RIP Schiaparelli - Sonda europeia sofreu uma forte colisão na superfície de Marte

sonda europeia colidiu fortemente na superfície de Marte
O fim de Schiaparelli foi confirmado, e tudo indica que o impacto na superfície do Planeta Vermelho foi realmente violento



A suspeita de um "desastre" foi confirmada pela Agência Espacial Europeia (ESA). O pousador Schiaparelli realmente não conseguiu efetuar seu pouso controlado, e algumas fotografias do local onde deveria ter acontecido o pouso, mostram uma cena nada agradável.

local de queda da sonda europeia Schiaparelli, em Marte
Imagens mostram o antes e o depois da queda da sonda Schiaparelli, onde podemos ver o ponto brilhante (pára-quedas) e a mancha escura (cratera de impacto da sonda. As imagens têm uma resolução de 6 metros por pixel,
e foram feitas pela sonda Mars Reconnaissance Orbiter.
Créditos: NASA

Como podemos ver nas imagens feitas pela sonda Mars Reconnaissance Orbiter, o pousador Schiaparelli parece ter colidido fortemente na superfície do Planeta Vermelho. As imagens foram feitas no dia 20 de outubro, apenas um dia após a sonda perder contato com a Terra. Cerca de um minuto antes do pouso, os controladores pararam de receber atualizações da sonda, e muitos já especulavam que a sonda podia ter sofrido uma colisão.

queda da sonda schiaparelli - imagens
Imagem superior mostra o local de pouso da sonda Schiaparelli. As imagens inferiores mostram o antes (esquerda) e o depois (direita) da queda da sonda na superfície marciana.
Créditos: NASA / JPL-Caltech / MSSS / Arizona State University

Um dos pontos brilhantes está associado ao pára-quedas de 12 metros de diâmetro, utilizado na segunda fase da descida. Tudo indica que o pára-quedas se abriu cedo demais, o que impossibilitou o pouso controlado como estava previsto.




O mancha escura difusa, que também aparece nas imagens, é uma cratera de 15 x 40 metros de diâmetro, a cerca de 1 km ao norte do pára-quedas. Essa mancha, segundo os cientistas, seria a cratera de impacto criada pelo módulo Schiaparelli após sua queda livre em solo marciano.

Segundo os controladores da missão, o pára-quedas se abriu muito cedo, portanto os propulsores que deveriam frear a sonda, também foram ligados mais cedo do que o esperado, e consequentemente, se desligaram antes da sonda tocar o solo. Este foi o momento em que a sonda começou sua queda livre e acabou colidindo com a superfície do Planeta Vermelho. Estimativas preliminares apontam que a sonda Schiaparelli sofreu uma queda livre de 2 ou 4 km de altitude, atingindo a superfície marciana a mais de 300 km/h, A mancha escura pode ser apenas uma cratera ou até mesmo vestígios de uma possível explosão causada pelo impacto.




A trajetória da descida do módulo foi observada a partir de três locais diferentes, e as equipes responsáveis estão confiantes de que serão capazes de reconstruir a cadeia de eventos com grande precisão, e assim, entender exatamente porque os propulsores param de funcionar bem antes do esperado.



Imagens: (capa: NASA/ilustração) / NASA / JPL-Caltech / MSSS / Arizona State University
24/10/16


Gostou da nossa matéria?
Curta nossa página no Facebook
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

3 comentários:

  1. Boa noite. Gostaria de saber se esta sonda pousaria nas proximidades de onde se encontra o Curiosity, ou seria do outro lado de Marte? Obrigada. A propósito, este site poderia trazer notícias atualizadas do Curiosity, nunca mais li nem vi nada deste rover. Obrigada mais uma vez.

    ResponderExcluir
  2. Lamentável esse acidente, uma grande perda, pois gostaríamos de informações de outras fontes e não ficarmos dependentes dos norte americanos, pois nem sempre podemos estar recebendo informações verdadeiras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o objetivo principal desta sonda era mais testar os sistemas de pouso para preparar outra missão

      pousando ou não foi um "sucesso"

      Excluir