Cometa incomum faz um encontro rasante com o Sol

cometa rasante no Sol
De onde veio esse cometa?


No dia 19 de fevereiro um objeto passou raspando a coroa solar. Era mais um cometa contornando o astro rei, porém, desta vez, o cometa que fez essa máxima aproximação não estava relacionado a qualquer grupo ou família de cometas que se tem registro. Segundo Karl Battams, do Laboratório de Pesquisa Naval dos EUA, essa aproximação não é muito comum. Ele não veio de um lugar conhecido. Karl Battams disse ainda que o cometa recebeu o nome extra-oficial de SOHO-2875, justamente por ter sido o cometa de número 2875 a ser descoberto pelo Observatório Solar e Heliosférico (SOHO).




O coronógrafo C2 da SOHO registrou perfeitamente a passagem rasante do cometa:



A maioria dos cometas que a sonda SOHO vê pertence à família Kreutz. Os cometas rasantes Kreutz são fragmentos de um único cometa gigante, que existia a muitos séculos atrás. Os cometas Kreutz receberam o nome de Heinrich Kreutz, astrônomo alemão do século 19 que os estudou em detalhe. Mas, como foi dito, o cometa SOHO-2875 não é um membro dessa família.




Ainda segundo Karl, apesar de não serem comuns, cometas não pertencentes aos grupos conhecidos são avistados algumas vezes por ano, mas este em questão é consideravelmente mais brilhante, e está se movendo com uma velocidade surpreendente.


É possível observar esse cometa?

Infelizmente não será possível observar esse cometa. Primeiro porque ele tem apenas alguns metros ou algumas dezenas de metros de diâmetro, e alguns fragmentos que passam pelo campo de visão da SOHO são maiores do que ele.




Até esse cometa emergir do Sol a ponto de o avistarmos, seu nível de atividade já terá caído drasticamente. Nessa ocasião, estima-se que nem mesmo os telescópios mais poderosos da Terra teriam uma chance real de observação. Ou seja, o fato de podermos assistir esse cometa dar um rasante no Sol é uma oportunidade única.

Imagens: SOHO / Heloioviewer / Lasco
23/02/15

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

6 comentários:

  1. Pois é... ainda bem que a gravidade de um certo planetinha azul... o terceiro daqueles oito lá, não o atraiu... e o beijinho seria romanticamente lindo. Digam-nos as probabilidades deste mini cometa dar a volta no Sol, sobreviver ao bronzeado de férias e ser observado a medida que se afasta se é que é possível. Sugiro um nome para ele: Lombardi. Ninguém viu e nunca verá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá fora do ar!

      Como foi dito na matéria, infelizmente não será possível observá-lo. Ele é muito pequeno, até para os telescópios das agências espaciais... uma pena...

      Mas pelo menos, como você mesmo disse, ele não foi atraído pela Terra! Isso já é uma ótima notícia por si só!

      Um grande abraço!

      Excluir
    2. Surpreendentemente ele não chegou ao seu fim, devido a grande velocidade de percurso, só fiquei pensando porque ele não tem calda? Talvez por ser pequeno como vocês falaram?

      Excluir
  2. Existe alguma probabilidade de ele ter vindo de algum buraco de minhoca já que não sabem de onde veio ? kkkk

    ResponderExcluir
  3. Será que a gravidade de niburu ou planeta X tem alguma coisa a ver???

    ResponderExcluir
  4. Aposto que a irma dele queria taca pedra no coitado

    ResponderExcluir