Buraco Negro da Via Láctea explode em brilho - 75 vezes acima do normal

sagittarius a explode em brilho
O que pode ter causado o aumento repentino de brilho em Sgt A* ainda é um mistério


No coração da nossa galáxia, a Via Láctea, existe um buraco negro supermassivo chamado Sagittarius A*. Com mais de 4 milhões de vezes a massa do Sol, esse objeto monstruoso engole tudo que se aproxima muito dele. Nada escapa, nem mesmo a luz.



Agora, utilizando o Telescópio Keck, astrônomos notaram um aumento de brilho acima de 75 vezes o comum. Isso durou apenas algumas horas.


Mas como ver o brilho de um buraco negro?

Através da luz visível isso seria impossível. Mas ao observarmos próximo do infravermelho, a matéria que se acelera antes de ser engolida por Sagittarius A* emite radiação.




Sagittarius A* tem sido observado há cerca de 20 anos, e alguma variação em "seu brilho" não é fora do normal. Por outro lado, um aumento de 75 vezes em seu brilho chamou a atenção de todos os pesquisadores - isso nunca foi visto antes!


O estudo liderado pela Universidade da Califórnia, em Los Angeles, foi aceito para publicação na revista Astrophysical Journal Letters.

O aumento repentino de brilho durou cerca de 2 horas, e foi observado no dia 13 de maio de 2019.


O que fez Sagittarius A* aumentar seu brilho drasticamente?

Aumentos de brilho são comuns em buracos negros, mas não um aumento de 75 vezes.

Até agora, não se sabe ao certo o que poderia ter causado o aumento de brilho do buraco negro supermassivo do centro da Via Láctea, mas uma possibilidade seria uma "visita íntima" de uma estrela chamada SO-2. Essa estrela faz sua máxima aproximação com Sagittarius A* a cada 16 anos. Em 2018, ela chegou a apenas 17 horas-luz de Sagittarius A*.

Grupo de estrelas chamadas SO que orbitam próximo do buraco negro central da Via Láctea
Grupo de estrelas chamadas SO que orbitam próximo do buraco negro central da Via Láctea.
Créditos: Cmglee / Wikimedia Commons / divulgação

É possível que a estrela SO-S2 tenha perturbado drasticamente a forma como a matéria interage em torno do buraco negro supermassivo, o que poderia ter criado o que parece ser uma explosão em torno de Sagittarius A*.




Em 2002, astrônomos observaram uma nuvem de gás se aproximando de Sagittarius A*. Intitulada G2, essa nuvem tinha uma temperatura de 10.000 K, e de acordo com cálculos de sua trajetória, essa nuvem de hidrogênio iria ser distorcida e engolida por Sagittarius A* no ano de 2013.

O astrônomos pensaram que, ao se aproximar do buraco negro supermassivo, a nuvem G2 iria ser aquecida ao ponto de produzir um brilho, parecido com uma explosão, mas isso nunca aconteceu.

Ou seja: essa "explosão de brilho" em Sagittarius A* pode ainda ter sido a aproximação da nuvem de gás G2.




Em breve, novas observações poderão ajudar a elucidar esse grande mistério. Afinal: o que teria causado essa grande explosão de brilho em Sagittarius A*?...


Imagens: (capa-ilustração) / Cmglee / Wikimedia Commons / divulgação
13/08/19


Gostou da nossa matéria?
Inscreva-se em nosso canal no YouTube
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no Facebook, YouTube, InstagramTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.

2 comentários:

  1. Se a distância do nosso sol à Sagitarius A é cerca de 30.000 anos luz, este evento ocorreu quando o homo sapiens mal acabara de surgir no planeta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, dirigimos olhando pelo retrovisor. Cada vez que nos "aproximamos" do mistério da vida, descobrimos que não sabemos nada sobre ele. E vamos tentar descobrir mais! Isto é o combustível que nos move.

      Excluir