Meteorologia de exoplanetas? Cientistas desvendam ciclos climáticos de planetas distantes

previsão do tempo em outros planetas
Parece filme de ficção científica, mas não é... 



Costumamos ouvir nos noticiários e nas previsões meteorológicas coisas como: "as nuvens tomarão conta do céu no período da tarde, e chove fraco durante a manhã..", mas e se você descobrisse que essa previsão é para um outro planeta? E se esse planeta estivesse fora do nosso Sistema Solar?

Pois foi exatamente isso que os cientistas conseguiram fazer ao analisar os dados do Telescópio Espacial Kepler. Eles encontraram evidência de ciclos climáticos diários, e uma previsão foi feita, dizendo que "o tempo estaria nebuloso pela manhã, ficando limpo no período da tarde com calor escaldante".




O estudo, realizado por uma equipe internacional de astrofísicos das Universidade de Toronto, York e Belfast, utilizou observações sensíveis do Telescópio Espacial Kepler, e descobriram evidências de ciclos meteorológicos diários em seis planeta extra-solares, onde as variações de fase ocorrem por conta das diferentes partes dos planetas ao refletir a luz de suas estrelas.

"Nós determinamos o tempo nesses mundos alienígenas medindo mudanças de como os planetas circulam ao redor de suas estrelas hospedeiras, e identificando o ciclo dia-noite", disse Lisa Esteves, doutorando no Departamento de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Toronto, e principal autora do estudo publicado no The Astrophysical Journal. "Nós rastreamos cada um desses planetas, passando por ciclos de fases em que diferentes partes do planeta são iluminados por suas estrelas, desde totalmente iluminado para completamente escuro", disse Lisa.




Os planetas muito próximos de suas estrelas, geralmente giram no sentido anti-horário (assim como a maioria dos objetos em nosso Sistema Solar), com o lado direito se movendo na direção da órbita de cada planeta. Isso faz com que o movimento da superfície, como os ventos, circulem para o leste, e com isso, as nuvens que se formam no lado noturno do planeta (onde as temperaturas são mais frias), sejam levadas para o lado diurno, e portanto, mais quente.

previsão do tempo de diferentes planetas
Ilustração artística mostra a passagem das nuvens do lado noturno para o lado diurno de um exoplaneta.
Créditos: University of Toronto 

"Conforme as nuvens viajam para o lado diurno do planeta, elas se aquecem e se dissipam, deixando o céu livre de nuvens no período da tarde", disse Lisa. "Esses ventos também empurram o ar quente quente para o leste do meridiano, onde é meio dia, o que resulta em temperaturas mais elevadas na parte da tarde".




O telescópio Kepler foi o instrumento ideal para o estudo das variações de fases dos exoplanetas. Suas medições muito precisas pôde fornecer uma grande quantidade de dados, o que permitiu os astrônomos medir os minúsculos sinais desses mundos distantes. A maioria dos planetas examinados neste estudo são muito quentes e grandes, com temperaturas superiores a 1.600 °C , e tamanhos comparáveis aos de Júpiter. Ou seja, suas condições não são nada hospitaleiras para a vida que conhecemos, mas são ideais para serem estudadas.

No passado, o Telescópio Espacial Kepler já foi utilizado para medir a temperatura de planetas distantes, mas este é o primeiro caso em que as variações de fases foram utilizadas para medir o dia e a noite de um conjunto de planetas.




Quem sabe num futuro não tão distante, teremos boletins meteorológicos para planetas distantes, fora do nosso Sistema Solar?... O importante é que o primeiro passo já foi dado!



Fonte: DailyGalaxy / Universidade de Toronto
Imagens: (capa-ilustração/Galeria do Meteorito) / DailyGalaxy
15/05/15

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um comentário:

  1. Ok. Mas será que não daria para adaptar esta tecnologia usada pelos exoplanetólogos para melhorar a previsão aqui no pequeno planetinha azul? Afinal, a gente nem sonhou ainda em sair daqui pra trabalhar ou fazer concurso público no sistema de outra estrela, se é que lá existe vaga!

    ResponderExcluir