Grande explosão solar promete tempestade geomagnética para a noite de Réveillon

tempestade solar na virada do ano
Uma grande tempestade solar pode tomar conta da virada de ano. Quais serão os efeitos?



Após vários dias de calmaria, a grande mancha solar AR2473 entrou em erupção no dia 28 de dezembro, às 12:49 UTC, produzindo uma lenta, mas poderosa explosão solar de classe M1.9. O Observatório Solar Dynamics da NASA registrou o extremo brilho ultravioleta gerado pela explosão:

explosão solar de radiação - mancha solar AR2473
Brilho intenso da explosão solar proveniente da mancha AR2473 registrada pelo SDO.
Créditos: SDO / NASA

A radiação ultravioleta extrema proveniente da explosão solar banhou a parte superior da atmosfera terrestre, ionizando átomos e moléculas, o que interrompeu a propagação habitual de sinais de rádio de ondas curtas no lado diurno do nosso planeta. Um mapa da NOAA mostra a área afetada pelo apagão.

apagão de rádio 28 de dezembro de 2015 - explosão solar
Mapa da NOAA com a área afetada pela explosão solar no dia 28 de dezembro de 2015.
Créditos: NOAA

Operadores de radioamador, marinheiros e aviadores na América do Sul, África e Oceano Atlântico Sul sofreram apagões e turbulências de transmissões abaixo de 20 MHz.

A grande explosão também produziu uma forte Ejeção de Massa Coronal (EMC). As imagens do Observatório Solar e Heliosférico (SOHO) mostram que a nuvem de plasma está vindo quase que diretamente na direção da Terra:



Quais serão os efeitos da tempestade solar na virada de ano?

A nuvem da tempestade deve atingir o nosso planeta provavelmente no dia 31 de dezembro, o que deve desencadear a última tempestade geomagnética de 2015, e a primeira de 2016. Os efeitos que podemos esperar de uma tempestade solar dessa magnitude são de apagões de rádio, falhas nos sistemas de geo-posicionamento (GPS), e claro: belíssima luzes brilhantes nos céus próximos dos pólos, ou as famosas auroras polares!

As tempestades geomagnéticas também representam um risco para astronautas no espaço e satélites que orbitam o nosso planeta, mas graças ao monitoramento espacial, muitos desses satélites (sobretudo os mais suscetíveis a falhas) são desligados temporariamente, a fim de evitar danos maiores e irreversíveis.




A mancha solar AR2374 possui um campo magnético 'beta-gama' instável, podendo gerar novas explosões nas próximas horas. Os meteorologistas da NOAA estimam uma chance de 55% de explosões adicionais de classe M e 10% de chance de novas explosões de classe X.

Lembramos ainda que além da tempestade solar, teremos a oportunidade de avistar um belíssimo cometa durante a virada de ano!

Analistas da NOAA estão realizando simulações para entender qual será o impacto da grande tempestade solar do Réveillon 2016. Fiquem atentos para previsões refinadas e para maiores informações a qualquer momento.

ATUALIZAÇÃO - 30/12 às 20h35

Segundo novas medições feitas pelos meteorologistas espaciais, há 45% de chances de ocorrerem tempestades geomagnéticas leves em latitudes médias, e 90% de chances de ocorrerem tempestades geomagnéticas severas nas latitudes altas no dia 31 de dezembro.

A mancha solar AR2374, responsável pela grande EMC, está diminuindo de tamanho e perdendo poder, portanto é pouco provável que ela gere novas grandes explosões solares nos próximos dias.

Ainda assim, por conta da grande explosão ocorrida no último dia 28, o céu da virada de ano estará encoberto pelas belas auroras polares nas regiões de latitudes altas!





Fonte: NOAA
Imagens: (capa-ilustração:Galeria do Meteorito) / SDO / NASA / NOAA / SOHO / Helioviewer
29/12/15

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

3 comentários:

  1. em 0:07 passa um corpo da direita para a esquerda e logo depois ele desce, acho q é o mesmo corpo já que não teve continuação a esquerda. Confirma isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Confirmo. Minha mulher disse que ia fazer as unhas. Se é ela em mato aquela fujona. Onde teem chapéu com dois furos para vender na internet?

      Excluir
    2. Não é o mesmo objeto. Esse vídeo está sendo exibido em câmera acelerada. Repare no tempo abaixo do vídeo, que mostra que essa gravação foi feita em um intervalo de tempo de 8 horas.

      Excluir