Brasileiros descobrem novo cometa ao redor do Sol

cometa descoberto por brasileiros - C-2017 D2 - Barros
C/2017 D2 (Barros) é o mais novo cometa brasileiro na orbita do Sol!

A produtiva equipe do Observatório SONEAR, localizado em Minas Gerais, já é responsável por diversas descobertas de cometas e asteroides. E agora, um novo cometa descoberto pelo observatório mineiro acaba de ser confirmado pelo Minor Planet Center, da União Astronômica Internacional.

Batizado C/2017 D2 (Barros), o cometa foi detectado pela primeira vez no dia 23 de fevereiro de 2017, pelo astrônomo João Ribeiro de Barros. Em seguida, após anunciarem a descoberta, outros observatórios, como o Mount John, na Nova Zelândia, observaram o mesmo objeto, que foi então confirmado pela União Astronômica Internacional no dia 1° de março.

O cometa C/2017 D2 (Barros) tem uma órbita altamente alongada, e com uma inclinação de 31 graus. Atualmente, ele se encontra entre as órbitas de Marte e Júpiter, mas chegará a uma proximidade de 375 milhões de quilômetros do Sol durante seu periélio (máxima aproximação com o Sol), que acontecerá no dia 12 de julho de 2017.

animação da órbita e inclinação do cometa C/2017 D2 Barros
Animação nos mostra a órbita, a inclinação e o ponto de máxima aproximação do cometa C/2017 D2 (Barros) com o Sol.
Créditos: SBDB / JPL         Edição: Galeria do Meteorito

"Devido ao pouco tempo de observação, ainda não temos claro se a órbita é parabólica ou uma elipse de longo período. Talvez daqui alguns meses tenhamos esta resposta mais precisa", informou um responsável do Observatório SONEAR ao site Galeria do Meteorito.


Referente ao tamanho estimado do cometa, o Observatório SONEAR nos informou que "não é possível estimar o tamanho do núcleo do cometa, pois como ele está envolto em uma nuvem (coma) somente com radar ou com mais observações específicas consegue-se determinar."




Quanto a possibilidade de ser observado a olho nu, a equipe do SONEAR informou que o cometa atingirá no máximo a magnitude 16, o que está longe de ser visível a olho nu. Por outro lado, com um bom telescópio é possível detectá-lo nos céus antes que ela siga rumo ao Sistema Solar exterior.


SONEAR - um observatório exemplar no hemisfério sul

O cometa C/2017 D2 (Barros) já é o quinto descoberto pela equipe, que também é responsável pela descoberta de dezenas de asteroides e Objetos Próximos da Terra (NEO).




O Observatório é particular, e os integrantes da equipe são: Eduardo Pimentel (advogado), João Ribeiro de Barros (professor) e Cristóvão Jacques (engenheiro). O instrumento principal de detecção é um telescópio de 457 mm de abertura, que fica na cidade de Oliveira, em Minas Gerais, e é operado remotamente.

Em janeiro de 2014, o cometa C/2014 A4 (Sonear) foi o primeiro a ser descoberto pela equipe, e desde então, as descobertas não pararam. O Observatório SONEAR é um grande exemplo de determinação, dedicação e profissionalismo, que contribui para a ciência brasileira e mundial, abrindo novos horizontes para programas científicos autônomos.




Parabéns a toda equipe do Observatório SONEAR, em especial, a João Ribeiro de Barros pela grande descoberta!


Imagens: (capa-SBDB) / SBDB / JPL / Galeria do Meteorito
02/03/17

Gostou da nossa matéria?
Curta nossa página no Facebook
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no Facebook, YouTubeTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

5 comentários:

  1. Parabéns a toda equipe. São pessoas assim, determinadas e com espírito desbravador, que a astronomia brasileira precisa.\o/

    ResponderExcluir
  2. finalmente essa é a única esperança inteligente que temos do Brasil... porque o resto... aff...
    Parabéns à equipe!

    ResponderExcluir