Enigma dos vulcões de Io, lua de Júpiter, podem ser resolvidos por seus oceanos misteriosos

vulcões de Io - oceano de magma e oceano de água
Além de um oceano de magma, os cientistas suspeitam de um oceano de água líquida!



Algo estranho está acontecendo em Io: os impiedosos vulcões dessa lua de Júpiter estão misteriosamente mudando de lugar, e o segredo desse deslocamento inesperado pode estar em seus oceanos subterrâneos de magma.

Um novo modelo sugere que mundos submetidos a intensas forças gravitacionais, como a lua vulcânica Io, devem ter oceanos de magma ou de água abaixo do solo, o que (no caso da água) poderia impulsionar o desenvolvimento da vida.

Io e Europa, luas de Júpiter
Essa imagem composta da NASA mostra os satélites de Júpiter Io (direita superior) e Europa (esquerda inferior).
Podemos ver três plumas de vulcões na superfície de Io, sendo que a maior (superior) tem cerca de 300 km de altura.
Créditos: NASA / JHU / Southwest Research Institute

"Esta é a primeira vez que a quantidade e a distribuição de calor produzido pelas marés subterrânea em Io foram estudadas em detalhe," disse Robert Tyler, principal autor do novo estudo da Universidade de Maryland, College Park e da NASA Goddard Space Flight Center. "Nós descobrimos que os nossos modelos feitos em computador batem com os padrões de calor de superfície que são observados em Io.'


O mundo vulcânico de Io

A lua de Júpiter, Io, é o corpo com mais vulcões ativos no Sistema Solar. Suas centenas de vulcões são gerados pelo calor dos grandes impulsos gravitacionais de Júpiter e da lua Europa, que fica nas proximidades. Isso faz com que Io receba uma força de maré extrema, capaz de criar calor em seu interior por conta do atrito.




Modelos anteriores que simulavam um interior sólido em Io tinham uma falha: os vulcões eram previstos para se formar sobre os pontos de maior aquecimento interno, mas na realidade, os vulcões de Io se formam em regiões muito diferentes. Por isso, já em 2013, os cientistas iniciaram a ideia de que Io poderia abrigar um oceano subterrânea de magma.

mudanças na superficie de Io
Créditos: NASA

Já o novo modelo considera os efeitos da camada de oceano abaixo da superfície da lua, que seria constituído basicamente de uma mistura de rochas fundidas e sólidas, que geram atrito por conta da influência gravitacional. Esses efeitos poderiam explicar os vulcões que são observados em Io.


E se fosse um oceano de água?

Enquanto um oceano subterrâneo de magma seja inóspito, outras luas do Sistema Solar têm oceanos de água líquida abaixo da superfície, como Europa de Júpiter e a gelada lua de Saturno, Enceladus, que são consideradas possíveis habitats para a vida. Este novo modelo sugere que os oceanos líquidos podem ser mais comuns sob a superfície de satélites submetidos a grandes influências gravitacionais. Com fontes de energia e matéria prima disponíveis, um oceano de água líquida poderia ser um ótimo lugar para a vida se desenvolver.




"Esses oceano subterrâneos receberiam uma grande força de maré, gerando calor por conta do puxão gravitacional", disse Christopher Hamilton, co-autor do estudo da Universidade do Arizona. "Portanto, o mistério pode não ser a existência desses oceanos subterrâneos, mas sim sobre quanto tempo eles existem", disse ele. "Conseqüentemente, os oceanos no interior de Io e de outros satélites poderiam ser mais comuns do que imaginávamos."



Fonte: Space / The Astrophysical Journal
Imagens: (capa-Galeria do Meteorito/Richard Cardial) / NASA / JHU / Southwest Research Institute
20/10/15

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

4 comentários:

  1. Pois é... enquanto a VIDA ferve no Universo, evoluindo inteligentemente suas mais magníficas formas, somente a NASA ocupa-se em analisar o Sistema Solar. Não existe união entre as nações. O que existe é a crença em deuses burros, baratos, politizados, perversos e endinheirados. Cremos religiosamente apenas na nossa autoaniquilação. Varrer as crenças da Terra é dar-se as mãos. Chegará este dia? SE (veja: SE) ele chegar, nossos astronautas explorarão IO e seus vulcões pessoalmente. O dinheiro será empregado em naves espaciais e exploradores, não mais em armas. Ah, e sem bandeira cravada. Haverá apenas paz. Mas... QUANDO?????

    ResponderExcluir
  2. Io sempre me chamou a atenção, pelo seu aspecto pouco convidativo. É impressionante a ejeção de matéria a 300 kilometros de altitude. Deve ser uma visão infernal e maravilhosa ao mesmo tempo, se pudéssemos ver isso próximo à sua superficie. ^^

    ResponderExcluir
  3. Quando vão descobrir se tem vida nessas luas, oceanos de fato e outras coisas?

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir