dentro de rochas espaciais. Mas ainda há um grande mistério: Como que essa estranha estrutura se formou nos primórdios do Sistema Solar?

O mineral descoberto é chamado de "quasicristal" porque se assemelha bastante a um cristal comum, mas seus átomos não são organizados como nos cristais que conhecemos. O Quasicristal pegou uma carona em um meteoroide que conseguiu resistir a entrada na atmosfera da Terra até atingir o solo. O processo que uma rocha espacial enfrenta ao entrar na atmosfera do nosso planeta é bastante violento, e o impacto também. O fato de ter resistido e mantido o delicado quasicristal é uma verdadeira surpresa!




Este quasicristal ainda não nomeado oficialmente, é o segundo já encontrado, e o primeiro de seu tipo. Ambos quasicristais conhecidos têm a mesma origem: eles foram encontrado dentro de meteoritos recolhidos há vários anos, nas Montanhas Koryak, em Chukkotka, na Rússia. Este quasicristal é feito de níquel, alumínio e ferro, uma estrutura incomum na natureza.

quasicristal
Tomografia de raio-X mostra (parte superior) mostra
o meteorito por completo, e abaixo, o quasicristal foi
encontrado através de um escaneamento.
Créditos: Paul Steinhardt
Clique na imagem para ampliar

Agora que o segundo quasicristal foi descoberto, os pesquisadores estão intrigados sobre a forma como os quasicristais poderiam ter se formado em uma rocha espacial de 4,5 bilhões de anos, que tem praticamente a mesma idade do nosso Sistema Solar.




"A formação desse quasicristal está vinculada à formação das primeiras rochas espaciais do Sistema Solar. Isso nos mostra que os materiais exóticos poderiam existir bem antes da formação da Terra, e muito antes da maioria dos minerais que conhecemos", comenta Paul Steinhardt, físico da Universidade de Princeton. "Eles fariam parte dos blocos de construção do Sistema Solar, incluindo planetas e asteroides. No entanto, nós não sabíamos, pelo menos até agora, que esses quasicristais fizeram parte de toda essa história... além disso, nós ainda não entendemos como se formaram".




Descobrir como esses bizarros cristais se formaram pode ajudar os cientistas a entender melhor como funcionavam os processos inciais do Sistema Solar, os mesmos que influenciaram a formação dos planetas, incluindo a Terra.




Fonte: Space / Scientific Reports
Imagem: (capa - ilustração / Richard Cardial) / Paul Steinhardt
23/03/15

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um comentário: