Aprenda a fotografar a Lua como um profissional - confira os segredos dos especialistas!

aprendendo a fotografar a Lua
Suas fotos da Lua não ficam tão boas como você gostaria?



O céu está lindo, e a Lua está perfeita! Trata-se de uma noite ideal para fotografar tudo, registrando aquela visão fantástica! Você pega sua câmera fotográfica (ou celular) e no lugar da Lua aparece um borrão incandescente. Essa história soa familiar pra você? Podemos adiantar que não se trata de um meteoro do tipo bola de fogo que você conseguiu fotografar no momento exato em que ele explodia na atmosfera. Na verdade, é algo um pouco menos empolgante do que isso...

foto da Lua - o que você vê e o que sai na foto
Créditos: Richard Cardial / divulgação

Existem basicamente dois tipos de câmera: as que possuem todas a regulagens automáticas (as mais comuns) , que são muito conhecidas como câmeras compactas ou point-and-shoot (mire e fotografe em português), e do outro lado, temos as câmeras com opções de ajustes manuais (velocidade do obturador, exposição, etc..). Apesar disso, algumas câmeras compactas populares também têm algumas opções de regulagens manuais, e é exatamente disso que precisamos para uma foto perfeita!




O tutorial a seguir falará sobre esse tipo mais complexo de câmera fotográfica, mas se você não tem uma dessas à disposição, preparamos algumas dicas para fotografar a Lua com a sua câmera digital compacta comum, e até mesmo com seu celular (no final da matéria).

Nossas dicas também valem pra quem deseja fotografar a Lua utilizando um telescópio, ou qualquer outro tipo de lente especial.


Como fotografar a Lua com câmeras semi-profissionais ou com ajustes manuais?

A Lua sempre sai borrada na maioria das fotografias porque ela tem um brilho muito forte. As câmeras fotográficas quando estão no modo automático escolhem por você qual é a melhor configuração pra conseguir capturar uma imagem daquele ambiente. Portanto, se ela escolhesse uma configuração com pouca sensibilidade, ela conseguiria capturar a Lua, mas nunca poderia fotografar qualquer outra coisa. E é por isso que elas escolhem a configuração mais sensível, afinal durante a noite está muito escuro, e o obturador dela precisa ficar mais exposto a fim de captar a pouca iluminação do ambiente.

Portanto, se você possui uma câmera fotográfica com ajustes manuais, escolha uma alta velocidade de obturador (menor tempo de abertura), algo em torno de 1/400, mas lembre-se que essa configuração pode variar dependendo da fase da Lua, da iluminação do ambiente, das nuvens, etc...

tempo de exposição para fotografar a Lua
Veja um exemplo do tempo de exposição diferente enquanto as outras configurações permanecem as mesmas
nas três fotografias acima. Quando menor for o tempo de exposição, mais rápida a foto será feita, portanto mais detalhes são capturados. Porém, quando muito rápido, a imagem pode ficar escura.
Créditos: Galeria do Meteorito

Um ISO baixo faz com que a câmera não capte as luzes mais sutis, porém, um ISO muito elevado pode criar granulação na sua imagem, e com certeza não é isso que você quer. Portanto, algo em torno de 800 já é suficiente... ou talvez, até menos... você pode até deixar essa opção no automático.

A abertura está ligada com a velocidade do obturador (o tempo que ele fica aberto), e uma opção está diretamente ligada com a outra, por isso, se escolhemos a velocidade do obturador de 1/400, a abertura deve ficar em torno de F5. Se por algum motivo você deseja uma abertura maior, lembre-se que a câmera ficará mais sensível (captando mais luz), e por isso a velocidade do obturador (o tempo que ele fica aberto) deve ser diminuído... mas se você desejar uma abertura menor, a câmera captará uma menor quantidade de luz, e por isso a velocidade do obturador deverá ser maior. Como a Lua está em movimento, e se você não utilizar um tripé, suas mãos também irão tremer a câmera, considere uma velocidade de obturador alta (menos tempo de abertura), e uma abertura grande. Quanto maior for o número, menor será a abertura. Por isso, escolha a abertura abaixo de F5.




Por outro lado, se o seu foco é fotografar as estrelas, os ajustes devem ser completamente diferentes daqueles utilizados para fotografar a Lua, uma vez que as estrelas possuem brilhos muito tênues, que são difíceis de serem registrados pelas câmeras. A velocidade do obturador deve ser menor (ou seja, ele deve permanecer aberto por um tempo maior, acima de 1 segundo), a abertura deve ser a maior possível para conseguir captar o máximo de luz) e não pode dar nenhuma tremidinha, o que significa que você vai precisar de um tripé, ou então de uma base para apoiar a câmera. Para saber como fotografar as estrelas e até mesmo a Via Láctea, confira nossa matéria especial clicando aqui!


Como fotografar a Lua com câmeras compactas automáticas?

A Lua sempre sai borrada na maioria das fotografias porque ela tem um brilho muito forte. As câmeras fotográficas quando estão modo automático escolhem por você qual é a melhor configuração pra conseguir capturar uma imagem daquele ambiente. Portanto, se ela escolhesse uma configuração com pouca sensibilidade, ela conseguiria capturar a Lua, mas nunca poderia fotografar qualquer outra coisa. E é por isso que elas escolhem a configuração mais sensível, afinal durante a noite está muito escuro, e o obturador dela precisa ficar mais exposto a fim de captar a pouca iluminação do ambiente.

Quando se fala em fotografar a Lua, logo as pessoas escolhem o MODO NOITE, afinal de contas, está de noite não é mesmo?! Mas isso está completamente errado, pois o brilho da Lua não é nada fraco (especialmente quando é Lua Cheia), e o modo noturno faz a câmera ficar muito sensível para captar a pouca luz do ambiente, e isso faz a Lua ficar borrada por conta de seu brilho.

Ou seja: já que sua câmera não te deixa escolher a configuração exata para fotografar a Lua sem borrões, você vai "enganá-la", escolhendo a opção MODO DIA, ou ESPORTE, onde ela se torna menos sensível para a luz do dia, e como a Lua tem um brilho forte (reflexão da luz solar), a câmera não pode ficar muito sensível.

foto da Lua com câmera compacta
Exemplo de como seria uma foto da Lua utilizando uma câmera compacta automática com a configuração correta.
Créditos: divulgação

Mas não se esqueça: dessa forma você vai fotografar apenas a Lua, e provavelmente nada mais vai aparecer porque o modo DIA ou ESPORTE não permite capturar a pouca luz do ambiente, a não ser que seja um prédio muito iluminado, ou algo do tipo.

Sabendo disso, agora é só treinar bastante e encontrar os seus próprios macetes e ajustes, que podem variar de acordo com seu equipamento, com sua iluminação, e com qual objeto deseja capturar.


Fotografando a Lua como um profissional

Contamos ainda com a ajuda de Bill Ingalls, fotógrafo sênior da NASA. Além de trabalhar há mais de 25 anos fotografando missões da NASA, quando ele tem algum tempo livre ele aproveita pra fotografar o céu a partir de seu quintal de casa. Não importa se trata-se de uma chuva de meteoros, de um cometa ou da Lua Cheia: ele sempre está com sua câmera a postos para registrar tudo que acontece no céu.

"Não cometa o erro de fotografar a Lua por si só, sem nenhuma referência", disse Bill. "Pense em fazer algo criativo, com alguma árvore por perto, ou qualquer outra coisa. Isso dará uma referência para sua foto", completou.

Lua Cheia e capitólio dos EUA - Bill Ingalls
A Lua Cheia parece mais dramática com o Capitólio dos EUA ao seu lado. Imagem feita em 31 de julho de 2015, e foi a segunda Lua Cheia daquele mês: a Lua Azul.
Créditos: Bill Ingalls

Para conseguir capturar a Lua com tamanho grande, assim como na imagem acima, você deve se distanciar do objeto que utilizará como referência (no exemplo, o Capitólio). Em seguida, utilize o zoom ótico para fazer com que o objeto fique grande, e a Lua também ficará. Isso faz parecer que você estava próximo do objeto, e que a Lua estava maior do que na realidade. Não utilize zoom digital, pois trata-se de um zoom falso, e a imagem perderá muitos detalhes.

Bill utiliza o aplicativo Google Maps para encontrar o ângulo certo de suas fotos. Por exemplo: sabendo que a Lua nasce a leste, e ele quer fotografá-la acima de um prédio qualquer, ele se posiciona de forma que o prédio e a Lua fiquem a sua frente.. e quem sabe, uma árvore, um monumento, etc...

"Você não precisa viver perto de algum lugar histórico para tirar fotos bonitas. Basta utilizar sua criatividade", diz Bill.




Certa vez, Bill foi até o Parque Nacional Shenandoah para fotografar o cometa Cometa Lulin (em 2009) e enfrentou um desafio. "Eu tinha acabado de comprar um equipamento básico, e tinha muita gente com telescópios enormes e câmeras fantásticas. Então o que eu poderia fazer de diferente?". Bill apontou sua lente longa entre as árvores, usando a luz vermelha do farol de seu carro para pintar a floresta, e com uma longa exposição, ele conseguiu algo mágico! Com isso, o National Geographic nomeou sua fotografia como uma das 10 melhores imagens do ano.

cometa Lulin - Bill Ingalls
Cometa Lulin no centro e uma vegetação pintada pela cor vermelha dos faróis. Essa imagem foi escolhida como
uma das 10 melhores astrofotografias do ano de 2009 pela National Geographic.
Créditos: Bill Ingalls

Ao ser questionado sobre fotografar a Lua com um smartphone, ou com a câmera de um celular, Bill responde: "É tudo relativo. Pra mim, seria irritante e frustrante, mas pode ser um bom desafio na verdade. Com um celular, você não terá uma foto com a Lua muito grande, mas podemos fazer uma panorâmica, e compor a foto com algo interessante, como uma área urbana brilhante por exemplo."

Para conseguir o equilíbrio de luz ideal (ou o mais próximo do ideal possível) utilizando um smartphone moderno, toque na tela e segure o dedo sobre o objeto que deseja fotografar (nesse caso, a Lua). Você também pode tentar escurecer ou clarear o balanço de branco e a exposição." E claro: use sua criatividade para criar uma foto única.

foto da Lua com camera do celular - smartphone
Com um pouco de criatividade, até mesmo com a câmera de seu celular é possível inovar.
Créditos: divulgação

Bill diz inda que utiliza uma câmera do tipo DSLR, e confessa um de seus macetes para fotografar a Lua com perfeição: ele utiliza a configuração de balanço de branco LUZ DO DIA para capturar a Lua, uma vez que a luz do Sol está sendo refletida nela. "Tenha em mente que a Lua é um objeto em movimento. É um ato de equilíbrio entre tentar obter a exposição correta e perceber que a velocidade do obturador precisa ser muito mais rápida."




E a dica mais importante é fotografar a Lua várias vezes, com diferentes configurações, diferentes modos e composições variadas. Cada fotografia possui o seu ajuste, e como diz o famoso ditado: "a prática leva à perfeição".



Imagens: (capa-divulgação) / Richard Cardial / Galeria do Meteorito / divulgação / Bill Ingalls
26/09/15

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

19 comentários:

  1. Legal a matéria.
    Veja algumas fotos que eu tirei da Lua, todas eu uso ISO 100 (https://500px.com/lapetina) .. a Lua não precisa de ISO alto, o que precisa é mudar o método de exposição para pontual em vez de usar matricial, assim o fotômetro vai medir apenas a lua (centro) e não a parte escura do céu e com isso ISO 100 será suficiente. Os detalhes do EXIF das fotos estão logo abaixo da foto na direita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito legal a sua dica Fabio! Obrigado por compartilhar sua experiência com todos! É como foi dito: existem muitas técnicas e métodos que durante a prática nós descobrimos. O importante é sempre treinar bastante, com configurações e técnicas diferentes... Um grande abraço!

      Excluir
    2. Fábio, as fotos ficaram bem bacanas, que lente você usou?

      Excluir
    3. Obrigado "Redação" e "Bahia Mobilidade".

      "Bahia Mobilidade", eu usei uma câmera compacta SUPERZOOM, a CoolPix P520 da Nikon e tudo no Manual.

      Quando eu comecei a tirar fotos da Lua com ela eu não sabia nada, então coloquei no tripé e fui tentando, mas nunca chegava em um resultado bom com configurações mais rápidas, foi então que eu vi um dica de um gringo em um fórum de fotografia onde ele falava o seguinte sobre fotografar a lua.

      Close-up da LUA - Usar o modo de exposição em SPOT (Pontual) pois como a luz que reflete pela lua é muito forte forte, o fotômetro neste modo vai medir apenas o ponto central (Aquele que você colocar) e não vai usar a área escura em volta para calcular a luz (por isso consegui tirar fotos em velocidades rápidas e com ISO baixíssimo), inclusive muitas fotos da Lua de uns 2 anos que eu tirei, eu não utilizei tripé, foram praticamente todas na mão.

      Lua afastada, com paisagem e estrelas - Usar o modo Matrix (Matricial), assim você precisará colocar em longa exposição (usar Tripé) e a foto pegara toda a informação da tela para calcular o fotômetro.

      Essas foram minhas experiências com a Lua a noite, mas com a lua de dia é a mesma coisa e muitos testes.

      Espero ter contribuído com algo!

      Excluir
    4. Ahhh lembrando que esses nomes de MODOS são usados na NIKON e eu sei que CANON e outras marcas alguns modos possuem nomes diferentes, portanto consultem o manual de sua câmera.

      Excluir
    5. Legal Fábio! Com certeza isso ajudará muita gente. Obrigado pelas dicas e por enriquecer a matéria! Abraços!

      Excluir
  2. Olá, minha câmera é a semi profissional da Nikon L330 e eu não consigo encontrar o medidor de luz e nem controlar o iso, se poder me ajudar eu ficaria bastante feliz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mylena!

      Cada câmera é diferente da outra, e infelizmente eu não conheço o sistema da Nikon. Procure no manual por mais informações. Um grande abraço, e ótimos cliques!

      Excluir
    2. Ler o manual e entender o minimo ajuda bastante.

      Excluir
  3. Olá! Adorei as dicas! Gostaria de saber se a lente 55-250mm Canon é uma boa para tirar foto da Lua. Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fabiana, boa tarde!

      250mm não proporciona um zoom muito grande, mas talvez já seja suficiente pra fotografar a Lua como naquela imagem do Capitólio dos EUA (no início da matéria). Com esse zoom, seria legal utilizar árvores ou outras coisas para compor sua fotografia.

      Boa sorte e bons céus! Abraços!

      Excluir
  4. Tenho uma Sony G 720p 16xzoon ópitico, Queria uma orientação como fotografar a lua com essa máquina fotografica?

    ResponderExcluir
  5. Fábio, tirei uma com a seguinte configuração:

    Tirada em: 12/04/2016 00:21
    Camera: Canon EOS DIGITAL REBEL XTi
    Lente: Canon 75-300mm
    ISO: 400
    Foco: f/14
    Distância Focal: 300mm
    Exposição: 1/320s

    Infelizmente para esta foto não dispunha nem de tripé e nem de estabilizador de imagem na lente, mas tive bom resultado.

    Foto:
    https://avmesquita.files.wordpress.com/2016/04/img_0115_full.jpg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ficou boa, mas poste depois pra eu ver a foto sem crop (recorte) algum.. quero ver como que fica em uma 300mm sem o crop na foto.

      Excluir
  6. Ola, vc poderia me ajudar na escolha da camera? Estou em duvida entre a canon sx60 e a sx540....estou me baseando mais no zoom, e por ambas terem wifi, pq nao entendo nada. Moro na Finlandia, e perdi oportu idade de fotografar aurora boreal, pq com celular ou minha sony powershot, nao fotografo nem o por do sol direito....o preco delas aqui e quase o mesmo, uma variacao de 50 euros a mais para a sx60, portanto se vc puder me indicar eu agradeço.

    ResponderExcluir
  7. Bel, eu vou comprar uma semiprofissional da Nikon, minha sobrinha tem uma Canon e eu não acho que seja tão boa, tenho vários amigos que preferem a Nikon. Espero ter ajudado. Grande abraço.

    ResponderExcluir