Nave interplanetária fará voo rasante na Terra amanhã, dia 03 de dezembro

Hayabusa 2 - voo rasante na Terra no dia 03 de dezembro
Hayabusa 2 ruma em direção ao asteroide Ryugu, e claro, a Terra dará uma forcinha!



A nave espacial japonesa Hayabusa 2 está em meio a uma missão de seis anos para explorar um asteroide. E nesse dia 03 de dezembro, a gravidade da Terra dará uma "forcinha" para a sonda, que utilizará o nosso planeta para se estilingar em direção ao seu alvo, o asteroide 162173 Ryugu, que Hayabusa 2 deve se aproximar em julho de 2018. Abaixo, uma animação feita pela Agência Espacial Japonesa (JAXA) mostra como será o voo rasante:


A missão anterior, Hayabusa, foi uma missão japonesa histórica, que aterrissou no asteroide 25143 Itokawa, colheu amostras e trouxe-as para a Terra em 2010. Hayabusa foi também a primeira nave espacial projetada para descer no asteroide e decolar novamente. Agora, sua sucessora Hayabusa 2 deve continuar a histórica exploração japonesa de asteroides, ao orbitar Ryugu por um ano e meio. Durante esse tempo, a nave deve implantar 4 sondas e soltar um pêndulo de cobre para abrir um buraco na lateral do asteroide. Hayabusa 2 também irá pousar no asteroide brevemente, pelo menos uma vez, para coletar amostras escavadas pelo pêndulo.

Em dezembro de 2019, a espaçonave se despedirá do asteroide e ligar seus motores iônicos, retornando à Terra, e claro, trazendo consigo preciosas amostras do asteroide Ryugu. Parece ambicioso? Sim, mas se Hayabusa 2 completar ao menos uma parte de sua missão, já podemos considerar um grande sucesso. [confira as últimas notícias da missão Hayabusa 2 no site oficial da JAXA]




A nave espacial em si é pequena. Sua massa é de 590 kg, e suas dimensões são 2 x 1,6 x 1,25 metros, portanto, quando passar por aqui no dia 03 de dezembro, ela não será muito brilhante, e não será possível observá-la a olho nu. Por outro lado, astrônomos profissionais e amadores que tenham acesso a um telescópio grande podem conseguir enxergar a nave espacial. Por conta de sua posição, observadores no Alasca, Havaí e Japão serão favorecidos. A página oficial da missão Hayabusa 2, da JAXA, incluiu alguns gráficos adicionais e um mapa para aqueles que desejam observar a passagem da nave espacial.

Se tudo der certo, em dezembro de 2020, os japoneses terão mais algumas amostras de uma rocha espacial distante, e claro, a humanidade inteira terá avançado mais um grande passo na incessante exploração espacial.



Fonte: JAXA
Imagens: (capa-ilustração/Galeria do Meteorito) / JAXA
02/12/15

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

4 comentários:

  1. Hoje dei uma passada pelo canal NHK e estavam falando justamente sobre isso. Mostraram detalhes sobre a distância mínima que ela ficará da Terra e compararam com a de alguns satélites e a da Lua. Só sabia que era algo sobre uma missão da JAXA, mas aqui fiquei sabendo os detalhes.

    ResponderExcluir
  2. afinal de contas a sonda KEPLER foi desativada ou nao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gabriel. Kepler ainda está na ativa, apesar de ter um dos seus eixos centrípetos pifado (Made in Pequim). Ela ainda analisa os dados recebidos da maneira capenga atual de sua detecção. Muitos exoplanetas ainda serão descobertos... em tranco nem tão rápido como de outrora.

      Excluir
  3. Vamos torcer para que a Sonda Hayabusa 2 detecte vida inteligente naquele planeta azul por onde ela vai passar. Se não detectar nada disso (o que será 99% provável) então todo o Sistema Solar é igual. Segundo informações, a vida nos oceanos daquele planeta é dotada de inteligência e a nos continentes, em plutocracia armamentista pelos contaminantes biológicos. Ewww

    ResponderExcluir