ISON: Cometa do século ou apenas estilhaços?

Afinal de contas, como anda ISON?



Muito se tem falado sobre o cometa que já é conhecido mundialmente como o "possível cometa do século". Tanto a mídia como muitos cientistas e astrônomos se anteciparam ao dizer que o cometa poderia se tornar mais brilhante do que a própria Lua Cheia, etc... e agora, muitos dizem que o cometa não será visível nem sequer a olho nu. Tanta informação foi divulgada sobre o cometa ISON que na verdade acabou confundindo ainda mais seus possíveis observadores. Mas afinal de contas... será possível observar ISON?

Como diz o ditado, "uma imagem vale mais do que 1.000 palavras"... E essa imagem foi feita hoje (04/11) pelo fotógrafo Justin Ng, em Singapura. Veja:


Créditos: Justin Ng


Cometa do século ou apenas estilhaços?

Provavelmente, nenhuma das duas opções se encaixa com o cometa C/2012 S1 ISON. Como foi falado em uma matéria anterior aqui em nosso site, ISON não é tão grande como se pensava, mas ainda assim, algumas estimativas calculam que ele tenha entra 1 e 5 quilômetros de diâmetro, o que o coloca na média dos cometas em relação a tamanho.




Por outro lado, circularam notícias de que ISON teria se desintegrado, o que não é verdade (vide imagem acima). Observações recentes do Telescópio Espacial Hubble e de astrônomos amadores mostram que o cometa está resistindo muito bem durante sua jornada para bem próximo do Sol, além de estar ganhando velocidade e brilho.

O mais provável que ocorra é que ISON não seja tão brilhante como se esperava, mas mesmo assim, as chances apontam que ele ainda seja um dos cometas mais brilhantes dos últimos anos, e que teremos o privilégio de observá-lo a olho nu. É importante enfatizarmos que o comportamento de um cometa é muito difícil de ser previsto.

Cometas são surpreendentes... quando menos se espera, eles podem se desintegrar ou então, tornarem-se um verdadeiro espetáculo. O que todos nós esperamos é que ISON seja a segunda opção. 

A primeira chance de observá-lo a olho nu será entre os dias 15 e 21 de Novembro, antes do amanhecer para os lados do leste. É hora de cruzar os dedos e torcer. 

Imagem: Justinng Photography
04/11/13

Um comentário:

  1. Por esse motivo James McCanney ganha status. Ele estava correto, a nasa é manipuladora, e se nao existisse a internet, concerteza eles afirmariao que o cometa se desintegrou.

    ResponderExcluir