Os 7 Maiores Cataclismos na Terra - 5° lugar

Vocês já viram a Terra enfrentar o e lugar em "Os Maiores Cataclismos na Terra". A Terra já atingiu temperaturas altíssimas com tais impactos, mas o que vem à seguir, foi na verdade uma era de gelo e temperaturas baixas, muito baixas, a ponto de arriscar a vida na Terra:



5° lugar: Terra Bola de Neve





Diferente da Era Glacial, onde as calotas polares atingiram locais onde hoje estão localizadas as cidades de Nova York ou Paris, a Terra Bola de Neve fez com que essas calotas polares avançassem cada vez mais e mais, até congelar locais inimagináveis, como as regiões tropicais por centenas de milhares de anos. Na verdade, a Terra Bola de Neve fez quase exatamente o que seu próprio nome diz, sendo a única diferença, que ao invés de bola de neve, a Terra se tornou uma verdadeira bola de gelo, atingindo temperaturas de -60°C e congelando os oceanos entre 15 metros até 1.5 quilômetros de profundidade. No evento da Terra Bola de Neve, todo o globo terrestre ficou congelado, e a região do equador, naquela época, tinha tanto gelo quanto temos hoje nas regiões dos pólos terrestres. Este evento, por incrível que pareça, pode não ter acontecido apenas uma vez, mas sim 2 vezes.



O primeiro episódio ocorreu 2,4 bilhões de anos atrás e o segundo há 600 milhões de anos. Estudos modernos mostram depósitos glaciais nas regiões do equador. Quanto mais o gelo se expandia dos pólos para as regiões do equador, mas a Terra refletia o calor do Sol, fazendo uma reação em cadeia, que quanto mais gelo tinha, menos calor se propagava na Terra, fazendo com que a Terra congelasse ainda mais.

Você deve estar se perguntando: "Mas como a Terra Bola de Neve aconteceu? E porque isso não acontece hoje, por exemplo?"


Há 2,4 bilhões de anos, a vida na Terra era bem diferente. O gás que prevalecia na atmosfera terrestre quando a vida começou não era o oxigênio, e sim, o metano. Seres unicelulares, como bactérias, utilizavam o metano para viver e reproduzir. Com a atmosfera basicamente de metano, a Terra era um lugar bastante quente. Nessa mesma época, outros seres sub-aquáticos surgiram. Esses micróbios que surgiram começaram a absorver energia solar no processo chamado fotossíntese. Esse processo fez com que a atmosfera terrestre fosse "poluída" com um gás que, naquela época era tóxico, o oxigênio. Quando o oxigênio prevaleceu na atmosfera terrestre, todos os outros seres que viviam através do metano morreram. O oxigênio abundante fez com que o metano desse espaço para o dióxido de carbono, causando a chamada "Grande Catástrofe do Oxigênio", que causou a maior extinção em massa da Terra, principalmente de cyanobactérias.


À medida que o planeta perdeu o metano, seu acumulador de calor, a Terra esfriou. Para a nossa sorte, a Terra tinha muito mais vulcões ativos do que hoje, e o planeta coberto de gelo fez com que a atividade vulcânica se acumulasse, e após muito tempo, rachaduras começaram a surgir por entre as grandes geleiras, e muito do gelo derreteu. O vulcanismo foi a grande salvação do planeta durante o evento Terra Bola de Neve.


Após milhares de anos de atividade, os vulcões lançaram muitos gases na atmosfera terrestre, como vapor de água, dióxido de carbono, dióxido de enxofre, e eles ajudaram a aquecer a atmosfera terrestre e enriquece-la, até chegar um ponto em que o gelo começa a derreter. 


Os 2 eventos da Terra Bola de Neve, apesar de colocarem a vida na Terra em risco, ambos foram seguidos de uma grande prosperidade de novas espécies, ainda mais resistentes.

Confira o 4° lugar no ranking dos "7 Maiores Cataclismos na Terra".



Está gostando da nossa série? Então
Curta nossa página no Facebook
e conheça muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.

Um comentário: