Equação de Drake: quantas civilizações inteligentes poderiam existir em nossa Galáxia?

equação de drake
Quantas civilizações extraterrestres poderiam estar tentando comunicação neste exato momento?



Certamente você já deve ter ouvido falar na famosa "Equação de Drake". Pra quem não a conhece, trata-se de um cálculo criado pelo astrônomo norte-americano Frank Drake, em 1961, que tem como objetivo estimar a quantidade de civilizações extraterrestres ativas na Via Láctea, que teriam a capacidade de estabelecer uma comunicação.

De acordo com o Instituto de Pesquisa de Inteligência Extraterrestre (SETI), esse cálculo geralmente é descrito como:

equação de drake - vida inteligente


Mesmo que você não seja um mestre em matemática, não é difícil entender a base desse cálculo. Veja:

N = número de civilizações na Via Láctea que poderíamos estabelecer contato

R * = A taxa de formação de estrelas em nossa Galáxia
fp = A fração de estrelas com sistemas planetários
ne = O número de planetas, por sistema estelar, com um ambiente adequado para a vida
fl = A fração de planetas adequados em que a vida realmente possa se desenvolver
fi = A fração de planetas que desenvolvem vida inteligente
fc = A fração de planetas com vida inteligente e que têm o desejo e os meios necessários para estabelecer comunicação
L = O tempo esperado de vida de tal civilização




O grande desafio é que, até agora, os astrônomos não possuem os números exatos dessas variáveis, portanto, qualquer cálculo sobre a equação de Drake não passa de uma estimativa aproximada. Por outro lado, Drake forneceu alguns valores baseados em suas pesquisas:

R* - estimado em 7/ano
fp – estimado em 0,5
ne – estimado em 2
fl – estimado em 0,33
fi – estimado em 0,01
fc – estimado em 0,01
L – estimado como sendo 10.000 anos

De acordo com dados de Drake, se considerarmos apenas as estimativas acima, que são as mais conservadoras e pessimistas, chega-se ao cálculo:

N = 7 × 0,5 × 2 × 0.33 × 0,01 × 0,01 × 10 000 = 2,31

Frank Drake
Astrônomo e astrofísico Frank Donald Drake. Créditos: SETI / Frank Drake

Ou seja, na visão mais conservadora, com os menores números possíveis, chegamos a um resultado médio dizendo que existem na Via Láctea, neste exato momento, cerca de 2 civilizações inteligentes capazes de se comunicar com o ser-humano. Já de acordo com cálculos menos tímidos, outros cientistas menos conservadores chegaram a resultados que variavam de 1.000 até 100.000.000 de civilizações extraterrestres inteligentes vivas atualmente em nossa Galáxia, capazes de comunicação extraplanetária.

O astrônomo Frank Drake tornou-se a primeira pessoa a iniciar uma busca sistemática por sinais de vida inteligente no Universo. Usando o Observatório Nacional de radioastronomia, na Virgínia, EUA, ele criou o projeto que chamava de Projeto Ozma. Drake investigou duas estrelas semelhantes ao Sol: Episilon Eridani e Tau Ceti. Ele foi capaz de escanear frequências próximas de 21 centímetros de comprimento de onda durante seis horas por dia, de Abril até Julho de 1960. O projeto era bem simples, barato e bem elaborado para os padrões modernos, porém, não foi capaz de obter respostas ou pistas.


A busca por exoplanetas e a solução da Equação de Drake

Os astrônomos certamente já imaginavam a existência de planetas fora do Sistema Solar em 1961, mas foi somente em 1992 que o primeiro planeta extrassolar foi descoberto (pelo astrônomo polonês Aleksander Wolszczan), orbitando um Pulsar (PSR 1257+12). Em 1995 o primeiro planeta extrassolar orbitando uma estrela de sequência principal foi confirmado. Chamado de 51 Pegasi b, sua descoberta marcou o início de uma nova era na busca por vida fora da Terra. Não demorou para que dezenas e centenas de outros mundos fossem descobertos nos confins da Via Láctea.




Estimar o número de planetas existentes no Universo não é uma tarefa fácil, mas algumas estatísticas sugerem que na Via Láctea, cada estrela tem uma média de 1,6 planetas, fazendo com que o número de planetas alienígenas chegue aos incríveis 160 bilhões, isso se existirem apenas 100 bilhões de estrelas na Galáxia. Algumas estimativas consideram cerca de 200 bilhões de estrelas, ou até mais...


Quantos mundos podem abrigar vida?

A maioria dos planetas descobertos possuem tamanhos iguais ao de Júpiter, ou maiores, mas isso acontece porque quanto maior for o tamanho do planeta, mais fácil de ser detectado. Uma série de descobertas também mostram panetas chamados de Super Terras, que são ligeiramente maiores do que o nosso, e são considerados por muitos astrônomos como habitáveis. A habitabilidade de um planeta leva em consideração a distância entre ele e sua estrela-mãe, a fim de aumentar suas possibilidades de deter uma atmosfera e de possuir condições climáticas favoráveis.

observatório arecibo, porto rico
Observatório do Arecibo, em Porto Rico, utilizado pelo astrônomo
Aleksander Wolszczan na descoberta do primeiro exoplaneta. 
Créditos: SETI      /      Clique na imagem para ampliar

Encontrar vida fora da Terra (até mesmo vida microbiana), seria um passo muito importante para uma melhor compreensão e resolução da Equação de Drake. Alguns mundos, como Marte e a lua Europa de Júpiter, por exemplo, podem ter abrigado vida no passado, ou pode até mesmo abrigar vida atualmente.




E falando em Equação de Drake, seria impossível não falar sobre o Paradoxo de Fermi, criado pelo físico italiano Enrico Fermi, que durante um almoço com seus colegas em 1950, fez a seguinte indagação:

"A idade do Universo e seu vasto número de estrelas sugerem que a Terra seja um planeta típico, portanto, a vida deveria ser comum no cosmos.
Mas se existem tantos tipos de vida espalhadas pela Via Láctea, e sobretudo, por todo o Universo, por que evidências de espaçonaves e sondas não são vistas?"

Parte do Paradoxo de Fermi poderia ser explicado pelas imensas distâncias entre estrelas e planetas no Universo, mas apesar disso, ainda não conseguimos encaixar todas as peças desse quebra-cabeças, mas é justamente pela sede de respostas que cientistas buscam evidências Universo afora.



Fonte: Wikipedia / Space/ NASA
Imagens: (capa-ilustração/reprodução) / SETI / Frank Drake
04/12/15

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

16 comentários:

  1. Excelente matéria. Pra mim é certo que vida inteligente não é exclusividade do nosso planetinha. O espaço amostral que temos para uma analise probabilista dessa natureza é tão inacreditavelmente grande, que seria um verdadeiro espanto se no final a Terra fosse o único planeta detentor de vida inteligente.

    A grande dificuldade de encontrar vida inteligente (e tecnológica), está relacionado com a questão temporal. A tecnologia de telecomunicação humana tem pouco mais de 100 anos, um espaço de tempo absolutamente irrisório para o tempo de vida da Terra. E mesmo que tivéssemos tecnologia de comunicação a mais de 10 mil anos, ainda assim seria absolutamente insignificante para a escala de tempo do universo.
    Quantas civilizações tecnológicas provavelmente já existiram e desapareceram sem deixar vestígio há milhões ou bilhões de anos atrás?
    Além da questão temporal, ainda tem o problema da própria comunicação em si. Como encontrar esses sinais inteligentes, no meio de centenas de bilhões de estrelas, dentro de nossa galáxia?

    É uma busca com perspectivas pouco animadoras, mas se for descoberta, poderá mudar os rumos da nossa civilização.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bem observado Milton o seu ponto de vista em relação a matéria e também sobre o assusto em geral é bem claro e explicado e tenho uma opinião bem parecida a sua que com certeza em só de imaginar como seria é uma outra civilização em questão cultural e ética também já chega a ser um pouco assustador o que eu já entendo porque ha muitas pessoas que evitam esse tipo de assusto mais voltando na questão de espaço e tempo em uma passagem você citou uma comparação da idade do universo X terra X tecnologia atual a qual é muito importante se atentar a este assunto porque seriamente é um fator indispensável onde podemos chegar e aquela linha que não podemos ultrapassar com a nossa tecnologia atual e a um período futuro, mas quando essa linha for cruzada (e com certeza vai) muita coisa será esclarecida e o ventre do universo será mostrado para nós com certeza eu acredito nisso fortemente e outro ponto que eu queria ressaltar em seu texto são as civilização que já nasceram e morreram. isso mostra que só estamos aqui como um breve suspiro temporal e a qualquer hora não estaremos mais e outras civilização e mundos estarão se formando evoluindo e se fazendo a mesma porque a qual nos questionamos, é muito estranho saber que somos tão pequemos e nossa mente pode transpassar toda barreira que a tecnologia para, para a qual um dia o nosso destino não será nada diferente de muitos outros mundos que já respiram nessa imensidão que é o nosso universo.

      Excluir
  2. Vamos ser sensatos. É óbvio que existem outras formas de vida espalhadas nesse imensurável universo, já vida inteligente é outra conversa. É preciso ser um pouco inteligente para observar e perceber que se houvesse vida em outros planetas e como dizem que eles têm tecnologias avançadas e estão muito a frente de nós, já teriam feito contatos. Da mesma forma que lançamos sondas espaciais para outros planetas, já teriam enviado algumas tbm pra cá. Para saber se algo existe, precisamos de provas concretas.
    As fotos enviadas por sondas lançadas fica evidente que com exceção da Terra, nenhum outro planeta do sistema solar e nem Marte que se assemelha com a Terra são capazes de abrigar forma de vida inteligente.
    Isso é comprovado pela diferença entre a Terra e os planetas já descobertos pelas condiçoes favoráveis para sobrevivência desse tipo de forma de vida.
    Na minha opinião, o que faz milhares de pessoas pensar na existência de vida fora da Terra,é a manipulação que os filmes de ficção fazem na mente das pessoas.Eles alimentam a imaginação popular, como por exemplo Arquivo X, Contatos Imediatos, Independence day.
    Um outro motivo na minha opinião é que essa incessante busca no campo do conhecimento universal, faz com que as pessoas percebam que a solução para os problemas humanos, não está mais nas mãos do homem, diante de tantas lambanças, catástrofes que assistimos diariamente. A própria Ciência tem se mostrado limitada frente a essas questões.
    O dia que eu tiver provas e não somente evidências sobre a existência de vida , além da nossa, serei o primeiro a me retratrar das minhas opiniões contrárias.
    Que me perdoem os católicos, mas da mesma foram que não acredito nas histórias sobre Jesus cristo, na qual acredito que ele seja uma nomenclatura dada pela Igreja Católica, continuarei achando que extraterrestres são fraudes bem arquitetadas para quem tem a mente cega , não suportando a idéia do Universo ter somente um planeta habitável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aplauso! Adorei! Enquanto a religião existir e atrapalhar a investigação científica, a humanidade jamais chegará a lugar nenhum. Seremos salmonelas a morrer na casca do ovo

      Excluir
    2. A questão não é tão simples para uma civilização tecnológica encontrar vida inteligente. É preciso entender como funciona as transmissões, quais frequências são consideradas artificiais, o direcionamento desses sinais, a energia necessária para enviar o sinal, além é claro... da questão temporal. É preciso estar no lugar certo e na hora certa para receber os sinais que viajaram por dezenas, milhares ou milhões de anos.
      Não importa o quão tecnologica é uma civilização, pois a dificuldade da empreitada continuará sendo gigantesca.

      Primeiro é preciso saber que quanto mais longe o alvo, maior tem que ser a potência da transmissão do sinal, isso se a transmissão for omnidirecional, ou seja, transmissão enviada para todas as direções. E o gasto de energia para uma transmissão dessa natureza, é de centenas a milhares de vezes todo o gasto de energia que a humanidade produz anualmente. E pra que? Só para que alguma outra civilização consiga "eventualmente" captar esse sinal. Qual a vantagem disso? Quais os riscos que isso implicaria, ao dar suas coordenadas, para uma eventual civilização mais avançada?! Eis a questão...

      Caso a transmissão não fosse omnidirecional, teria que ser direcionado diretamente para nós, como consequência, gastaria-se menos energia para isso. Porém, uma transmissão direcionada implicaria que eles soubessem que há vida na Terra. E para saber, teriam que ter captado alguma transmissão nossa enviada ao espaço. Porém, a potência de sinal terrestre enviada ao espaço não teria capacidade de viajar tão longe, afinal não enviamos sinais direcionados, mas apenas omnidirecionais de telecomunicações humanas.

      Poderia continuar analisando as diversas dificuldades de encontrar vida inteligente, mas "acho" que você já entendeu onde quero chegar com isso....

      Excluir
  3. "A idade do Universo e seu vasto número de estrelas sugerem que a Terra seja um planeta típico, portanto, a vida deveria ser comum no cosmos.Mas se existem tantos tipos de vida espalhadas pela Via Láctea, e sobretudo, por todo o Universo, por que evidências de espaçonaves e sondas não são vistas?"
    Resposta muito simples: Eles não tem NADA a ganhar querendo saber de religiões idiotas, armas, militarismo, desperdício de dinheiro e tecnologia voltada a morte, ódio, terror, guerras e vidas inocentes perdidas em prol de um deus religioso terrivelmente desumano, inventado pela nossa primitiva cultura decrépita. Eles querem evolução moral, já que a tecnológica têm a transbordar até demais. Se liga bico de luz.

    ResponderExcluir
  4. Adorei essa matéria e se não podemos afirmar que existe vida além da nossa,também não podemos desmerecer aqueles que atestam ter visto algo.È preciso ter sensatez quando o assunto envolve descobrir algo que muitos afirmam ou negam existir. Penso assim,porque qdo a gente nasce o mundo já está pronto e pensado. Passamos uma parte dormindo, trabalhando e se divertindo com todas as formas de entretenimento que nos é fornecido e dentro das nossas condições financeiras. As pessoas criam um foco nisso (horários, responsabilidades, deveres e obrigações). Tudo isso é um sistema de vida do ser humano e se seguirmos tudo isso a cada dia teremos uma recompensa.Isso já está enraizado em cada cidadão e não há como de uma hora para outra insistir para que ele tenha uma realidade diferente e essa nossa realidade é o que sustenta isso e se alguém tiver a visão de existir uma outra vida além daquela que ele conhece no caso de outras civilizações inteligentes, tudo que ele aprendeu a viver vai por água abaixo.
    Temos que entender que a realidade de cada ser humano, não foi criada por ela, apenas obedecem seu sistema de vida e se fecha a qualquer possibilidade de aprender além dos seus limites.
    Einstein disse que a mente que se abre a uma nova idéia, jamais voltará ao seu tamanho original é assim que se compreende o NÂO acreditar de uma pessoa na possibilidade de existir outras civilizações. A mente está limitada e nada e nem ninguém, mesmo com provas concretas irá alcançar a extensão do assunto.
    Prestem atenção: algo não deixa de existir porque alguém não acredita que existe.
    Quanto a qualquer assunto de religião, eu deixo para cada um acreditar ou não baseado na sua fé, porém é complicado rejeitar o fato de alguém que não existiu contribuir de alguma forma q nossa existência. Um abraço a todos e parabéns a equipe da galeria do meteorito que a cada dia surge com belas matérias para fazer nosso dia ser mais gratificante no avanço do conhecimento.

    ResponderExcluir
  5. Adorei essa matéria e se não podemos afirmar que existe vida além da nossa,também não podemos desmerecer aqueles que atestam ter visto algo.È preciso ter sensatez quando o assunto envolve descobrir algo que muitos afirmam ou negam existir. Penso assim,porque qdo a gente nasce o mundo já está pronto e pensado. Passamos uma parte dormindo, trabalhando e se divertindo com todas as formas de entretenimento que nos é fornecido e dentro das nossas condições financeiras. As pessoas criam um foco nisso (horários, responsabilidades, deveres e obrigações). Tudo isso é um sistema de vida do ser humano e se seguirmos tudo isso a cada dia teremos uma recompensa.Isso já está enraizado em cada cidadão e não há como de uma hora para outra insistir para que ele tenha uma realidade diferente e essa nossa realidade é o que sustenta isso e se alguém tiver a visão de existir uma outra vida além daquela que ele conhece no caso de outras civilizações inteligentes, tudo que ele aprendeu a viver vai por água abaixo.
    Temos que entender que a realidade de cada ser humano, não foi criada por ela, apenas obedecem seu sistema de vida e se fecha a qualquer possibilidade de aprender além dos seus limites.
    Einstein disse que a mente que se abre a uma nova idéia, jamais voltará ao seu tamanho original é assim que se compreende o NÂO acreditar de uma pessoa na possibilidade de existir outras civilizações. A mente está limitada e nada e nem ninguém, mesmo com provas concretas irá alcançar a extensão do assunto.
    Prestem atenção: algo não deixa de existir porque alguém não acredita que existe.
    Quanto a qualquer assunto de religião, eu deixo para cada um acreditar ou não baseado na sua fé, porém é complicado rejeitar o fato de alguém que não existiu contribuir de alguma forma q nossa existência. Um abraço a todos e parabéns a equipe da galeria do meteorito que a cada dia surge com belas matérias para fazer nosso dia ser mais gratificante no avanço do conhecimento.

    ResponderExcluir
  6. Ja teria, feito contato !??kkk com essa civilização PODRE ? Como são inteligentes os estraterrestes,claro querem ficar longe dessa nossa civilização nojenta.
    Não são ignorantes como nos seres humanos limitados a ambição,guerra,odio,preconceito,destruição,inveja..,e certo ficarem bem lonje daqui para nao se contaminarem com os Terráqueos podres.

    ResponderExcluir
  7. Ja teria, feito contato !??kkk com essa civilização PODRE ? Como são inteligentes os estraterrestes,claro querem ficar longe dessa nossa civilização nojenta.
    Não são ignorantes como nos seres humanos limitados a ambição,guerra,odio,preconceito,destruição,inveja..,e certo ficarem bem lonje daqui para nao se contaminarem com os Terráqueos podres.

    ResponderExcluir
  8. Vamos raciocinar... Nossa estrela (Sol) tem cerca de 4,5 bilhões de anos, na nossa Galáxia existem estrelas com mais de 10 bilhões de anos. Suponhamos que nessa última estrela, a de 10 bilhões de anos, exista um planeta habitável, com vida inteligente, conseguintemente sua inteligência seria muito superior a nossa (por estarem a mais de 5 bilhões de anos a nossa frente).
    Se existissem já teriam com certeza se comunicado com nós.
    E essas pessoas que afirmam ter visto, não passa de pessoas que não tem o que fazer. Qual é o objetivo da visita deles? (se é que eles existem), apenas observar nosso planeta?
    Agora para para pensar. Se eles vem ao nosso plante é porque são muito mais inteligentes que nós (por serem capazes de chegar até aqui) e se são mais inteligentes não havia necessidade deles virem para cá, se é só para observar, observava através de super telescópios.
    Por isso a resposta é: “Não existe vida fora do planeta Terra, muito menos inteligente”

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você parte da premissa, de uma hipotética civilização com mais de 5 bilhões de anos de existência, um exemplo extremo de sucesso de sobrevivência, para fundamentar o porquê nenhuma outra civilização fez contatos com os terráqueos. Se realmente existisse uma civilização dessa, certamente eles teriam nos encontrado, afinal teriam tempo de sobra para esquadrinhar toda a galáxia. Nisso eu concordo.
      Porém, como esse contato nunca ocorreu, você chega a conclusão que "não existe vida fora da terra, e muito menos inteligente?
      Ai a sua conclusão é ilógica. Você parte de uma premissa extrema, e como ela não se concretiza, todas as outras opções mais realistas também são descartadas?
      Se esqueceu que também somos uma civilização inteligente? Esqueceu que mesmo assim não somos capazes nem ao menos de viajar para o nosso vizinho mais próximo, que é Marte?
      É bom possível que exista vida em Encelado, Europa, etc. Vida ao nivel microscópico. Fora do sistema solar, certamente há vida inteligente. Como sei disso?! Basta saber que o universo tem 100 bilhões de galáxias, cada uma com centenas de bilhões de estrelas e planetas, e você verá que é impossível que só a Terra tenha vida inteligente.

      Excluir
    2. wemerson, você está colocando como exemplo tipos de estrelas apenas conforme a idade, não levando em conta o tamanho da estrela, e a posição dela na galáxia. existem vários tipos de estrelas e posições na galáxia hostis á vida. expressou uma idéia vazia, de argumentos fracos.

      Excluir
  9. a realidade é simples e concreta:A menos que encontremos um modo de atravessar a galaxia para encontrar outros planetas irmãos sem "perder"muito tempo não poderemos comprovar a existência e compartilhar informações instantâneas com outras civilizações,e e mesmo que tenhamos acesso a viagem na velocidade da luz com segurança ainda assim corre o risco de um tripulante da nave ir e voltar de um outro planeta e não encontrar ninguém na terra pra contar a novidade,enfim temos que ter absoluto controle do TEMPO,ESPAÇO E GRAVIDADE ou nunca vamos responder a pergunta se estamos só no universo!

    ResponderExcluir
  10. Essa equação não passa de números, e a Astronomia esta repleta de números gigantescos.

    ResponderExcluir
  11. Varios comentarios aqui, gostaria de deixar minha opiniao tb , desde que o homem começou a ter o dominio das armas o mundo sofre com as guerras, uma civilizacao querendo dominar outra, escravizar matar, se eu fosse um extra terrestre e viesse visitar esse planeta e olhasse tudo q se passou na historia desse mundo, vc acha q eu iria querer contato? Logico q nao fazer contato com uma raça q so pensa em poder, em querer destruir o proximo to fora acredito sim q exista ou existiu vida em outro planeta

    ResponderExcluir