Possível sinal de vida em Marte é detectado por cientistas

Possível sinal de vida em Marte é detectado por cientistas

Mais um descoberta promissora na busca pela vida em Marte acaba de ser anunciada

Cientistas anunciaram a descoberta de orgânicos em amostras coletadas pelo rover Curiosity, em Marte, entre 2012 e 2021. De três respostas para explicar a descoberta, uma delas inclui vida antiga marciana.


Os compostos orgânicos (tipo carbono) se fossem detectados em qualquer lugar da Terra, a resposta possivelmente seria "evidência de vida", porém, como estamos falando do Planeta Vermelho, onde muitos processos ainda são desconhecidos, os cientistas decidiram não "passar os pés pelas mãos".

"Estamos achando coisas tentadoras em Marte, mas precisaríamos de mais evidências para dizer que identificamos vida", disse Paul Mahaffy, principal investigador do instrumento SAM (Sample Analysis at Mars). "O que poderia ter causado essa assinatura de carbono que não a vida?"


Existe vida em Marte?

O rover Curiosity pousou em Marte no dia 05 de agosto de 2012, na Cratera Gale de 154 km. A missão principal de Curiosity é determinar se aquela área, onde se acredita ter sido um antigo lago marciano, já foi capaz de abrigar vida.


No estudo publicado em 18 de janeiro de 2022 no periódico Proceedings of the National Academy of Sciences, os pesquisadores detalharam que em 24 amostras coletadas pelo rover em Marte entre 2012 e 2021, 12 continham quantidades abundantes de carbono-12 - elemento essencial para a vida.

O laboratório portátil SAM (Sample Analysis at Mars) investigou as amostras e uma das explicações para o carbono-12 abundante seria a química biológica.

Região da Cratera Gale em Marte onde o carbono-12 é abundante
Região da Cratera Gale em Marte onde o carbono-12 é abundante.
Créditos: NASA / JPL-Caltech / MSSS

SAM é capaz de caracterizar orgânicos (no caso, carbono) que contém moléculas que são os blocos primordiais da vida. As amostras foram coletadas em diferentes locais da Cratera Gale.

Uma explicação para o achado (sem incluir a hipótese biológica), seria de raios ultravioleta em interações com os gases da atmosfera marciana. Outra explicação pouco provável, porém que não pode ser descartada, diz que o Sistema Solar poderia ter passado por uma nuvem rica em carbono-12, e por isso a sua abundância em Marte.


Mas como disse o investigador principal do laboratório SAM, precisamos de mais evidências. O rover Perseverance, que pousou em Marte em fevereiro de 2021 também tem a mesma missão de Curiosity: determinar se Marte já foi capaz de abrigar alguma forma de vida.

As amostras coletadas por Perseverance devem ser trazidas para a Terra em 2031, mas quem sabe, até mesmo antes disso, tenhamos alguma luz sobre essa grande dúvida que paira sobre todos nós: "existe vida fora da Terra?"



Imagens: (capa-NASA) / NASA / JPL-Caltech / MSSS
19/01/2022


Gostou da nossa matéria?
Inscreva-se em nosso canal no YouTube
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no Facebook, YouTube, InstagramTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.

5 comentários:

  1. This is wonderful website to find blogs on various topics. 먹튀검증

    ResponderExcluir
  2. Really liked your work and has been following it for a long time now. 온라인경마

    ResponderExcluir
  3. I am regular visitor, how are you everybody? This piece of
    writing posted at this site is truly good. 바카라사이트

    ResponderExcluir
  4. Very good written information. It will be valuable to anybody who employees it, as well as yours truly :). Keep up the good work ? for sure i will check out more posts. 토토

    ResponderExcluir