NASA libera mapa de impactos de asteróides com a Terra, e o resultado é estarrecedor

E eles colidem com nossa atmosfera em uma escala muito maior do que imaginávamos...


Um mapa divulgado pelo Programa de Monitoramento de Objetos Próximos da Terra (Near Earth Object - NEO) da NASA, revela que pequenos asteróides entram frequentemente e se desintegram na atmosfera da Terra, com distribuição aleatória ao redor do globo.

Lançado para a comunidade científica, o mapa mostra informações de dados recolhidos por sensores dos EUA de 1994 a 2013. Os dados indicam que 556 pequenos asteróides impactaram na atmosfera da Terra, resultando em um bólido (bola de fogo)durante esse período de 20 anos. Quase todos os asteróides deste tamanho se desintegram na atmosfera e são geralmente inofensivos. A única exceção foi o evento de Chelyabinsk, que foi o maior asteróide a atingir a Terra nesse período.




Esse novo mapa pode ajudar os cientistas a refinar as estimativas de impactos de asteróides com a Terra, e também, determinar os tamanhos dos NEOs (Objetos Próximos da Terra), incluindo os maiores que podem representar um perigo para o nosso planeta.

O mapa mostra locais de impactos de objetos entre 1 e 20 metros. As cores laranja representam impactos ocorridos durante o dia, enquanto que as azuis, impactos durante a noite. 

Encontrar e caracterizar asteróides perigosos para proteger nosso planeta é uma alta prioridade para a NASA. Por isso, a Agência Espacial Norte-Americana tem aumentado 10 vezes seus investimentos em detecção de asteróides ao longo dos últimos cinco anos. Além disso, a NASA desenvolveu estratégias agressivas com seus parceiros, a fim de detectar, rastrear e catalogar os NEOs. Essas atividades também ajudarão a construir um desenvolvimento de defesa planetária, identificando NEOs que possam constituir uma ameaça de impacto com a Terra.

O mais interessante é que esse grande esforço global para a defesa do nosso planeta contra possíveis impactos não se restringe apenas aos cientistas e astrônomos profissionais, afinal, diversos astrônomos amadores têm contribuído na detecção de asteróides próximos da Terra, seja através de programas como o Asteroid Grand Challenge da NASA, ou até.no quintal de casa usando um bom telescópio.

A NASA também está em busca de um asteróide próximo da Terra para sua grande missão Asteroid Redirect Mission (ARM), que deverá identificar, redirecionar sua órbita e enviar astronautas para explorar sua superfície e coletar amostras. A missão tem o intuito principal  de demonstrar técnicas de defesa planetária e deflexão de asteróides que poderiam um dia, vir a colidir com a Terra.




Fonte: NASA / JPL
Imagens: (capa-ilustração) / JPL / NASA
01/12/14

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

21 comentários:

  1. Nosso Brasil é privilegiado ao extremo pela natureza. Brasil será o refúlgio Mundial no Juizo Final!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    2. Até o Governo Lula e Dilma chegarem você quer dizer né porque depois disso é o apocalipse total (ironia, sou cristão e sei o que de fato é o apocalipse, mas de toda forma é uma tragédia também) Abraço.

      Excluir
    3. Hora final. Você já viveu uma apocalipse? rsrsrsr

      Excluir
  2. Isso tudo é uma enorme bobagem, e o que é pior a NASA está falida!!!
    Com relação a essas informações prefiro assistir STAR TREK que é bem mais realista! Rsrs
    Existem coisas piores acontecendo aqui neste exato momento e nosso planeta e a NASA está preocupada com asteroides que vão colidir com a terra?
    O planeta está pedindo SOCORRO, e não se trada de acidentes naturais e sim uma praga que está consumindo a terra aos poucos e ela já está no seu limite máximo...
    Essa praga se chama Humanidade!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se mata e ajuda a acabar com essa "Praga"

      Excluir
    2. Isso minha gente, é o que eu chamo de pensamento retrógrado.

      Excluir
    3. cara, vc tem bosta no lugar do cérebro? a pesquisa da NASA é extremamente importante, principalmente agora com a tecnologia dos CubeSats, acho que primeiro deveriam fazer uma limpeza em nossa órbita e tirar todo o lixo espacial que ronda nossa órbita(satélites desativados, tanques de combustível de foguete, etc...), depois disso criar um um cinturão de CubeSats especializados em detecção de asteroides, o Brasil é líder em queda de lixo espacial, parece que é até intencional, vários tanques de combustível de foguete e restos de satélites caem periodicamente no nordeste do nosso país.

      Excluir
    4. A Destruição do Planeta, não se restringe à Objetos que venham por ventura, nos atingir. Isto já começou com A Revolução Industrial, Nosso Planeta está Simplesmente Sucumbindo à Décadas, mesmo que cessarem as agressões ao Meio Ambiente Hoje, O Futuro de Próximas Gerações, será de Muito Sofrimento e Pandemias. Isto não está escrito em nenhum Livro e nem na Bíblia, dá pra perceber à Olho Nu. Pior Ameaça para A Humanidade, Somos Nós Mesmos

      Excluir
    5. Sempre tem um ou dois que dizem a mesma merda em toda noticia/pagina de astronomia...
      "humanidade é a doença do planeta" "governos e nasa gasta dinheiro a toa"... Que preguiça dessa gente procurando atenção, se acha que estamos fodendo o planeta, se matem e diminuam "O problema", procurem saber de onde e porque a maioria das tecnologias que vcs usam pra fazer esses comentários são desenvolvidas, não só essas apenas, os estudo na area da astronomia é responsável por varias facilidades e utilidades do nosso dia a dia.
      No fim das contas, vamos mesmo esgotar os recursos dos nosso planeta, ou ele será inevitávelmente destruido pelo nosso sol, precisaremos de outro e advinha o que vai ter a maior chance de salvar a humanidade ?
      E infelizmente estamos longe de poder viajar até outra estrela, e felizmente temos muito tempo até desenvolver algo, e só vamos conseguir isso absorvendo o máximo de conhecimento sobre o universo., então meu amigo nada disso é em vão, e depois temos outros orgão responsáveis por resolver os problemas na terra...

      Excluir
  3. Pelo que pesquisei, os bólidos nada mais são do que meteoros. Isso quer dizer que em 20 anos só aparecerem 556 meteoros na Terra? E somente um atingiu o solo? Eu fiz as contas, em 20 anos, 1 bólido a cada 13 dias (aprox). Eu já vi mais de 5 em uma só noite! E as chuvas de meteoros, que há mais de 2 mil anos despejam as mesmas quantidades de meteoritos no céu (aparentemente tem um estoque infinito de "pedras espaciais").

    Concordo com Alex Dias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O mapa mostra locais de impactos de objetos entre 1 e 20 metros. Voce leu direito? viu que eles sao categorizados por energia e tamanho né? ou vc acha que a chuvinha de meteoros que vc entra no mapa? desculpa se a NASA está errada,manda um email pra eles dizendo que vc é um genio!

      Excluir
  4. Dilma e Lula estão desviando até asteroides..

    ResponderExcluir
  5. Dilma e Lula estão desviando até asteroides..

    ResponderExcluir
  6. Os que tão de impactos de grandes asteroides 5 podem cair em regiões populosas ou perto de regiões populosas.

    ResponderExcluir
  7. Quanto ao R, posso garantir que a NASA errou, é em Brasília

    ResponderExcluir
  8. Quanto ao R, posso garantir que a NASA errou, é em Brasília

    ResponderExcluir