Fitas sigilosas da NASA foram encontradas em porão de engenheiro falecido

fitas sigilosas da NASA foram encontradas
Homem que havia trabalhado pra NASA na "corrida espacial" tinha algumas recordações em sua casa que chamaram a atenção de certas pessoas...





Dois grandes computadores da NASA da era Apollo e mais de 300 fitas magnéticas de gravação foram encontrados no porão de um engenheiro em Pittsburgh, nos EUA. O engenheiro morreu em 2015, de acordo com informações divulgadas pela mídia local.

Tudo aconteceu em novembro de 2015, quando um "sucateiro" foi chamado para limpar o porão de um engenheiro da IBM que havia falecido recentemente. O tal engenheiro já havia feito um trabalho para a NASA no auge da "corrida espacial".



O homem que foi chamado para fazer o trabalho de limpeza encontrou 325 fitas de gravação e dois computadores gigantes, e tudo estava marcado como "Propriedade da NASA".




Em seguida, o profissional entrou em contato com a NASA, informando sobre o achado, e em seguida, o Escritório do Inspetor Geral da NASA (OIG), que funciona como polícia investigativa da agência, realizou uma investigação. O site de notícias Ars Technica conseguiu acessar o conteúdo do relatório do OIG através de um pedido que invocou a Lei de Liberdade de Informação. Você pode acessar o relatório oficial da OIG NASA clicando aqui.

OIG NASA
Créditos: OIG NASA / divulgação

O herdeiro do engenheiro ficou preocupado com toda aquela história de investigação. "Diga à NASA que esses objetos não foram roubados", disse ele ao coletor de sucatas, de acordo com o relatório do OIG. "Eles pertenciam ao Centro Allegheny da IBM, em Pittsburg. E realmente a história fez sentido, já que a IBM havia realizado trabalhos para a NASA, e entre 1968 e 1972, estava se desfazendo de vários itens da agência. Logo, o engenheiro teria questionado se ele poderia ficar com os computadores e as fitas da NASA como "recordação", e a empresa respondeu que sim, ele poderia, de acordo com o herdeiro.


Mas o que tinha nessas fitas e computadores da NASA?

Ainda de acordo com o relatório liberado pelo OIG da NASA, a agência espacial teria entrado em contato com a família do engenheiro falecido alegando que não precisaria dos computadores de volta.




Após uma investigação minuciosa, uma arquivista da NASA detalhou o conteúdo das fitas: 93 delas tinham dados da Pioneer 10 e da Pioneer 11, missões com destino a Saturno e Júpiter que ocorreram no início dos anos 70.

Ilustração artística da sonda Pioneer 10 se aproximando de Júpiter em 1973
Ilustração artística da sonda Pioneer 10 se aproximando de Júpiter em 1973.
Créditos: NASA

Cerca de 17 fitas tinham gravações das missões Pioneer 8, Pioneer 9, Helios 1 e Intelsat IV, porém, a maioria das fitas - cerca de 215 delas - não pôde ser identificada. A NASA determinou que todas essas fitas sem identificação, que estavam mofadas e em estado ruim, fossem destruídas, já que não continham dados históricos significativos... o que gerou algumas "controvérsias" (pra dizer pouco)...


Confusões astronômicas

Não é de hoje que a NASA se vê envolvida em atitudes controversas e inacreditáveis, principalmente envolvendo registros históricos de missões, apagando ou descartando (com aparente desenvoltura) fitas históricas que podem conter dados de valor inestimável.

Em 2006, a NASA revelou publicamente que havia perdido as fitas originais das gravações da chegada do homem à Lua, e as cópias (que bom que eles tinham cópias) foram reutilizadas e gravadas por cima, sem querer...




Agora, mais uma vez, fitas "mofadas" de possíveis missões históricas foram incineradas, pois os especialistas da NASA não conseguiam ver o que havia gravado nelas....

E você? Descartaria suas antigas fitas mofadas da mesma forma que Agência Espacial Norte-Americana fez?


Imagens: (capa-ilustração) / OIG NASA / divulgação
27/07/17


Gostou da nossa matéria?
Curta nossa página no Facebook
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no Facebook, YouTubeTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

6 comentários:

  1. Tudo papo pra boi dormir. Mentem com uma naturalidade que chega impressionar... mas, oquê mais impressiona, é que acreditam que suas justificativas, possuem credibilidade!
    Bestiais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. - quem tem credibilidade é a AEB!! isto sim é agencia espacial!!!

      Excluir
  2. Olha, eu acredito que a NASA faça essas coisas com um intuito proposital de causar polêmica.Para ficar aquela mística no ar, "a NASA mente, ela esconde as coisas"... Se não fosse algo proposital, duvido e muito que uma empresa séria faria isto. Agora por outro lado se não for proposital, é a prova cabal de que empresas estatais são todas um lixo mesmo.

    ResponderExcluir
  3. Mais uma "Teoria da Conspiração" começando em 3...2...1...
    tenho fitas k7 guardadas aqui em casa há anos, quando fui us´-las, estavam todos mofadas e tive que descartá-las, infelizmente. Essa tecnologia dos anos setenta não foi feita pra sobreviver tanto tempo assim, a não ser se, guardadas devidamente em ambiente propício. Já em um porão, tiveram sorte de sobreviver por tanto tempo.
    Por favor, não comecem a inventar 'estórias pra boi dormir", né?
    Bom fim de semana a todos do GDM.\o/

    ResponderExcluir
  4. nossa n tem porra alguma de informaçao util aqui, vao toma na bunda -.-'

    ResponderExcluir
  5. Fica cada dia mais evidente que a NASA esconde certas informações,mas esta história das fitas esta parecendo sensacionalismo dos norte-americanos,o coitado do engenheiro era só mais um dos muitos acumuladores que existem no país.

    ResponderExcluir