Cometa 46P/Wirtanen poderá ser visto a olho nu em dezembro de 2018

cometa 46 P Wirtanen - visível em dezembro de 2018
46P/Wirtanen está se aproximando da Terra, e será a 10ª maior aproximação de um cometa nos tempos modernos!


Você que tem o sonho de observar um cometa, ou até mesmo que já observou mas está ansioso(a) para observar o próximo, temos uma ótima notícia: um cometa está chegando bem próximo da Terra, e de acordo com especialistas, poderá ser visto a olho nu!



Sim! Esse cometa do qual estamos falando é o 46P/Wirtanen. E não é à toa que ele está na nossa lista dos maiores eventos astronômicos para serem observados em 2018.

O cometa 46P/Wirtanen leva 5.5 anos para completar uma órbita, e fará sua máxima aproximação com o Sol (periélio) em 12 de dezembro de 2018, e alguns dias depois, em 16 de dezembro, esse cometa de mais de 1 quilômetro de diâmetro fará sua maior aproximação com a Terra (perigeu), quando espera-se que ele atinja uma magnitude aparente entre 3.5 e 6. Isso significa que se você estiver em um céu escuro, livre de poluição luminosa, poderá observá-lo a olho nu, sem o auxílio de qualquer equipamento astronômico.

Como encontrar o cometa 46P/Wirtanen em dezembro de 2018
Como encontrar o cometa 46P/Wirtanen em dezembro de 2018.
Créditos: STELLARIUM         /         Edição: Galeria do Meteorito

Além disso, todos nós sabemos o quão inesperado pode ser um cometa. Há uma chance de seu brilho ser ainda maior do que o previsto - uma oportunidade imperdível para qualquer observador (de ambos hemisférios) avistar um cometa nos céus.

De acordo com astrônomos da Universidade de Maryland, a passagem do cometa 46P/Wirtanen será a 10ª maior aproximação de um cometa com a Terra dos tempos modernos. Em seu ápice, o cometa Wirtanen estará a 30 distâncias lunares (1 distância lunar é equivalente a distância média entre a Terra e a Lua). Isso significa que o cometa 46P/Wirtanen chegará a 11,5 milhões de km da Terra. Em contraste, o cometa 21P/Giacobini-Zinner chegou recentemente a 58 milhões de km.




Um fato curioso é que o cometa 46P/Wirtanen era pra ter sido visitado pela sonda Rosetta, da Agência Espacial Europeia (ESA), mas a janela de lançamento foi perdida. Logo os cientistas designaram um novo alvo: o famoso cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko.

Entre os dias 4 e 28 de dezembro de 2018, o cometa 46P/Wirtanen permanecerá a uma distância média de 16 milhões de quilômetros da Terra, permitindo aos cientistas estudar as diferentes faces de seu núcleo que ficarão expostas a luz solar. Nos melhores dias de observação (meados de dezembro), o cometa poderá ser encontrado na constelação de Touro - uma constelação facilmente encontrada nos céus de todo o globo.




Como sempre, teremos transmissões ao vivo e faremos a cobertura completa da passagem desse cometa pelos céus. Fiquem ligados!


Imagens: (capa-JPL/SSD) / STELLARIUM / Galeria do Meteorito
29/08/18


Gostou da nossa matéria?
Curta nossa página no Facebook
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no Facebook, YouTube, InstagramTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 comentários:

  1. cometas considero umas trocentas vezes mais perigosos q asteroides, esse passando só a 30 LD é muito pouco, podem até achar bonito isso passando tão perto mas eu prefiro q passe o mais longe possível da terra.

    ResponderExcluir
  2. Os asteróides são mais perigosos por serem mais numerosos do que os cometas, e por terem órbitas mais desordenadas que os cometas. Se você contar o número de asteróides e o número de cometas, verá que a probabilidade de um asteróide se chocar com a Terra e maior e em relação aos cometas. Além dos cometas emitirem mais luz, os asteróides podem passar despercebidos pelos radares.

    ResponderExcluir