Gigantesco asteroide metálico pode ter água em sua superfície

Asteroide de ferro tem água em sua superfície
"Nós não esperávamos que um asteroide metálico como o Psyche poderia ser coberto por água, ou hidroxila" - Vishnu Reddy, professor assistente no Laboratório Lunar e Planetário da Universidade do Arizona



Astrônomos descobriram que o maior asteroide do tipo metálico no Sistema Solar pode ter água em sua superfície. Mas como assim???

O asteroide, chamado 16 Psyche, é um dos maiores corpos do Cinturão de Asteroides. Pesquisadores acreditam que essa rocha de 300 quilômetros de diâmetro, composta basicamente por ferro e níquel, tenha sido alvo de inúmeros impactos a bilhões de anos atrás.

Observações anteriores não haviam encontrado nenhum vestígio de água na superfície de Psyche, mas de acordo com Vishnu Reddy, professor assistente no Laboratório Lunar e Planetário da Universidade do Arizona, novos dados do Telescópio Infravermelho da NASA mostram evidências de água ou hidroxila (uma molécula composta por um átomo de hidrogênio e um átomo de oxigênio) em sua superfície. Hidroxila existe na Terra, mas é muito reativa, tendendo a se combinar com outros compostos, e na verdade, pode até remover outros compostos do ar.

Comparação de tamanhos em escala - asteroide Psyche
Comparação de tamanhos em escala entre o asteroide Psyche e outros corpos do Sistema Solar.
Créditos: NASA / Universidade de Helsinki / JPL         Adaptação: Galeria do Meteorito

"Nós não esperávamos que um asteroide metálico como o Psyche pudesse ser coberto por água, ou hidroxila", disse Vishnu em um comunicado. "Acreditava-se que os asteroides ricos em metais, como o Psyche, eram formados em condições muito secas, e claro, sem a presença de água ou hidroxila, então essa descoberta nos deixou abismados."




O resultado do estudo foi apresentado oficialmente no 48° Encontro da Sociedade Astronômica Americana, na divisão de Ciência Planetária, e também no 11° Congresso Europeu de Ciência Planetária, na Califórnia, EUA.

A pesquisa liderada por Driss Takir da U.S. Geological Survey, e por Vishnu Reddy, e foi aceita para publicação na revista The Astronomical Journal.

A água pode ter sido depositada na superfície de Psyche através de grandes impactos de asteroides menores que continham voláteis como carbono, hidrogênio e água, de acordo com Vishnu.




Atualmente, a NASA está revisando sua proposta de enviar uma sonda para o asteroide Psyche, o que poderia solucionar a questão se o asteroide é coberto por água ou hidroxila. De acordo com um comunicado feito pela NASA, a sonda enviada ao Psyche iria orbitar o gigante asteroide por cerca de 6 meses, estudando sua topografia, superfície, gravidade, capo magnético e outros detalhes.



Imagens: (capa-ilustração/JPL/Corby Waste) / NASA / Universidade de Helsinki / JPL / Galeria do Meteorito
28/10/16


Gostou da nossa matéria?
Curta nossa página no Facebook
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um comentário:

  1. Óxente? Psyche? Bóra fio pra Psyche. São Paulo é pra fracos óxente. Péga o jegue, encilha i vamu saí dessa sêca pindaíba daqui do árido Ceará... ê vidona marvada. Psyche Tem água i nóis tamo cum sede.

    ResponderExcluir