Explosão solar surpreende meteorologistas e causa blecaute de rádio na Austrália

explosão solar de 29 de novembro de 2016 causa blecaute na Austrália
A atividade solar andava bastante calma nas últimas semanas, até que uma explosão chamou a atenção dos meteorologistas espaciais...



Nessa terça-feira, dia 29 de novembro, uma nova mancha solar chamada AR2615 surpreendeu os meteorologistas espaciais quando subitamente gerou uma erupção, produzindo uma explosão de radiação de classe M-1 (moderada) às 17:23 UTC. O Observatório Solar Dynamics registrou o momento da explosão solar, e logo abaixo, poderemos ver através do nível de onda do UltraVioleta Extremo:


Os últimos meses têm sido calmos,sem muitas explosões solares de radiação, portanto os meteorologistas foram pegos de surpresa! Um pulso de radiação ultravioleta e raio-x ionizou as camadas superiores da atmosfera da Terra sobre o Oceano Pacífico, afetando a propagação normal de ondas de rádio. Marinheiros e operadores de rádio notaram blecautes de rádio e interferências.




Algumas horas mais tarde, aconteceu novamente. Às 23:38 UTC de 29 de novembro, a mesma mancha solar AR2615 produziu uma explosão solar de classe M-1.2, causando outro blecaute de rádio sobre toda a Austrália.

Mapa da região afetada pela explosão solar do dia 29 de novembro de 2016
À esquerda vemos o mapa que mostra a região afetada pela explosão solar do dia 29 de novembro de 2016.
A parte escura do mapa não sofreu qualquer impacto. Á direita vemos a mancha solar AR2615 em dois níveis de onda.
Créditos: NOAA / SWPC / SDO

Diferente das ejeções de massa coronal (EMC) que levam dias para chegar a atmosfera da Terra, gerando efeitos em todo o globo, as explosões solares lançam radiação na velocidade da luz, e chegam a nossa atmosfera em questão de minutos, atingindo com muito mais intensidade a parte da Terra que está sob a luz do dia. [clique aqui para saber mais sobre as diferenças entre as ejeções de massa coronal e as explosões solares]

Apesar dessa explosão de radiação ocorrida agora não ser das mais intensas como as famosas classe X, ela pegou todos de surpresa, pois o Sol se mostrava muito calmo nos últimos dias.




Segundo especialistas da NOAA, há uma chance de 10% de ocorrerem novas explosões de radiação de classe M nos próximos dias.



Imagens: (capa-SDO/NASA) / SDO / AIA / NOAA / SWPC / SDO
30/11/16


Gostou da nossa matéria?
Curta nossa página no Facebook
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário