Sonda Rosetta se prepara para realizar mergulho mortal em cometa

sonda Rosetta vai colidir com o cometa 67P-C-G
Após mais de 12 anos no espaço, Rosetta se prepara para seu fim, que será tão histórico quanto sua épica jornada!



Após uma década de hibernação, Rosetta chegou ao cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko em janeiro de 2014, quando despertou para sua tarefa de coletar dados e estudar um cometa bem de perto, numa missão histórica e inesquecível. Mas agora, no dia 30 de setembro, Rosetta vai se despedir de todos nós ao realizar uma queda proposital na superfície do cometa 67P/C-G.

Os controladores da missão irão lançar a sonda em direção ao cometa, o que deve durar 20 minutos. O impacto está previsto para acontecer logo pela manhã de sexta-feira, por volta das 07h40 pelo horário de Brasília (10:40 UTC). A câmera de alta-resolução, OSIRIS, irá capturar imagens da descida da sonda, registrando em tempo real os momentos anteriores a colisão.




Mas por quê a missão vai terminar assim, tão abruptamente? Bem, o fator principal é a falta de energia. Rosetta (junto com o cometa) está se distanciando cada vez mais do Sol, e assim, está recebendo pouca energia solar para recarregar sua baterias, o que já era previsto. A distância entre a sonda e o Sol está crescendo cerca de 1 milhão de quilômetros por dia, dificultando cada vez mais a recarga das baterias.

Além disso, a sonda Rosetta já está no ambiente interplanetário há 12 anos, e já apresenta sinais de comprometimento em seus aparelhos, afinal, não é nada fácil perseguir um cometa que ejeta poeira, e ao mesmo tempo, receber radiação extrema do nosso Sol.




Desde o dia 9 de agosto, Rosetta tem realizado diversos sobrevoos rasantes no cometa, o que contribuiu para registrar imagens fantásticas, e também para estudar um pouco mais o famoso cometa. No dia 5 de setembro, Rosetta passou a 1.9 km da superfície de 67P/C-G, e registrou o local de seu futuro impacto, chamado de Região de Ma'at, no lóbulo menor do cometa. As 15 grandes aproximações entre a sonda e o cometa já foram realizadas.

Região de Ma'at, onde a sonda Rosetta irá colidir
Região de Ma'at, onde a sonda Rosetta deve colidir.
Créditos: ESA / Rosetta

O começo do fim acontece já no dia 29 setembro, quando Rosetta experimentará 14 horas seguidas de queda livre em direção ao cometa, e claro, coletará dados e imagens enquanto isso. Segundo os controladores da missão, as últimas imagens feitas por Rosetta acontecerão quando a sonda estiver a apenas algumas dezenas de metros de altura da superfície.

Já pensou se todos nós pudéssemos acompanhar esse momento histórico? Pois nós podemos, e teremos uma transmissão ao vivo, aqui em nosso site, com imagens em tempo real feitas pela sonda durante sua descida até o cometa. Não perca! É nessa sexta-feira!

Como vai acontecer a colisão da sonda com o cometa
Um resumo simples dos últimos momentos principais da sonda Rosetta até a colisão com o cometa 67P/C-G.
Créditos: ESA

O impacto não será catastrófico ou violento como estávamos imaginando, pois a sonda encostará na superfície do cometa na velocidade média de uma caminhada de um ser-humano, ou seja, praticamente um pouso controlado. Assim como aconteceu com Philae, seu pousador, Rosetta deve ricochetear no solo algumas vezes. Ainda de acordo com os controladores da missão, algumas partes da sonda devem se quebrar no momento da queda.




Levando em consideração os 40 minutos que leva para a luz viajar da sonda até a Terra, a confirmação do impacto deve vir por volta das 08h20 pelo horário de Brasília (11:20 UTC).

Será um momento empolgante, porém, um tanto nostálgico, afinal, acompanhamos Rosetta por tantos anos. Mas a parte boa dessa história é que os dados captados por ela deixarão os cientistas ocupados por muito, muito tempo. O legado de Rosetta ainda pode nos fornecer informações valiosíssimas mesmo daqui a vários anos...




Imagens: (capa-ilustração/ESA) / ESA / Rosetta
28/09/16


Gostou da nossa matéria?
Curta nossa página no Facebook
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 comentários:

  1. Pena o Philae ter perdido o contato tão cedo, mas a missão em si será um marco para a exploração espacial.

    ResponderExcluir
  2. Verdade, a missão espacial mais incrível das últimas décadas.

    ResponderExcluir