Água fervente é o que está causando as linhas escuras em Marte

água fervente em Marte
Você sabia que a água fervia tão facilmente no Planeta Vermelho?



Encontrar água em Marte é um dos focos principais para entendermos de fato o Planeta Vermelho. A presença de água líquida em Marte apoia a teoria de que a vida já existiu por lá. E agora, intrigantes características na superfície de Marte poderiam sido causadas por fluxos de água fervente.

As linhas escuras foram encontradas nas encostas marcianas, e acreditava-se que teriam sido causadas por derretimento sazonal. Outras causas também foram consideradas, como avalanches de poeira e ventilação de gás de dióxido de carbono. Essas mesmas características também são encontradas na Lua, portanto, poderiam ser causadas por minúsculos meteoritos que criariam avalanches. Mas agora, pesquisadores da Universidade Open da Inglaterra, mostram que as estranhas linhas escuras podem ter sido criadas por água fervente.

Imagem feita pela sonda Mars Reconnaissance Orbiter - NASA
Imagem feita pela sonda Mars Reconnaissance Orbiter mostra diversas linhas escuras
em encostas da superfície marciana. Créditos: NASA / JPL-Caltech / Univ. of Arizona

E olha que nem precisamos ir tão longe para encontrar uma fonte de água termal. A pressão atmosférica de Marte é tão baixa que faz quase qualquer água ferver, sem a necessidade de uma fonte de calor. Com cerca de 1% da pressão atmosférica da Terra, a água marciana ferve facilmente.




Você não precisa ir até Marte para perceber que a água ferve com mais facilidade em condições de baixa pressão atmosférica. Podemos ver isso acontecer aqui mesmo na Terra. Os alpinistas experientes sabem que, quanto mais alto estiverem, mais fácil a água irá ferver. As grandes altitudes possuem uma coluna de ar menor acima delas, ou seja, quanto mais alto chegamos em uma montanha, menor será a quantidade de atmosfera acima de nós, e isso reduz o ponto de ebulição da água. Em Marte, esse efeito é extremo.


Os testes - descobrindo água fervente em Marte

Uma equipe de pesquisadores, liderados por M.Masse, fez uma experiência em uma câmera que simula a pressão atmosférica marciana. Dentro da câmera, eles colocaram uma esteira de areia fina e solta, assim como aquela encontrada em Marte. Essa esteira estava inclinada, e sobre ela, foi colocado um bloco de gelo.

Camara de Marte para simular atmosfera marciana
Câmara de Marte, utilizada para simular a pressão atmosférica marciana.
Créditos: M. Masse

Primeiramente, a equipe manteve a pressão interior igual a de fora (da Terra), e o derretimento do gelo teve pouco efeito sobre a areia. Porém, quando simularam a atmosfera marciana, o gelo fervia enquanto derretia, criando um efeito incrível. Esse efeito fez com que grãos de areia voassem para longe, o que desencadeou uma avalanche. O resultado final dessa experiência nos mostra padrões de linhas escuras idênticas aquelas observadas em Marte.

experimento sobre água em Marte
Experiência mostra a diferença do derretimento do gelo na Terra e em Marte.
Créditos: M.Masse

Diversos outros estudos já encontraram evidências de água líquida em Marte, e linhas escuras causadas por fluxos de água também não são novidade. Por outro lado, a descoberta de água fervente na superfície de Marte é nova, mas ao mesmo tempo, ela joga um balde de água fria na ideia de água líquida na superfície marciana.




Na Terra precisamos de muita água para criar algumas linhas escuras através de fluxos de água, mas em Marte, a quantidade de água pode ser bem menor. E por conta de sua pressão atmosférica super baixa, a água ferve com facilidade, portanto, ela não dura muito tempo na superfície, o que proporciona um ambiente inadequado para micro-organismos como conhecemos.




Além disso, o efeito que a gravidade baixa tem nas linhas escuras não é compreendido 100%, já que a câmera não consegue criar uma gravidade idêntica a de Marte. Para ser mais conclusivo, esses resultados preliminares precisariam ser seguidos por testes na própria superfície de Marte, o que não deve acontecer tão cedo...



Fonte: NASA
Imagens: (capa-HiRISE/NASA) / NASA / JPL-Caltech / Univ. of Arizona / M.Masse
05/05/16


Gostou da nossa matéria?
Curta nossa página no Facebook
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

7 comentários:

  1. Legal. Mas como explicar as "evidências de água líquida na superfície..."? Tem uma matéria aqui. A pressão deve ser mais o menos a mesma no planeta todo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. dependendo do que estiver na água a temperatura de ebulição muda, é utilizado componentes que aumentam a temperatura de ebulição da água em radiadores de carro por exemplo

      Excluir
    2. OK. Agora lembrei. Parece que nos polos a água é muito salina (ou tem muitos carbonatos). Claro que tudo suposição.

      Excluir
  2. Pessoal, podem dar uma olhada na minha página e no meu site, se puderem agradeço.
    Facebook: https://www.facebook.com/AstronomiaUniversal/
    Site: http://astronomia-universal0.webnode.com/

    ResponderExcluir
  3. Nossa acabei de ver o maior meteoro q ja vi, desde ontem, ele riscou o ceu i deichou um rastro de fumaça.

    ResponderExcluir
  4. Excelente matéria! O planeta vermelho se revelando!

    ResponderExcluir