Objeto maior que Júpiter é encontrado vagando em nossa vizinhança cósmica

estrela anã marrom errante - jupiter gigante
Ele tem de 4 a 8 vezes a massa de Júpiter, e viaja solitário pelo espaço...



Uma equipe de astrônomos descobriu um dos mais jovens e mais brilhantes objetos perdidos, pairando livremente pelo cosmos, e relativamente próximo do nosso Sol. Com idade de aproximadamente 10 milhões de anos (um recém nascido na escala de tempo astronômica) o objeto identificado como 2MASS J1119-1137 tem entre quatro e oito vezes a massa de Júpiter, e, portanto pode ser um planeta gigante ou uma pequena estrela anã marrom.

Usando dados do Observatório WISE da NASA e de outros telescópios terrestres, o objeto 2MASS J1119-1137 foi identificado por sua assinatura de luz através de uma combinação de imagens óticas e infravermelhas. "Identificamos o 2MASS J1119-1137 pela sua assinatura de luz altamente incomum", explica a principal autora do estudo, Kendra Kellogg, do Departamento de Física e Astronomia da Universidade de Western Ontario. "Ele emite muito mais luz no infravermelho do espectro, o que sugere um objeto recém-nascido."

Objeto vagando no espaço
Ilustração artística de objeto errante. Créditos: Chris Butler

Quando a luz das estrelas distantes passa pelas grandes extensões de poeira em nossa galáxia até chegar em nossos telescópios, ela tende a ficar avermelhada, o que pode confundir estrelas distantes com planetas jovens e mais próximos de nós. Sabendo disso, os astrônomos verificaram seus resultados usando o instrumento espectrógrafo FLAMINGOS-2 no telescópio Gemini Sul, no Chile. "Nós confirmamos que o objeto 2MASS J1119-1137 é de fato um jovem objeto na vizinhança solar, e não uma estrela avermelhada distante," diz Stanimir Metchev, também da Universidade de Western Ontario.




Ainda não satisfeitos, a equipe de astrônomos queria determinar qual era a idade desse estranho objeto. "Nossas observações mostravam que ele tinha menos de 200 milhões de anos, mas não sua idade precisa", disse Stanimir.

estrelas do grupo TW Hydrae
Objeto 2MASS J1119-1137 é associado ao grupo
da estrela TW Hydrae. Créditos: Carnegie Institute

A peça final do quebra-cabeça foi encontrada por Jonathan Gagné, do Instituto Carnegie, ao utilizar um instrumento mais eficiente para a espectroscopia de infravermelho, o espectrógrafo FIRE do telescópio Baade de 6,5 metros de abertura, no Chile. O instrumento FIRE permitiu a compreensão da luz emitida pelo objeto, revelando que na verdade ele pertence a um grupo de estrelas da vizinhança solar. Esse grupo contém pouco mais de 20 estrelas recém-nascidas, com cerca de 10 milhões de anos apenas. Todas elas se deslocam em conjunto através do espaço, e estão associadas a estrela TW Hydrae.

"Demonstrar que 2MASS J1119-1137 está associada ao grupo de TW Hydrae, com apenas 10 milhões de anos, é realmente emocinante", disse Jonathan Gagné.

Localizada a 95 anos-luz de distância, 2MASS J1119-1137 quase bateu o recorde de objeto errante mais brilhante, que é mantido atualmente por um outro objeto conhecido como PSO J318.5? 22, descoberto há alguns anos. No entanto, o objeto J318.5 PSO? 22 é mais massivo, e tem 23 milhões de anos.




"Descobrir objetos errantes gigantes que vagam livremente pelo espaço é uma oportunidade para estudar a natureza dos planetas gigantes fora do Sistema Solar", conclui Kendra, que disse ainda que "encontrar candidatos a planetas errantes é uma tarefa muito mais fácil do que encontrar exoplanetas que orbitam estrelas. Os objetos errantes estão à deriva, e não têm estrelas hospedeiras que sobrecarregam com seu brilho excessivo".



Fonte: NASA / JPL / Carnegie Institute / Western Ontario University / DailyGalaxy
Imagens: (capa-ilustração/divulgação) / Chris Butler / Carnegie Institute
11/04/16


Gostou da nossa matéria?
Curta nossa página no Facebook
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

46 comentários:

  1. Respostas
    1. Os objetos errantes estão à deriva, e não têm estrelas hospedeiras! Como assim? Estão à deriva? Deriva pra onde? Sempre soube que planetas, satelites, e outros astros sempre orbitam algo maior, que os atrai. Não entendi esta de estar a deriva. Entao este dito planeta, nao é atraido por nada , simplesmente vaga como um cometa?

      Excluir
    2. simples ele é um objeto que se move pelo espaço, ele pode ter se formado apartir de uma nuvem de gás a parte ou pode ter escapado do campo gravitacional da estrela a partir de interações gravitacionais com outros objetos no sistema

      não existe nada que impeça de uma planeta vagar pelo espaço oras, ele é um objeto e pode vagar livremente, aliás existe uma quantidade enorme desses objetos por ai

      tudo o que tem massa tem gravidade e tudo o que tem gravidade pode interagir com tudo o que tem gravidade

      uma bola de ping pong pode orbitar uma bola de basquete se estas estiverem longe de influencias gravitacionais maiores

      Excluir
    3. simples ele é um objeto que se move pelo espaço, ele pode ter se formado apartir de uma nuvem de gás a parte ou pode ter escapado do campo gravitacional da estrela a partir de interações gravitacionais com outros objetos no sistema

      não existe nada que impeça de uma planeta vagar pelo espaço oras, ele é um objeto e pode vagar livremente, aliás existe uma quantidade enorme desses objetos por ai

      tudo o que tem massa tem gravidade e tudo o que tem gravidade pode interagir com tudo o que tem gravidade

      uma bola de ping pong pode orbitar uma bola de basquete se estas estiverem longe de influencias gravitacionais maiores

      Excluir
    4. A matéria diz que está localizado a 95 anos luz da terra.

      Excluir
  2. Vagar livremente é pq ele não está orbitando uma estrela, mas certeza que ele está sob influência da gravidade da via láctea e pode estar sob influência de algum objeto com maior gravidade mas não apresenta uma órbita regular, pode inclusive estar definindo sua órbita enquanto vaga aparentemente livre. Se estiver errado por gentileza me corrijam.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Devido a distância entre as galáxias, deve haver algum momento em que os corpos ficam sem influência gravitacional alguma (em relação a elas), mas a inércia faz com que eles mantenham o movimento e possam entrar no raio de ação de algum campo gravitacional de tempos em tempos.

      Excluir
    2. a gravidade não acaba, ela vai diminuindo conforme a distancia aumenta

      Excluir
    3. Então um objeto a 32 milhões de anos luz também sofre influência gravitacional do nosso Sol?

      Excluir
    4. Depende da quantidade de matéria que os corpos celestes possuem! porque o que gera a gravidade e os campos gravitacionais, são as massas dos corpos celestes que podemos chamar de matéria, ou seja, a gravitação tendem a ocorrer em objetos próximos em relatividade as suas massas.

      Exemplo: Se um corpo celeste for grande o suficiente,(possuir muita matéria ou muita energia, a qual é provocada por ação da matéria, ou seja, também é uma matéria) pode sim exercer atividade gravitacional a outros corpos celestes de suas proximidades ou até mesmo de suas extremidades mais periféricas, isso vai depender do quanto de energia o corpo celeste libera, e de quão grande é a sua matéria.

      Excluir
  3. Muita gente tem medo de que o mundo acabe por causa de uma colisão com algum corpo celeste, mas se um gigante desses cortasse as órbitas dos planetas do sistema solar, já deveria bastar para dar fim à vida humana na Terra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele interferiria na harmonia gravitacional do sistema solar nem suas movimentações corretas e por golpe de 'azar', daqueles que estivessem passando próximo, na medida de sua passagem, fora detritos que ele junto empurraria do própria sistema solar ou do que já estivesse ao redor dele acompanhando, os espalhando, mesmo ele não se chocando ou passando próximo!...

      Excluir
    2. Ola. Sou 110% leigo no assunto. Mas a Lua de alguma maneira interfere a harmonia gravitacional do sistema solar?

      Excluir
  4. PORTAL -GNA - www.portal-gna.blogspot.com.br - Assim devemos entender algumas verdades astronômicas, e em relação ao texto acima, é fácil entender que objetos vagam constantemente pelo espaço cósmico, e citá-los é desnecessário.Uma Galáxia, um Sistema Solar e tudo que neles contenham, possuem suas formas, tamanhos e velocidades determinadas e quando o mais veloz chega perto de um sistema com menor velocidade, pode acontecer três fatores, o primeiro ser um dos dois imensos, e nada acontecer, passar sem ser notado. Segundo, um sistema destruir o outro. Terceiro, um dos sistemas, o mais forte ser atraído e nele passar a pertencer. Com relação ao possível Planeta X, 12 Planeta, Hercólubus, Astro Higienizador e etc, tudo poderia ou não acontecer, pois o mesmo recebe atração do Sol Central da nossa Galáxia e ao mesmo tempo uma retração menor do nosso Sol ... passar em órbitas mais perto de um corpo Planetário, com certeza, grandes problemas e imensos cataclismos aconteceriam ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Sol Central da nossa Galáxia". Mas no centro da nossa galáxia existe na verdade é um buraco negro supermassivo. Não é isso?

      Excluir
    2. "retração"? a força gravitacional é sempre atrativa, proporcional às massas envolvidas e ao quadrado da distância entre elas. Um corpo massivo passando no por e qualquer outro sistema causaria neste (e em si mesmo) enormes instabilidades (arremessando cometas pra todo lado, quebrando o que tivesse no caminho, ou passaria a orbitar o Sol (estão falando de um corpo muitas vezes mais pesado que Júpiter (o que ainda é muito mais leve que o Sol...))

      Excluir
  5. Pera lá véi, dizer q um objeto desses "está vagando em nossa vizinhança" ou "relativamente próximo do Sol" é no mínimo uma piada de mau gosto pra tentar fazer sensacionalismo com a notícia, quando eu li isso, achei que estivesse praticamente a menos de 1 ano luz de distância ou até menos, mas pelo q está escrito, ele se encontra a 95 anos luz de distância, ou seja, aproximadamente 24 vezes mais distante do que a estrela mais próxima do Sol, a Próxima Centauri, em termos astronômicos isso pode ser "pouco", mas dizer q está próximo ou na vizinhança do Sol já é forçar a barra, fala sério...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 95 anos luz é na vizinhança do Sol? Então posso afirmar que o Obama é meu vizinho!Um tanto quanto sensacionalista esse título ne GDM?

      Excluir
    2. Eu também achava que o planeta estava mais próximo, porém ainda assim ele está de fato vagando em nossa vizinhança. Devemos lembrar que a nossa galáxia tem uns 100 mil anos luz de diametro...

      Excluir
    3. Milton Kajita, o obejeto mencionado não é um planeta e sim um grupo de estrelas

      Excluir
    4. Se considerar que a Via Láctea tem 100.000 anos-luz de diâmetro, e que estamos a aproximados 26.000 anos-luz do seu centro, 95 anos-luz é, sim, nossa vizinhança cósmica.

      Excluir
    5. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  6. Qual a rota deste planeta errante? Descreve uma elipsoide, ou tem um caminho reto atravessando sistemas solares, sem colidir com nada? E se ele for engolido por um buraco negro? No que poderia se transformar? O importante é saber a rota dele, se é cirular ou se é retilinea, atravessando varios sistemas solares?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara a matéria diz que o tal objeto é apenas um grupo de estrelas

      Excluir
    2. O objeto É um grupo de estrelas?! Acho que não foi bem isso que o texto quis dizer. O objeto em questão PERTENCE a um grupo, o que é bem diferente.

      Excluir
    3. Sim pertence a um grupo e está muito longe daqui para causar qualquer transtorno. Podemos ficar tranquilos.

      Excluir
    4. E embora o texto não tenha dito que seja uma estrela, ele também não define o que pode ser, podendo haver a possibilidade inclusive ser mesmo uma estrela.

      Excluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Respostas
    1. Se fosse, acho que estaria bem mais próximo, do contrário, até chegar aqui, já teríamos sido engolidos pelo sol.

      Excluir
  9. delanilson, eu só vou ficar tranquilo (ou não) quando definirem qual a rota deste corpo ;)

    ResponderExcluir
  10. Será que esse 'errante' pode vim buscar informações por aqui?

    ResponderExcluir
  11. Será que esse 'errante' pode vim buscar informações por aqui?

    ResponderExcluir
  12. Ele deve estar fora do nosso sistema solar, caso contrario estaria orbitando como planetas em torno do Sol.....

    ResponderExcluir
  13. relaxem glr esse planeta na vdd e o ....

    ResponderExcluir
  14. e Esse negosso pode trazer alguma ameaça para Terra

    ResponderExcluir
  15. e Esse negosso pode trazer alguma ameaça para Terra

    ResponderExcluir
  16. Esse é o tal Nibiru entao? Olha o sensacionalismo em.

    ResponderExcluir
  17. Esse é o tal Nibiru entao? Olha o sensacionalismo em.

    ResponderExcluir