Os 7 maiores encontros com cometas na história da exploração espacial (parte 2/2)

Conheça os 3 maiores encontros históricos com cometas. E aí, já sabe qual é o primeiro lugar?


Os cometas são alguns dos objetos mais espetaculares e atraentes do Sistema Solar e por isso, fizemos uma série (com duas partes) listando os melhores e maiores encontros que já existiram entre naves espaciais e cometas em toda história da exploração espacial. Se você já viu a parte 1, confira agora a parte 2 (final) dessa série fantástica, e conheça os 3 maiores encontros entre naves espaciais e cometas de toda a história da exploração espacial!


3 - Cometa Tempel 1
cometa tempel 1
Créditos: NASA / JPL-Caltech / Cornell

A sonda Deep Impact serviu como nave-mãe para a missão da NASA para o cometa Tempel 1, que ejetou uma sonda de 371 quilos na superfície do cometa em 2005.

O impacto revelou uma grande quantidade de água no interior e sobre a superfície do cometa Tempel 1, bem como muitas moléculas orgânicas (os blocos de construção da vida) no seu interior. Os pesquisadores também observaram materiais primordiais dentro do cometa, o que revelou pistas sobre sua formação há 4,5 bilhões de anos.




Tempel 1 tem cerca de 7 km de diâmetro e tem um período orbital de 5,5 anos. É o único cometa que já foi visitado por duas espaçonaves diferentes, em anos diferentes.

A sonda Stardust da NASA terminou sua aventura no cometa Wild 2 e foi em direção a Tempel 1 em fevereiro de 2011, a fim de observar as mudanças do cometa ao longo do tempo.



2 - Cometa Hartley 2
cometa hartley 2
Créditos: NASA / JPL-Caltech / UMD

Após seu encontro com Tempel 1, a sonda Deep Impact perseguiu o cometa Hartley 2. No dia 4 de novembro de 2010, a sonda chegou a 700 quilômetros do cometa para obter dados com seus três instrumentos de estudo (dois telescópios com câmeras e cores digitais e um espectrômetro de infravermelhos).




Os pesquisadores disseram que o voo rasante revelou boas informações sobre a composição do núcleo de gelo do cometa. Apesar da pequena dimensão de Hartley 2 (apenas 1,5 km), ele é um cometa extremamente ativo, expelindo muita poeira e gás repleto de cianeto venenoso.

O cometa Hartley 2 completa uma volta ao redor do Sol a cada 6,6 anos, e foi descoberto pelo astrônomo Malcolm Hartley em 1986.



1 - Cometa 67P / Churyumov-Gerasimenko
cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko
Créditos: European Space Agency (ESA)

A sonda Rosetta da Agência Espacial Europeia foi a primeira missão a orbitar e pousar em um cometa até os dias atuais, evento ocorrido no dia 12 de novembro de 2014. O pousador Philae foi o responsável pelos estudos mais detalhados já feitos em um cometa. Seu destino final pode ter sido uma obra do destino, pois a missão tinha como alvo o cometa 46P / Wirtanen, porém, por conta de um atraso, Rosetta foi lançada em 2004, e seu novo alvo foi o cometa 67P / Churyumov-Gerasimenko.




Depois de entrar em órbita ao redor do cometa 67P / Churyumov-Gerasimenko em 2014, a sonda Rosetta lançou o pousador Philae, que tocou a superfície do cometa no dia 12 de novembro de 2014, fazendo o primeiro pouso controlado em um cometa na história da exploração espacial, e uma das missões mais ousadas de todos os tempos!

Fonte: Space / NASA / ESA / Wikipedia
Imagens: (capa-ilustração-Richard Cardial) / NASA / Cornell / UMD / JPL-Caltech / ESA
21/11/14

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um comentário: