Descoberto planeta extrassolar gigante com quatro sóis no céu

Planetas com quatro sóis no seu céu podem ser mais comuns do que se pensava, sugere novo estudo


Os astrônomos conseguiram detectar um sistema de quatro estrelas chamado de 30 Ari, elevando o número de sistemas planetários com quatro sóis. Planetas com duas ou três estrelas são detectados com uma certa regularidade, mas esse achado faz com que a quantidade de possíveis de estrelas em um sistema seja ainda mais numerosa.

"Os sistemas de estrelas não são todos iguais. Existem estrelas individuais, estrelas binárias, estrelas triplas, até mesmo sistemas estelares com 5 estrelas", comenta o principal autor do estudo, Lewis Roberts, do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA. "É incrível a maneira que a natureza coloca esses grandes corpos juntos".




O sistema 30 Ari encontra-se a 136 anos-luz do Sol, na constelação de Áries. Astrônomos descobriram um planeta gigante no sistema em 2009, que tem cerca de 10 vezes a massa de Júpiter, e orbita sua estrela primária a cada 335 dias. Um segundo par de estrelas fica a cerca de 1.670 UA (UA) de distância (1 UA equivale a distância média entre a Terra e o Sol).

O cientista Roberts e seus colegas usaram o novo sistema de ótica adaptativa chamado "Robo-AO", no Observatório Palomar, na Califórnia. Dentre várias investigações, eles puderam detectar outras estrelas muito próximas a estrela primária de 30 Ari. Ao observarem mais detalhadamente, perceberam do que se tratava.

sistema 30 Ari
Diagrama mostra os dois sistemas binários de que orbitam a mesma região, formando um sistema quádruplo.
Créditos: NASA / JPL-Caltech          Tradução e adaptação: Richard Cardial

A estrela recém descoberta orbita sua companheira uma vez a cada 80 anos, a uma distância de 22 UA, porém, apesar da tamanha proximidade, a órbita do exoplaneta não está sendo afetada significativamente. Isso é algo surpreendente, que vai exigir mais observações para que seja compreendido, disseram os pesquisadores.




Para um observador hipotético na superfície desse exoplaneta, seria possível ver um Sol pequeno no céu, mais duas estrelas muito brilhantes, visíveis mesmo durante o dia, e com um par de binóculos apontados para uma dessas estrelas super brilhantes, esse observador veria que trata-se de um sistema binário de estrelas.

Este é o segundo exoplaneta identificado em um sistema de quatro estrelas. O primeiro mundo com quatro sóis, PH1b ou Kepler-64b, foi descoberto em 2012, por Kian Jek e Robert Gagliano, dois astrônomos amadores, que utilizaram dados do Telescópio Espacial Kepler, em um projeto chamado Planet Hunters / Caçadores de Planetas , onde qualquer amante da astronomia pode se cadastrar na internet, e ajudar a encontrar novos exoplanetas.




Planetas com vários sóis estando se tornando cada vez mais comuns de serem observados. O novo estudo sugere que "cerca de 4% de estrelas do tipo do Sol pertencem a sistema quádruplos, ou seja, acima das estimativas anteriores, afinal, as técnicas de observações estão melhorando constantemente", comentou Andrei Tokovinin, do Observatório de Cerro Tololo, no Chile.




Créditos: Astronomical Journal
Imagens: (capa-ilustração/Karen Teramura/Galeria do Meteorito) / NASA / JPL-Caltech
30/03/15

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

7 comentários:

  1. Já tinha ouvido falar nessa descoberta, mas a outra fonte não dava o detalhe esquemático como o Galeria do Meteorito fez. Agradeço pelo capricho da matéria.
    Quanto a descoberta, é impressionante como esse sistema foge do padrão do nosso Sistema Solar. Muitíssimo interessante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Milton! Seja sempre bem vindo. Um grande abraço!

      Excluir
  2. Espantoso e ao mesmo tempo fantástico!!! Realmente temos muito o que descobrir com a imensidão do nosso maravilhoso universo. Imagino como seria viver em um planeta com um sistema desses.

    ResponderExcluir
  3. Os seres humanos serão capazes de ir lá algum dia, ou em qualquer outro lugar fora do sistema solar?

    ResponderExcluir
  4. Os seres humanos serão capazes de ir lá algum dia, ou em qualquer outro lugar fora do sistema solar?

    ResponderExcluir