Confirmado o tamanho do Mega Cometa que está vindo em nossa direção C-2014 UN271 Bernardinelli-Bernstein

Confirmado o tamanho do Mega Cometa que está vindo em nossa direção C-2014 UN271 Bernardinelli-Bernstein

Tudo indica que o objeto C/2014 UN271 seja o maior cometa já detectado!

Dois astrônomos descobriram o que pode ser o maior cometa já descoberto pela humanidade, e ele está deixando o Sistema Solar Exterior, vindo em nossa direção. 


Ainda em junho desse ano os especialistas divergiam se esse objeto era um cometa ou um planeta anão, mas agora as coisas parecem ter ficado mais claras de acordo com um novo estudo que foi aceito pra publicação no "The Astrophysical Journal Letters".

O objeto em questão é o cometa C/2014 UN271 (Bernardinelli-Bernstein) que foi, na realidade, descoberto ainda em 2014. O problema é que, devido a sua distância, houve muita dificuldade de se apurar vários detalhes, e só agora conseguimos uma boa estimativa de seu tamanho real graças a essa nova pesquisa.

Vale ressaltar que, embora esteja vindo em nossa direção, ele não oferece nenhum risco de colisão com a Terra. Na realidade, sua máxima aproximação com o nosso planeta deve ocorrer em 5 de abril de 2031, quando ele chegará a pouco mais de 10.11 AU da Terra, ou seja, tão longe quanto o Planeta Saturno.


Pra termos uma ideia da distância, basta lembrar que 1 unidade Astronômica é a distância entre a Terra e Sol, e esse cometa estará a mais de 10 UAs.

Mesmo não representando nenhuma ameaça pra nós humanos, o tamanho desse mega cometa só foi determinado com mais precisão agora, e já impressionou os cientistas já que pode ser o maior já registrado: 150 KM!

Cometa Bernardinelli-Bernstein registrado pelo Observatório Las Cumbres em junho de 2021
Cometa C/2014 UN271 (Bernardinelli-Bernstein) registrado pelo Observatório Las Cumbres em junho de 2021.
Créditos: Las Cumbres Observatory

Pra deixar bem claro como ele é gigantesco, basta lembrar que o cometa 67P, aquele que foi estudado de perto pela sonda Rosetta, mede 4.3 Km.

Claro que mesmo com essas recentes descobertas, os pesquisadores ainda esperam descobrir mais detalhes sobre esse monstruoso cometa, como por exemplo o tamanho de sua cauda e sua composição. O problema é que sua distância complica muito qualquer observação, e mesmo sendo enorme, pouco conseguimos ver daqui. 

A boa notícia é que ele está se aproximando cada vez mais, e até 2031 poderemos descobrir ainda mais detalhes sobre esse gigantesco "Mega Cometa"


E essa boa notícia fica ainda melhor quando lembramos que ele não deve chegar mais perto do que Saturno e não representa nenhuma ameaça ao nosso planeta.


Agora os astrônomos aguardam sua máxima aproximação em 2031, quando estimam que sua magnitude 9 permitirá que ele seja visível com pequenos telescópios amadores.

Os cientistas também planejam lançar uma sonda que possa estudá-lo de perto, que poderia ser lançada a partir de 2028. 



Imagens: (capa-Las Cumbres Observatory) / Las Cumbres Observatory / divulgação
30/09/2021


Gostou da nossa matéria?
Inscreva-se em nosso canal no YouTube
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no Facebook, YouTube, InstagramTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.

6 comentários:

  1. Até lá já teremos passado por uma terceira guerra, só resta saber se vai ter alguém aqui pra ver esse cometa.

    ResponderExcluir
  2. Extinção é inevitável. Se uma espécie evolui para outra, ocorre a extinção da espécie original. Se uma espécie não evolui, também se extingue (o planeta está em constante mudança). Uma catástrofe de qualquer natureza pode provocar a extinção das espécies que não se adaptarem às novas condições. Etnias que não se miscigenam com outras estão fadadas à extinção por deterioração genética. E por aí vai...
    Escolham o seu caminho para e extinção. Nem todos são ruins.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na ficção acho divertida a opção de um mundo distópico terminando em guerra nuclear global arruinando o planeta todo na maior estupidez, seria uma evolução tão irônica.

      Excluir