Discos magníficos ao redor de estrelas próximas - novos planetas podem estar se formando bem diante de nossos olhos!

discos de poeira ao redor de estrelas proximas
Observatório no Chile revela imagens magníficas, que mostram discos de poeira e o início de novos sistemas!


Estranhos discos de poeira foram vistos ao redor de jovens estrelas próximas, sugerindo que novos planetas estão surgindo ao redor delas. As imagens são impressionantes!

O instrumento SPHERE (Spectro-Polarimetric High-contrast Exoplanet Research) do Very Large Telescope do Observatório Europeu do Sul (ESO), no Chile, registrou uma grande variedade de discos de poeira com detalhes jamais vistos.



Esses discos revelados agora pelo ESO estão ao redor de estrelas jovens, e contém gás, poeira e grandes fragmentos que podem se desenvolver em planetas. Os pesquisadores observaram uma notável variedade desses discos, com diferentes tamanhos, formas e estruturas, afirma o ESO.




"Esses discos são muito diferentes em tamanho e formato - alguns contêm anéis brilhantes, alguns anéis escuros e alguns até se parecem com hambúrgueres", disseram representantes do ESO em um comunicado oficial. "Eles também diferem drasticamente na aparência, dependendo de sua orientação no céu - de discos circulares até a anéis estreitos."

Uma coleção de discos de poeira ao redor de estrelas próximas registrado pelo instrumento SPHERE, do Very Large Telescoe - H. Avenhaus et al. - E. Sissa et al. - ESO - DARTT-S and SHINE collaborations
Uma coleção de discos de poeira ao redor de estrelas próximas registrada
pelo instrumento SPHERE, do Very Large Telescope, no Chile.
Créditos: H. Avenhaus et al. / E. Sissa et al. / ESO / DARTT-S / SHINE collaborations

Grande parte das estrelas que estão rodeadas por esses discos estão na fase T-Tauri, ou seja, ainda são muito jovens, com menos de um milhão de anos. Elas variam em brilho e estão localizadas entre 230 e 550 anos-luz de distância, sendo consideradas como relativamente próximas da Terra.




Astronomicamente falando, essas estrelas estão relativamente próximas da Terra, mas ainda assim, é difícil estudar seus discos protoplanetários, porque a luz brilhante das próprias estrelas-mãe geralmente ofuscam o disco, ou o iluminam exageradamente. Mesmo assim, os pesquisadores conseguiram obter uma visão detalhada dos discos empoeirados usando o instrumento SPHERE, que bloqueia a luz brilhante da estrelas próximas e consegue revelar as regiões que as cercam.




Discos de poeira ao redor de estrelas jovens são grandes alvos de pesquisa, pois acredita-se que essas sejam as regiões onde os planetas estão se formando. Melhorar a nossa compreensão dessas regiões e desses eventos pode nos ajudar a entender melhor como ocorrem as formações de planetas, o que também trará pistas sobre como era a aparência do nosso próprio Sistema Solar nos estágios iniciais de sua formação, a mais de 4 bilhões de anos atrás.


Imagens: (capa-ESO) / H. Avenhaus et al. / E. Sissa et al. / ESO / DARTT-S / SHINE collaborations
18/04/18


Gostou da nossa matéria?
Curta nossa página no Facebook
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no Facebook, YouTube, InstagramTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um comentário:

  1. Aquele ponto cinza escuro no centro das imagens é o instrumento SPHERE?

    ResponderExcluir