Você já ouviu o ruído de um meteoro? Esse mistério foi finalmente desvendado!

som de meteoro
Diversos observadores relatam ouvir um som quando meteoros enquanto riscam o céu. Mas como isso é possível?

A literatura astronômica está repleta de relatos de observadores que escutam uma espécie de assovio quando algum meteoro risca o céu. Agora, um estudo publicado na revista Nature, sugere uma possível causa para esse fenômeno.

A maioria dos meteoros que vemos à noite são causados por grãos de poeira minúsculos, queimando na alta atmosfera da Terra a velocidades de até 70 km por segundo. Quando um pedaço de rocha considerável, do tamanho de uma bola de golfe, entra na nossa atmosfera, o meteoro se torna ainda mais brilhante, e ganha o apelido de "bola de fogo". Eles são tão brilhantes quanto o planeta Vênus (magnitude aparente de -4), e geralmente criam um flash luminoso no final de sua trajetória.

Às vezes os observadores relatam ouvir um assovio ou um barulho de explosão simultaneamente ao flash brilhante. Mas o problema de ouvir sons simultâneos aos meteoros sempre foi a distância envolvida. Os meteoros ocorrem na tênue atmosfera superior, que não propaga o som muito bem. Para exemplificar, quando ocorre um raio, vemos a luz quase que instantaneamente, mas o barulho do trovão vem após alguns segundos. Então porque com os meteoros parece ser instantâneo?

Meteoro da chuva Tauridas 2015 - Bill Allen
Meteoro bola de fogo da chuva Tauridas 2015.
Créditos: Bill Allen

O estudo feito pelo Laboratório Nacional de Sandia, nos EUA, propõe que os flashes criados pelos meteoros do tipo bola de fogo, são intensos o suficiente para induzir o aquecimento radiativo em materiais dielétricos, como folhas secas, roupas e pêlos na vizinhança do observador. Isso ocorre devido ao efeito fotoacústico. O resultado é que as superfícies desses materiais aquecem o ar próximo a elas, produzindo pequenas oscilações de pressão, ou seja, som.


O estudo mostra que um bólido (bola de fogo) com magnitude aparente de -12 (cerca de metade do brilho da Lua Cheia), pode induzir um som audível em materiais dielétricos de cerca de 25 decibéis, o que é alto o suficiente para ser ouvido. Como exemplo, o sussurro de uma pessoa produz cerca de 10 a 20 decibéis. O estudo afirma ainda que pessoas com cabelos encaracolados podem escutar o som produzido pelo meteoro ainda mais alto, já que quanto mais encaracolado é o cabelo, mais ele responderá ao efeito fotoacústico.

Meteoro da chuva Geminidas em Monte Balang, na China - NASA - Alvin Wu
Meteoro da chuva Geminidas registrado em Monte Balang, na China.
Créditos: NASA / Alvin Wu

"Parece significativo que as pessoas com cabelos crespos relatam mais experiências e estão mais propensas a ouvir sons recorrentes de meteoros", observa o estudo. "Intuitivamente, cabelos crespos são um bom transdutor por duas razões: cabelos próximos das orelhas irão criar pressão sonora localizada, por isso é provável que seja ouvido.Além disso, o cabelo tem uma grande relação superfície-volume, o que maximiza a criação de som.




O efeito fotoacústico é a geração de som após a absorção de luz por um dado material. O inventor Alexander Graham Bell notou primeiramente o efeito fotoacústico em 1880. Sua invenção, conhecida como Fotofone, mostrou como isso funcionava com uma mensagem telefônica feita através da luz.

O vídeo abaixo nos mostra o efeito fotoacústico em ação. Uma lanterna que pisca na frequência certa conseguiu reproduzir a música The Imperial March. tema do filme Guerra nas Estrelas:


O som é inaudível para nós, mas com a ajuda de um microfone, é possível escutar o som produzido pela almofada através do efeito fotoacústico.


O som dos meteoros

Diversos estudos tentaram solucionar o enigma do som produzido pelos meteoros. Alguns diziam até que o barulho dos meteoros era apenas um efeito psicológico, e que não ocorria de fato. Edmond Halley recolheu relatos de testemunhas oculares de uma bola de fogo brilhante, vista na Inglaterra na noite de 19 de março de 1718. Muitas testemunhas afirmaram que um intenso assovio foi ouvido durante a passagem da bola de fogo. Os argumentos foram rejeitados pelo próprio Halley...




Se você nunca ouviu o som de um meteoro super brilhante, talvez seja porque não prestou atenção, ou não estava em um ambiente em silêncio. O som é muito sutil, como um leve assovio ou uma crepitação. Observadores de auroras também relatam sons parecidos com estalos, como aqueles produzidos por fogueiras.

Auroras boreais registradas por  Markus Varik, em Tromso, Noruega
Auroras boreais registradas por Markus Varik, em Tromso, Noruega.
Créditos: Markus Varik

O estudo observa ainda que flashes de milissegundos foram observados em praticamente todos os meteoros brilhantes registrados pela Czech Fireball Network. Uma bola de fogo particularmente brilhante de magnitude -15 chamada EN091214 foi gravada pela rede no início da noite de 9 de dezembro de 2014. Uma análise cuidadosa de sua rápida mudança de intensidade mostrou flashes breves ocorrendo dezenas de vezes por segundo, e várias testemunhas na vizinhança ouviram um som ao mesmo tempo. Cálculos do estudo sugerem que a luz intensa dessa bola de fogo, deve ter produzido um nível sonoro de aproximadamente 27 decibéis, o que confirma os relatos das testemunhas.


Outra forma de escutar o som dos meteoros

Quem acompanha nosso site, já conhece as transmissões ao vivo que temos durante as chuvas de meteoros. Em algumas dessas transmissões, é possível escutar o ruído causado por um meteoro. Essa é uma outra forma de ouvir o som deles...

Para fazer isso em sua própria casa, basta sintonizar um rádio FM em uma frequência não utilizada, e quando você observar um meteoro, irá também escutar um chiado simultaneamente.

ouvir meteoro usando rádio
Ao sintonizar o rádio FM em uma frequência não utilizada,
é possível escutar o ruído dos meteoros enquanto eles cruzam o céu.
Créditos: divulgação

Um som também será reproduzido quando um relâmpago surgir no céu, e isso acontece devido a trilha ionizada, causada pelo brilho intenso do flash de luz (seja do relâmpago ou do meteoro), que interage com o rádio produzindo um ruído.




Então na se esqueçam! Na próxima chuva de meteoros, lembrem-se de não apenas ver, mas também de ouvir os sons dos meteoros. Será uma experiência fantástica!



Imagens: (capa-ilustração/Galeria do Meteorito) / Bill Allen / NASA / Alvin Wu / YouTube / divulgação / Markus Varik / divulgação
21/03/17

Gostou da nossa matéria?
Curta nossa página no Facebook
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no Facebook, YouTubeTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um comentário:

  1. Matéria sensacional!!! Lembro de certa vez, aqui no Rio de Janeiro capital mesmo, estava realizando fotografias do céu noturno e vi uma notável bola de fogo e instantaneamente ouvi seu som. Até hoje achava se tratar de um efeito psicológico e por essa razão jamais havia contado a ninguém de tal som, apenas do brilho intenso e majestoso no céu. Agora, com essa explicação, as coisas fazem sentido! Próxima observação estarei com um aparelho de rádio hehe
    Grande abraço a todos!

    ResponderExcluir