Algo estranho está acontecendo no local de pouso da sonda Curiosity em Marte

local de pouso sonda Curiosity em Marte
Tais reações nunca foram observadas antes em outros locais de pouso



A sonda Curiosity da NASA pousou em Marte em agosto de 2012, e essa aterrissagem dramática aconteceu na Cratera Gale. Nos estágios finais de sua descida ousada, a plataforma de foguetes de pouso, conhecida como "sky crane" criou uma explosão na superfície do Planeta Vermelho, a fim de concretizar um pouso controlado. Isso fez com que manchas escuras fossem esculpidas na superfície empoeirada do local de pouso, o que é o esperado.

Ao longo dos meses e anos após o "desembarque", câmeras do HiRISE (High Resolution Imaging Science Experiment) a bordo do orbitador Mars Reconnaissance estão acompanhando o local de pouso da sonda, para manter o controle sobre mudanças em torno da área de pouso da Curiosity, que ganhou o nome de "Bradbury Landing", o primeiro local de Marte que foi tocado pela sonda e seu pára-quedas.

Depois de deixar uma cicatriz escura no regolito marciano, é comum que ao longo do tempo, a área escurecida pelos foguetes, lentamente volte ao seu estado natural. Porém, imagens recentes mostram que essas cicatrizes de pouso estão se comportando de forma diferente, até então desconhecida da superfície dinâmica de Marte. Como pode ser visto na animação, a mancha escura do local de pouso começou a ficar mais clara, mas depois de algum tempo, está escurecendo novamente.

superfície de Marte estranha reação
A sequência de imagens mostra a região de pouso escurecida pelos foguetes, em agosto de 2012, e como
foram suas mudanças nos 30 meses subsequentes. Créditos: NASA / JPL-Caltech / Univ. do Arizona / HiRISE

"Naves espaciais como a Curiosity criam esses padrões, fazendo com que a superfície empoeirada fique escura por conta dos foguetes de pouso", disse Ingrid Daubar, cientista da equipe HiRISE no Laboratório de Propulsão a Jato da NASA. "Nós esperávamos que o vento e a poeira fossem fazer essa mancha de pouso desaparecer após alguns meses, mas ficamos muito surpresos ao ver que essa mudança não ocorreu de forma consistente".




Estas observações são úteis para as próximas missões à Marte, como a InSight, que será lançada em 2016, e que terá como um de seus objetivos principais, a detecção do calor que viaja na superfície do Planeta Vermelho.

Esse estranho escurecimento na superfície de Marte deve ser estudado com cautela pelos cientistas planetários. Se a superfície tem uma certa facilidade de escurecimento, ela vai absorver mais luz solar, e com isso, sua temperatura aumenta, e vice-versa. As observações da InSight, assim como de outras sondas, devem levar essa fato em consideração, e com isso, permitir uma compreensão melhor de nosso intrigante vizinho espacial.



Fonte: NASA / JPL / HiRISE
Imagens: HiRISE / JPL-Caltech / NASA / Univ. do Arizona
07/04/15

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

5 comentários:

  1. Isso poderia ajudar de alguma forma a terraformação de Marte?

    ResponderExcluir
  2. Isso poderia ajudar de alguma forma a terraformação de Marte?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, pois saberíamos melhor como Marte de certa forma reage ao calor. Como sabemos, há muitas semelhanças entre a Terra e Marte. A temperatura de Marte por exemplo, pode chegar a -62,77 ºC, com extremos variando de 23,88 ºC até menos de -73,33 ºC. A temperatura média da superfície da Terra é de aproximadamente 14,4 ºC. Poderíamos saber por exemplo, se dá para criar um efeito estufa que aqueça o planeta o suficiente para o mesmo ter condições de abrigar a vida como a conhecemos. Em Marte há 95,3% de dióxido de carbono, na Terra há 0,1% de dióxido de carbono e outros gases, poderíamos descobrir se Marte também se comportaria como a Terra em seus primórdios, fazendo o dióxido de carbono de Marte virar ar respirável, pois em Marte há apenas 0,2% de oxigênio, enquanto que na Terra há cerca de 20,9% de oxigênio.

      Excluir