'Super-Terra' é encontrada ao redor de uma das estrelas mais próximas de nós

super terra encontrada a apenas 6 anos-luz do Sistema Solar
Tudo indica que este seja o segundo sistema planetário mais próximo de nós


Há dois anos, astrônomos anunciaram a descoberta de Proxima b, um planeta rochoso que orbita a zona habitável da estrela mais próxima do Sol, Proxima Centauri.



Agora, a mesma equipe responsável pela descoberta de Proxima b anuncia a possível descoberta de outro exoplaneta: um mundo rochoso que orbita a estrela de Barnard, que está a apenas 6 anos-luz de distância. Este agora é o segundo exoplaneta mais próximo do nosso Sistema Solar, e o mais próximo a orbitar uma única estrela.

A descoberta foi anunciada na revista Nature. O planeta foi nomeado GJ 699 b, ou simplesmente Barnard Star b (Estrela de Barnard b).

A Estrela de Barnard foi nomeada em homenagem ao astrônomo norte-americano Edward Emerson Barnard. Ela é uma estrela de pouca massa e luminosidade (uma anã vermelha), sendo também a estrela não dupla (que não possui companheiras) mais próxima do Sol.

A Estrela de Barnard está atualmente na constelação de Ophiuchus (O Serpentário), sendo visível tanto do hemisfério norte quanto do hemisfério sul (através de pequenos telescópios). Mas ela está se movendo rapidamente. Essa estrela intrigante é a que tem o maior movimento aparente de todo o céu noturno. Ela se move o equivalente a largura da Lua Cheia a cada 180 anos. Esse deslocamento nos mostra que daqui a 10.000 anos a Estrela de Barnard será a estrela mais próxima da Terra, quando estiver a apenas 3,8 anos-luz de distância.

proximidade da Estrela de Barnard - exoplaneta Barnard Star b
Proximidade da Estrela de Barnard com o nosso Sistema Solar, em comparação com Alpha Centauri e Proxima Centauri.
Créditos: IEEC / Science-Wave-Guillem Ramisa

Em 2015, dados coletados pelos cientistas diziam que sua velocidade seria um indicativo de que um planeta poderia estar orbitando-a. Esse planeta deveria levar cerca de 230 dias para completar uma volta ao redor da estrela. Para o estudo, foram utilizados dados dos observatórios HARPS, UVES (do ESO, Observatório Europeu do Sul) como também do Keck, localizado no Havaí.




"Para as análises, utilizamos 20 anos de dados, registrados por sete diferentes instrumentos, fazendo dessa a mais longa e extensa base de dados já utilizados para precisar o estudo de velocidade radial", disse Ignasi Ribas, diretor do Observatório Astronômico Monstec, na Espanha, e autor principal do estudo.

De acordo com os estudos, Barnard Star b tem cerca de 3.2 vezes a massa do nosso planeta, sendo provavelmente uma Super-Terra. Sua órbita foi determinada em 233 dias, a uma distância de 0,4 UA (Unidades Astronômicas) de sua estrela. [1 Unidade Astronômica equivale a distância média entre a Terra e o Sol]

Apesar da grande proximidade, por Barnard ser uma estrela de baixa luminosidade, o exoplaneta recém-descoberto recebe apenas 2% da energia que a Terra recebe do Sol.

Ilustração artística do exoplaneta Barnard Star b
Ilustração artística do exoplaneta Barnard Star b.
Créditos: ESO

Ao combinar os dados de órbita, distância, etc... os astrônomos acreditam que o planeta Barnard Star b encontra-se próximo da Linha de Gelo (Linha de Frost) - uma região em que a água, o dióxido de carbono, a amônia e o metano condensam e se solidificam, transformando-se em gelo. As estimativas sugerem que a temperatura de superfície dessa Super-Terra seja de aproximadamente -170°C, fazendo dele um lugar inabitável para a vida como conhecemos.

"Após análises muito cuidadosas, estamos 99% confiantes de que o planeta está lá", disse Ignasi Ribas. "No entanto, continuaremos observando a estrela para excluir quaisquer possíveis, porém improváveis, variações de brilho que poderiam ser confundidas com a existência de um planeta."




Apesar de não ser um planeta ideal para as formas de vida que conhecemos, Barnard Star b é um forte candidato para ser observado diretamente através de grandes telescópios. Por conta de sua massa e proximidade com o Sistema Solar, telescópios como James Webb poderiam observá-lo diretamente , assim como a nave espacial GAIA, da Agência Espacial Europeia (ESA).

Ilustração artística da superfície de Barnard Star b
Ilustração artística da superfície de Barnard Star b.
Créditos: M. Kornmesser / ESO

Os astrônomos não fazem ideia de como deve ser a aparência de Barnard Star b, mas especula-se que sua superfície seja alaranjada, com reflexos de luz fraca durante o dia.




Assim como Proxima b, o exoplaneta "Estrela de Barnard b" passará a fazer parte do nosso cotidiano, já que novos estudos poderão trazer novas informações a qualquer momento durante os próximos anos.


Imagens: (capa-ilustração/ESO) / IEEC / Science-Wave-Guillem Ramisa / ESO / M. Kornmesser
21/11/18


Gostou da nossa matéria?
Curta nossa página no Facebook
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no Facebook, YouTube, InstagramTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

5 comentários:

  1. Excelente texto. No inicio pensei na possibilidade dessa "super Terra" abrigar vida em seu interior, devido a proximidade com a estrela de Barnard, o que faria o planeta estar sob a influência de forças de maré, mesmo fenômeno que vemos em Io, porém não está tão próximo assim. Está equivalente a 0,4 UA ou 60 milhões de kilometros da estrela.

    ResponderExcluir
  2. Apesar de eu achar a raça humana um tanto quanto nojenta, é vendo notícias assim que eu ao mesmo tempo me acho muito único e especial, bem como Sagan falava.

    Mais uma vez vemos que somos a única civilização "inteligente" em alguns anos-luz.

    ResponderExcluir
  3. Kkkk gosta de poder colocar este tipo de aventruz la quem sabe eles aprendem a correr

    ResponderExcluir