Tudo sobre a Chuva de Meteoros Leonidas 2017

Leonidas 2017
O pico da chuva de meteoros Leonidas 2017 está chegando! Veja o que esperar de uma das chuvas mais famosas da história!


A chuva de meteoros Leonidas (ou Leonídeas) acontece todos os anos, entre os dias 14 e 20 de novembro, época em que o nosso planeta passa pelos rastros do cometa 55P/ Temple-Tuttle. Mas é na noite do dia 17 de novembro (madrugada do dia 17 para o dia 18) que ocorre seu pico - momento em que a maior quantidade de meteoros pode ser observada.

E mesmo que o tempo fique nublado, teremos aqui uma transmissão ao vivo, assim você não perde o melhor dessa chuva, que é uma das mais famosas da história.


Como observar a chuva de meteoros Leônidas 2017?

O radiante da chuva de meteoros Leonidas (local de onde os meteoros parecem se originar) encontra-se na constelação de Leão, daí a origem de seu nome. No mês de novembro, a constelação de Leão nasce um pouco antes do amanhecer, portanto é nesse horário que a maior quantidade de meteoros poderá ser observada, na direção nordeste do céu, como mostra na imagem abaixo:

radiante - chuva de meteoros Leonidas 2017
Créditos: STELLARIUM         /         Edição: Galeria do Meteorito

Busque um local longe de poluição luminosa. A iluminação artificial das grandes cidades ofusca o brilho tênue das estrelas, e consequentemente, atrapalha (e muito) a observação dos meteoros.



Por sorte, a Lua não estará no céu durante o pico da chuva Leonidas, e com o céu mais escuro, temos as condições ideais de observação.

Meteoro da chuva Leônidas
Créditos: Navicore / Wikimedia Commons

Lembrando que não é necessário o suo de equipamentos astronômicos, como binóculos ou telescópios. Como os meteoros riscam o firmamento numa velocidade muito alta, o melhor é visto a olho nu. Você só precisa sentar ou deitar-se em uma posição confortável e reservar um tempo para acostumar a vista ao escuro, e admirar o céu!





Transmissão ao vivo da chuva de meteoros Leônidas 2017

Como de costume, teremos aqui em nosso site a transmissão ao vivo da chuva de meteoros Leonidas 2017. Fiquem ligados! Sigam-nos nas rede sociais e assinem nosso feed de notícias para ficar por dentro de tudo.


Leônidas: uma chuva de meteoros histórica

A chuva de meteoros Leônidas produz meteoros muito rápidos. Os fragmentos dessa chuva penetram na atmosfera da Terra a velocidades incríveis, de aproximadamente 72 km POR SEGUNDO! Isso é cerca de 72 vezes a velocidade de uma bala de rifle!




Além disso, a chuva de meteoros Leônidas é uma das mais famosas da história. Os detritos do cometa Temple-Tuttle já foram responsáveis por verdadeiros espetáculos cósmicos, como aqueles observados em 1833 e 1966. Segundo relatos, a chuva de meteoros Leônidas de 1966 gerou dezenas de milhares de meteoros e bolas de fogo em menos de uma hora: cerca de 60 meteoros a cada segundo riscavam o céu daquela noite!

Antigas gravuras mostram a chuva de meteoros Leônidas em 1833 (esquerda) e em 1799 (direita). Créditos: Adolph Vollmy (1833) / Edward Dunkin (1799)
Antigas gravuras mostram a chuva de meteoros Leônidas em 1833 (esquerda) e em 1799 (direita).
Créditos: Adolph Vollmy (1833) / Edward Dunkin (1799)
Clique na imagem para ampliar

Através do estudo de relatos antigos, os astrônomos perceberam que a chuva Leônidas tem grandes picos a cada 33 anos: em 1799, 1533, 1366, 1202, e 1037, por exemplo. Esse grande pico a cada 33 anos acontece quando a Terra, além de passar pelo rastro de detritos do cometa temple-Tuttle, ela passa por uma região de grande concentração de fragmentos, o que resulta em verdadeiros espetáculos da natureza!




O último grande pico da chuva de meteoros Leônidas aconteceu em 1999, com "bônus" em 2001 e 2002, que também chamaram a atenção, com cerca de 5 meteoros a cada minuto. O próximo grande pico da chuva Leônidas deve acontecer em 2032, ou seja, estamos exatamente no meio do caminho.




Em média, a chuva Leônidas gera cerca de 100 meteoros a cada hora, e para esse ano, são esperados algo em trono de 20 ou 30 meteoros por hora. O mais interessante é que a chuva Leônidas sempre costuma surpreender, portanto não há como perder essa grande oportunidade.

Desejamos bons céus e excelentes observações a todos!


Imagens: (capa-divulgação) / STELLARIUM / Galeria do Meteorito / Navicore / Wikimedia Commons / Adolph Vollmy / Edward Dunkin / divulgação
14/11/17


Gostou da nossa matéria?
Curta nossa página no Facebook
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no Facebook, YouTubeTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário