Explosão Solar interrompe calmaria do período de Mínimo Solar

explosão solar agosto 2019
De vez em quando o Sol acorda de seu sono profundo... e aí está um exemplo


Ontem, 13 de agosto, uma explosão completamente inesperada ocorreu no Sol, que por sua vez, vinha de um bom tempo de calmaria.


O Observatório Solar e Heliosférico (SOHO), em órbita, registrou a Ejeção de Massa Coronal (EMC) em um vídeo:

ejeção de massa coronal agosto de 2019

A nuvem em movimento lento não está vindo em direção à Terra. Ele não atingirá o nosso planeta, e portanto, não irá causar uma tempestade geomagnética.




Se o local da explosão estivesse de frente com a Terra, a história poderia ser diferente. Ondas magnéticas intensas são evidentes na estrutura da nuvem, e se atingissem a Terra, poderíamos ter fortes tempestades geomagnéticas além de, claro, belíssimas autoras polares.

Ejeções de Massa Coronal como essa podem acontecer a qualquer momento, mesmo durante o Mínimo Solar, quando campos magnéticos na atmosfera do Sol ocasionalmente se tornam instáveis e se reorganizam (não são necessárias manchas solares pra que isso aconteça).




O Sol ficou por 7 dias consecutivos sem manchas solares (e um total de 150 dias para todo o ano de 2019, até agora). E como podemos ver, apesar do Mínimo Solar severo que estamos enfrentando, o Sol acorda de vez em quando pra mostrar que, logo logo o máximo está de volta...


Imagens: (capa-ilustração/NASA) / SOHO / divulgação
14/08/19


Gostou da nossa matéria?
Inscreva-se em nosso canal no YouTube
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no Facebook, YouTube, InstagramTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário