Impressionante: descoberta mostra que o Sol cria água através de seus ventos solares

Sol cria água - vento solar cria água
Além disso, as moléculas são entregues constantemente em todos os corpos do Sistema Solar



O vento solar pode formar água na poeira interplanetária, acrescentando ainda mais ingredientes para a "sopa primordial" que deu origem à vida na Terra, dizem cientistas.

Na Terra, há vida em praticamente todo lugar que tenha água. Pesquisas anteriores sugerem que grande parte dessa água tenha vindo parar na Terra através dos cometas, quando o nosso planeta era bombardeado constantemente há bilhões de anos. Agora, os cientistas sugerem que existe outra fonte de água no espaço, e quando dizem "espaço", eles querem dizer o meio interplanetário. O fluxo contínuo de partículas carregadas do Sol, o vento solar, pode ser responsável por grande parte dessa água...

Este vento consiste principalmente de prótons, os núcleos carregados positivamente de átomos de hidrogênio, que ao colidirem contra as partículas de oxigênio e minerais conhecidos como silicatos, poderia a princípio, formar moléculas de água.




A criação da água através do vento solar poderia ajudar a explicar a presença de água na Lua e em asteróides. O vento solar também poderia facilmente formar água na poeira interplanetária, que por sua vez, seria responsável por um tipo de chuva de água na Terra e em outros planetas rochosos.

Hope Ishii cientista
Hope Ishii, cientista da Universidade do Havaí, responsável
pela descoberta de moléculas de água produzidas pelo
vento solar e presente na poeira interplanetária. Créditos: Univ. Havaí / Ishii
Clique na imagem para ampliar

"A poeira interplanetária vem parar na Terra e em outros corpos do Sistema Solar constantemente", comenta Hope Ishii, cientista na Universidade do Havaí. Atualmente, a Terra recebe cerca de 30 a 40 mil toneladas de poeira interplanetária por ano. Acredita-se ainda que esse valor era muito maior quando a Terra era mais jovem, há alguns bilhões de anos, época em que a poeira do Sistema Solar era muito mais densa e esparsa.




Outro fato intrigante é que a poeira interplanetária possui uma quantidade maior de moléculas orgânicas e carregadas de carbono do que qualquer classe de meteoritos já conhecidos. Segundo Ishii, essa poeira pode ter agido como uma chuva contínua de água e outros compostos orgânicos necessários para a eventual origem da vida.




Esse assunto sempre foi muito controverso no meio científico, uma vez que a quantidade de água do vento solar era muito pequena para ser detectada. Mas agora, a cientista mostrou que a produção de água no vento solar realmente acontece, e tudo isso foi descoberto "sem querer"...

Os cientistas analisaram a poeira interplanetária que foi coletada na estratosfera da Terra, a uma altitude de 20 km, região completamente seca. Na verdade, eles estavam à procura de hélio. Ao analisarem as partículas de poeira utilizando um microscópio eletrônico de correção de aberração (numa escala de nanômetros), os pesquisadores acabaram detectando água na superfície dessas pequenas partículas.

"Nós mostramos ao mundo pela primeira vez, que a água e outros produtos orgânicos estão juntos na poeira interplanetária, proveniente do vento solar", comenta Ishii. Essa descoberta tem implicações diretas para a perspectiva de vida fora da Terra, afinal, se os ingredientes básicos da vida estão soltos no espaço, e são entregues diariamente em todos os corpos do Sistema Solar, as chances da vida existir em outros planetas acaba sendo muito maior.




Os pesquisadores disseram ainda que avaliar a quantidade de água da Terra proveniente do vento solar é um atarefa muito difícil, isso porque os cientistas não sabem exatamente o quão grande era a área de superfície da poeira interplanetária no passado. Também não sabemos exatamente qual foi a quantidade de poeira interplanetária que caiu na Terra durante seus primórdios, entre outras complicações...

Segundo Ishii, não podemos afirmar que a poeira interplanetária foi a responsável pelos oceanos da Terra, mas seu efeito cumulativo e contínuo provavelmente foi muito significativo. A descoberta foi publicada no jornal Proceedings of The National Academy of Sciences.



Fonte: Space / Astrobio / Universidade do Havaí
Imagens: (capa-ilustração/Richard Cardial/Galeria do Meteorito) / Universidade do Havaí / Dra; Hope Ishii
26/03/15

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

20 comentários:

  1. Que maravilhosa notícia. Nossa gênese, em seu íntimo, descoberta pela inteligência humana. Se a forma de explicar a origem da vida fosse mais científica, deixando de lado a teoria absurda de um supremo criador, não existiria, entre nós, tanto sangue, tanta discórdia, tanto ódio, tantas armas, tantos ignorantes irracionais querendo para si a verdade sobre tudo. Religião é veneno para a vida e ela poderá vir a varrer da Terra, com suas absurdas armas, todas as nossas esperanças e conquistas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As religiões não causam todos os males do mundo como você exageradamente quer impor feito doido e essa descoberta também não deixa de lado a teoria da existência de um criador, ao invés de ficar falando tanta besteira, vá tomar um chá.

      Excluir
    2. No dia que a religião der uma contribuição real para a humanidade igual a ciência faz, você poderá vir aqui e questionar. Pois até hoje a religião mais separou do que agregou. A religião mais matou do que salvou. A religião mais alienou do que esclareceu.

      Excluir
    3. OBRIGADO MILTON!!! Vamos acordar os adormecidos pela ignorancia e por um livro falso chamado bíblia, que fede a sovaco! A lavagem cefálica fora profunda. E o remédio demora mas se tornará eficiente! Se não fosse a ciência, estaríamos morrendo de verminose, gripe, malária,... Onde a vida funciona afinal? Dentro de um laboratório de descobertas ou dentro de uma igreja barata? Religião é veneno!

      Excluir
    4. E o mais engraçado é ver o quão mau as pessoas falam da ciência, quando no fundo dependem dela mais do que dependem de um ser criador (que particularmente nunca vi). E Milton, realmente, até agora a única coisa que a religião fez, foi retardar a mente das pessoas fanáticas pela mesma (embora conheço pessoas que são religiosas, mas pelo menos criticam e não aceitam tudo como verdade absoluta como a maioria faz).

      Excluir
    5. A Biblia é um Codigo, Voce tem a Senha??

      Excluir
    6. Se religião fosse problema o comunismo (ateu) seria o céu na terra. Com todo respeito, afirmar que a raiz dos problemas é a religião é falta de conhecimento de história. A raiz do problema é o ser humano, são os homens que ganaciosamente corrompem religiões, ideologias, ciência e tudo á sua volta a fim de ganhar poder e riqueza.

      Excluir
    7. https://www.youtube.com/watch?v=6rjXkXpX8Wk

      Excluir
  2. Eu acho que ciência em primeiro lugar;E respeitando todas as religiões!

    ResponderExcluir
  3. As pessoas que brigam atacando ou defendendo religião são aquelas com a maior carga de ódio em suas mentes e coração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeito e como diz Mario Sergio Cortella ...Religião não é coisa de gente tonta, é coisa de gente, é que infelizmente tem gente tonta, na religião, na mídia, na esquina e até na internet digitando ódio e arrogância...parabéns pela observação...

      Excluir
  4. Esses polos de discussão acontecem quando achamos que tudo é dicotômico: a religião "mata" a ciência "liberta", ou vice e versa. Mas as descobertas científicas tem mostrado que o universo não é dicotômico, ele é muito maior e muito mais cheio de surpresas que podemos imaginar. Filosoficamente falando, se os saberes andarem juntos, poderemos nos abrir ainda mais para o conhecimento.. Ah, e quem pensa que religião e pesquisa religiosa é só o que vocês vêem na TV, nas igrejas pentecostais está muito enganado... E muitas vezes a Igreja, de uma forma ou de outra protegeu e acobertou muitos cientistas. Não pensem somente em Copérnico e Galileu e não pensem também numa igreja monolítica. É só perguntar em escritos de quem muitos cientistas, entre eles astrônomos, buscam suas inspirações.

    ResponderExcluir
  5. A bíblia fedorenta ou não, grita as verdades dos astros fulgurantes que tanto fascinam os humanos que a ignora. Tudo está patente aos seus olhos...

    ResponderExcluir
  6. Sem ciência esses patetas religiosos ainda estariam queimando gente em fogueira ou torturando gente em nome de seu bizarro e imaginário deus.

    ResponderExcluir
  7. Parabéns pela divulgação cientifica🤓!

    ResponderExcluir
  8. Bom em vez dos senhores estarem repugnando a ciencia e ou religião; eu observei que essas partículas entraram em contato com a terra nos primórdios porque hoje seria impensável tal feito por causa de nossa atmosfera. Seja lá o que aconteceu isso deixa muito mais claro que, realmente não estamos sozinhos! pois está se falando de um único sistema solar, e provavelmente com as condições de nossa Estrela Sol poderemos ter outras inumeras na casa de zilhões que liberam as mesmas moléculas. Realmente fiquei animado com a possibilidade

    ResponderExcluir
  9. Então vão lá no Sol pegar um pouco de água e trazer para outros planetas:)

    ResponderExcluir
  10. A fé é o firme fundamento das coisas que não se veem...creio em D'us de todo meu coração e o louvo pelas suas obras maravilhosas...se eu estiver certa vou para o céu morar com meu Pai...se errada não perco nada por viver uma vida regrada...vc q não crê?...se estiver certo perdeu a chance de respeitar a consciencia alheia se errado...perdeu TUDO...Assim...viver para Cristo é...LUCRO...

    ResponderExcluir
  11. Então quer dizer que a terra pode ser inundada completamente, e que Noé pode ter vivido em um periodo em que a terra recebeu bilhões de toneladas de poeira planetaria. Viajei agora kkkk

    ResponderExcluir