Luas de Saturno se alinham (quase) perfeitamente em foto divulgada pela NASA

luas de saturno alinhadas - Encélado e Tétis
Uma visão magnífica das luas de Saturno!

A sonda Cassini, da NASA está orbitando Saturno por mais de uma década, e tem visto todo o espectro do magnífico "Rei dos Anéis". Mas ainda existe muito a ser explorado e registrado, como mostra essa imagem feita e liberada pela NASA. As luas de Saturno são realmente belíssimas, principalmente quando os anéis de Saturno estão em primeiro plano... mas o que dizer dos satélites saturnianos quando eles se alinham em uma imagem praticamente perfeita?!

Neste exemplo impressionante de timing celestial, no dia 24 de setembro, a sonda Cassini registrou a lua Encélado quase que perfeitamente alinhada na frente da grande lua Tétis. Um fato interessante é que a diferença de tamanho entre essas duas luas de Saturno ficaram muito bem exemplificadas na imagem: Encélado tem 504 km de diâmetro, e Tétis tem 1.062.

luas de Saturno alinhadas
Anéis de Saturno e os satélites Encélado e Tétis, registrados no dia 24 de setembro de 2015 pela sonda Cassini.
Créditos: NASA / JPL-Caltech / SSI

Curiosamente, a distância da sonda Cassini e das duas luas fez com que a imagem refletisse muito bem o diâmetro comparativo entre os dois satélites naturais.

No momento do trânsito das luas, Cassini estava a 2,1 milhões de quilômetros de Encélado, e 2,6 milhões de quilômetros de Tétis. As duas luas estavam afastadas por apenas 500.000 km de distância.




Encélado é de enorme interesse científico para a NASA, sobretudo quando se trata da missão Cassini. Os cientistas descobriram recentemente que Encélado possui um oceano abaixo de sua camada de gelo, e acredita-se ainda que a pequena lua possua os ingredientes essenciais para a vida.

Cassini fez seu último voo rasante sobre Encélado no dia 19 de dezembro de 2015, em um encontro conhecido como E-22 (o 22° sobrevoo), quando chegou a apenas 4.999 quilômetros da superfície da lua de Saturno. Nesse último sobrevoo, Cassini se concentrou em medir a quantidade de calor emitido nas camadas internas abaixo do gelo em sua superfície, algo importante para entender o que está impulsionando a nuvem de partículas de gás e gelo que são ejetadas continuamente a partir de seu oceano escondido.


A animação (acima) nos mostra a trajetória da sonda uma hora antes e duas horas depois do momento mais próximo do grande encontro.

Daqui pra frente, a sonda Cassini não deve fazer outras grande aproximações em Encélado, porém, seus grandes encontros com as luas de Saturno possibilitaram a descoberta de oceanos escondidos, o que abriu um grande caminho na exploração de mundos que por ventura, tenham a capacidade de abrigar vida.







Fonte: NASA / Cassini
Imagens: (capa:NASA/JPL-Caltech/SSI) / NASA / Cassini
23/12/15

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

3 comentários:

  1. DINGOM BÉU DINGOM BÉU NÃO TEM CATALINA NÃO
    O EL NINO TÁ DESABANDO NOS DEU UM ESCALDÃO
    CANOAZINHA PEQUENINA NA ENCHENTE DE BELÉM
    GUARDA CHUVA ESQUECIDO NO VAGÃO DE TREM

    CERVEJA TÁ CARA
    TOMATE E ANGU
    INFLAÇÃO TE PEGA
    PACOTE URUBU

    SALADA É LUXO
    FRUTA NEM PENSAR
    O QUE É QUE FAÇO
    PRA MINHA BARRIGA NÃO RONCAR?

    ResponderExcluir
  2. Para quem tem curiosidade de acompanhar essas sondas da nasa em tempo real, existe um programa distribuido pela Nasa chamado NASA's Eyes, que simula onde está as sondas de cada uma das principais missões, como New Horizon, Cassini e Dawn.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir