Como fotografar o céu noturno mesmo em regiões de extrema poluição luminosa: veja o tutorial de Justin Ng

Um dos maiores astrofotógrafos do mundo dá dicas de como tornar suas fotos do céu cada vez mais bonitas!





Quem é que não se maravilha o ver uma bela foto do céu noturno com a Via Láctea brilhando, ou com rastros de estrelas tomando conta do firmamento? Se você já se aventurou na arte da astrofotografia, então você já percebeu que não é uma tarefa fácil... e se você estiver em um céu cheio de poluição luminosa, como em cidades grandes, aí fica impossível certo? Não, errado!

O premiado astrofotógrafo Justin Ng de Cingapura criou um tutorial de como fotografar o céu noturno mesmo em áreas onde há muita poluição luminosa.

"Este tutorial mostra como eu fotografei a Via Láctea, mesmo obscurecida pela poluição luminosa extrema de Cingapura, utilizando equipamentos de fotografia que provavelmente você já tem, e alguns trabalhos que provavelmente funcionam na maioria das versões do Photoshop", escreveu Justin Ng. Ele acrescenta ainda que o tipo de processamento de fotos que ele usa no Photoshop pode ser alcançado sem a compra de plugins adicionais.

Justin diz que tirar fotos do céu noturno é uma maneira de "fazer sua parte para promover a conscientização pública da astronomia e da importância de preservar a beleza dos nossos céus noturnos através de suas imagens. E eu vou mostrar como você pode fazer exatamente isso usando um equipamento de fotografia que você provavelmente já tem, e com trabalhos de processamentos fáceis, acessíveis na maioria das versões do Photoshop".




Para este tutorial, você vai precisar de algum conhecimento prévio sobre fotografia básica e pós-processamento. Abaixo, encontre um resumo de como fotografar o céu com poluição luminosa:


Parte 1 - Reconhecimento do céu

Em primeiro lugar, devemos ter uma noção básica de como encontrar a Via Láctea, ou melhor ainda, o centro da Via Láctea.

A região central da Via Láctea fica entre as constelações de Scorpius (Escorpião) e Sagitarius (Sagitário). A região central da Via Láctea fica evidente entre abril e setembro. Veja como localizá-la no céu:





Parte 2 - Equipamento necessário

Câmera DSLR
Lentes grande angular 16-35 mm F2.8
Tripé


Parte 3 - Fotografando o céu

Verifique a previsão do tempo para ter certeza de o céu estará o mais limpo possível. Após identificar a região do centro da Via Láctea, configure a abertura para 2.8, ISO 6400 e distância focal de 16mm.

Utilize o maior tempo de disparo possível, mas não tanto a ponto de capturar o rasto das estrelas. Use a regra dos 500, onde você divide 500 pela distância focal. No caso, 500/16=31.25 segundos de exposição. Para não chegar no limite, faça o disparo com 30 ou 25 segundos de duração. Mas devemos nos lembrar que, em céus com grande luminosidade, não conseguimos uma exposição tão alta, então, algo em torno de 6 segundos já é o suficiente.

Créditos: Justin Ng


Dê prioridade para fazer as fotos em modo RAW, assim, teremos o máximo de qualidade possível. Se possível, utilize a técnica chamada ETTR, onde a foto fica com uma alta exposição, com muita luz. Claro, que no pós processamento teremos que ajustá-la, mas é mais fácil uma imagem muito exposta do que o contrário. Mas não deixe uma exposição tão alta a ponto de saturar e "pixelizar" a imagem.


Parte 4 - Pós processamento

Após normalizar a foto super-exposta, poderemos ver a Via Láctea. Para isso, você deve ajustar o balanço do branco, e remover o ruído. Ajuste também o nível de contraste e as curvas. Se a foto tivesse sido feita em um céu escuro, isso já seria o suficiente, mas como estamos falando de um céu com muita poluição luminosa, teremos ainda que fazer outros ajustes.

Clique em imagem -> ajustes -> HDR toning (Photoshop CS5 acima). Se não houver essa função no seu Photoshop, clique em imagem -> ajustes -> sombra/realce ,e faça os ajustes necessários que funcionarem melhor para sua foto.

Créditos: Justin Ng



Em imagem -> ajustes -> níveis  e também  imagem -> ajustes -> curvas, e faça as alterações que melhor se ajustam para sua foto.


Parte 5 - Acabamento final

Agora a foto já está pronta. Basta ajustar o que achar melhor para combinar com o seu gosto pessoal, como brilho, contraste, equilíbrio de cores, etc...

Veja a mesma imagem antes e depois do processamento:

Créditos: Justin Ng   -   Clique na imagem para ampliar


Pronto! Aí está o passo-a-passo de como fotografar o céu noturno mesmo com muita poluição luminosa. Com persistência e prática, logo você estará fazendo belas astrofotografias da Via Láctea mesmo em locais com aquele famoso " céu alaranjado ".

Conheça o incrível trabalho do astrofotógrafo Justin Ng. Você poderá acessar o tutorial completo e conhecer outras dicas em seu site oficial clicando aqui.

E não deixem de enviar as melhores fotos para nós! Espero que tenham gostado. Boa sorte a todos, e bons céus!




13/06/14

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

14 comentários:

  1. Ótimo tutorial. Simples e prático. Perfeito para iniciantes. Forte abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado! E obrigado também ao grande fotógrafo Justin Ng, que postou esse tutorial e nos autorizou a traduzi-lo em nossa página.

      Um grande abraço!

      Excluir
    2. iniciante? kkkk so essa lente custa 5 mil reais

      Excluir
    3. kkkkk pode cre, assim fica dificil, brinquedinho caro...

      Excluir
  2. E como ajustar o foco da camera no nas estrelas??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cloves, ai vc pode fazer pelo foco manual, ou então, no modo automatico de foco chamado INFINITO,. Sua camera precisa ter essas funções, no caso, ao menos uma das duas.

      Abraços !

      Excluir
    2. Esta noite eu tentei e consegui registrar a Via Lacta e alguns aglomerados estrelares. Muito massa!! Muito Obrigado pela materia!! Olha a foto ae:
      https://scontent-b-ord.xx.fbcdn.net/hphotos-xpf1/v/t1.0-9/10013932_628023347314327_4494140974709021175_n.jpg?oh=4f72b5a6de635a7efaa5aab1eef664c6&oe=547CE4D7

      Excluir
    3. Ficou ótima a sua foto Cloves! Muito bom trabalho! parabéns!

      Podemos incluí-la em nossa página sobre astrofotografias?

      Um grande abraço!

      Excluir
    4. Claro que pode, só não esqueça dos direitos autorais rsrsr

      Excluir
    5. Ola Cloves, poderia dizer que lente usou e equepamento? Grato!

      Excluir
  3. Ola Cloves, poderia dizer que lente usou e equepamento? Grato!

    ResponderExcluir
  4. Este site tem um problema. Quando voce clica na imagem pra ter o zoom. A aba da direita "MAIS LIDOS" fica sobre a imagem e a gente nao consegue ver direito. Se desse pra consertar esse problema seria muito bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fabio!

      Obrigado pela dica. Vamos resolver isso o mais breve possível. Abraços!

      Excluir